quarta-feira, 20 de abril de 2011



Querido Diário,
Eu tenho parado um pouco pra pensar sobre... as coisas... em mim... à minha volta...
Acho que eu tenho ficado mais ingênua com o passar do tempo...
As coisas importantes pra mim são importantes porque eu nunca vou poder ter... Por que não existem...
A vida não é um filme... Ela é rápida, cruel e não da tudo certo no final...
 A minha é... Assim...
Eu me apego em coisas que nunca vou poder ter... e Me frusto com isso... Logo eu me acostumo que nunca vou ter aquilo na minha vida e a dor passa um pouquinho... ai eu dou dois passos...
 Ate eu querer outra coisa e parar de novo...
O problema de andar de dois em dois passos é que eu nunca chego a lugar nenhum...
 porque não tem final...
 não nessa estrada
 eu construi uma casa na beira de um precipício
todo dia eu vou na ponta prometo me jogar mas ai eu volto pra casa
 é sempre assim
 As pessoas que eu quero encontrar não são reais
 as coisas que eu quero não sao reais
 a minha vida inteira não é e nunca foi real
porque de fato nunca foi minha
 e isso me assombra e me persegue até hoje...

2 comentários:

  1. seu texto traz questões interessantes para uma analise com um psicanalista... se nunca fez talvez seja interessante experimentar esse fantastico e revolucionario TEATRO MÁGICO...

    Desejar o impossível? O desejo jamais é satisfeito porque tem origem e sustentação da falta essencial que habita o ser humano, daquilo que jamais será preenchido e, por isso mesmo o faz sofrer, mas também o impulsiona para buscar realização... isso é um dos ensinamentos do Freud...

    Vc já tem boas perguntas... talvez ele possa te ajudar a encontrar as respostas

    JOPZ

    ResponderExcluir
  2. as coisas que eu quero infelizmente tbm não são reais, é como se eu estivesse sempre sonhando, mas infelizmente acordamos para a realidade e vemos que nem sempre é tudo do jeito que queríamos...
    bjs

    http://artegrotesca.blogspot.com

    ResponderExcluir