sábado, 29 de janeiro de 2011

Blood Tears (Lágrimas de Sangue)


Olhos nevoados pela tristeza
esses versos não terão rimas
falam da minha angústia
desse desamor que me aflige...
Lágrimas de sangue
meus olhos escorrem sequenciais
sem cessar, doendo enquanto escorre
não pelo rosto, mas pela alma
sofre o coração, corta-me por dentro
Não há poesia na tristeza
só dores de desespero
só lamentos de impossível...
lágrimas de sangue
que saem em mim levando o desamor
descolorindo meu mundo
chorando silencioso
enquanto caminha rumo a decadência
dos dias que não virão
das letras que somem
da história sem futuro
do amor que já não vive
dos meus pés que agora
já não andam
e tudo que me restam
são as lágrimas de sangue...

Nenhum comentário:

Postar um comentário