quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Minha vizinha da frente é o tipo perfeito de “vadia auto-declarada”, isso claro, musicalmente falando, as musicas que a gente escuta falam muito a respeito da nossa personalidade, e eu não acredito que uma pessoa que escute músicas com letras pornográficas e mulheres gemendo tenha alguma coisa na cabeça além de “grilos” isso para não falar coisa pior.
E ainda por cima tenta se amostrar pra mim e minha Irma como se fosse possível que a gente conseguisse sentir inveja da falta de capacidade intelectual que ela tem, isso é de fato muito ridículo! Eu não preciso colocar um short 38 mostrando metade do meu bumbum para chamar atenção. Ate porque em primeiro lugar não é atenção que eu quero! Prefiro conteúdo a aparência o que significa que nem que ela tente em um milhão de anos nos seremos nem colegas quanto mais amigas.
Eu me recuo a dialogar mais que um segundo com uma pessoa que não gosta de ler e escuta um tipo de musica que fala sobre “sentar em cima” “deslizar” e outros tipos de coisa que eu sinceramente me recuso a falar aqui. Gosto do meu mundo próprio e privado onde a única coisa que realmente chama atenção são os livros em que eu viajo e a imaginação que eu disponho nos livros que escrevo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário