quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Ele disse: Eu estou aqui...

Meus olhos estavam quase fechando, minha visão estava turva... Mas eu podia sentí-lo, no fundo eu sabia que ele não me deixaria, e eu não conseguiria ficar afastada dele mais que um milésimo de segundo... Eu podia ouvir sua voz, distante em minha mente... Sua voz era doce, terna e, eu não sei se por impressão minha, mas também um pouco dolorosa... O sangue subia-me a garganta, eu queria vê-lo, mas sua imagem estava embasada diante de mim.. Toquei-o, eu podia sentir sua pele sob meus dedos, minha mão... Ele levou a mão ao meu rosto, eu não podia morrer, não assim... Ele era a minha concepção de paraíso, minha respiração antes intensa agora enfraquecia cada minuto mais...
- Vai ficar tudo bem... - Ele me disse. -  Eu estou aqui...
Aos poucos eu sentia ele mais perto, minha boca estava seca, meus olhos ardiam pelas lágrimas... Ele estava ali, como sempre esteve... me salvando da morte, me trazendo de volta à vida.
- Faça... Bater... Outra... Vez... - Falei sem forças.
- Eu não vou deixar parar... Eu prometo!
- Eu... Amo... Você...
Sentia o sangue, as lágrimas ardendo em meus olhos, a força havia me deixado e quando consegui dizer a última frase senti a escuridão chegando sobre mim e a última coisa que me lembro foram os lábios dele me tocando, me trazendo ar, calor...
- Eu te amo demais...
Por mais que ele repetisse eu nunca me cansava de ouvir...
- ... Minha menina.
Senti minha respiração enfraquecendo mais, meus olhos ja não conseguiam se abrir. O corpo dele veio sobre o meu me trazendo a luz novamente, fazendo meu coração bater, meu sangue correr pelo corpo e ao abrir os olhos novamente eu pude vê-lo pela última vez... Minha vida estava ali diante de mim, reunida em uma só pessoa: ELE. Naquele momento eu sentia que toda aquela dor valia a pena.

Nenhum comentário:

Postar um comentário