sexta-feira, 29 de agosto de 2014

#Livros Não Conte a Ninguém - Harlan Coben (Resenha Livro + Filme)

O LIVRO:
Sinopse: David Beck e sua esposa Elizabeth comemoram o aniversário de seu primeiro beijo quando uma tragédia interrompe o clima de romance: Elizabeth é brutalmente assassinada. O caso acaba sendo resolvido e o assassino, condenado. No entanto, David não consegue superar a morte de Elizabeth. Depois de oito anos, ainda se lembra de todos os detalhes. Mas é no dia do aniversário de morte de Elizabeth que a história realmente começa. Uma estranha mensagem aparece no computador de David, uma frase que somente ele e a esposa conhecem. De repente ele depara com o que parecia impossível - em algum lugar, de alguma maneira, Elizabeth está viva. Ele é advertido para que não conte a ninguém e envolve-se em um sombrio e mortal mistério, sem saber que já está sendo seguido por alguém que o tentará deter antes que descubra toda a verdade

O que eu achei: Antes tarde do que nunca, hein galera? Esse autor foi indicação de um amigo, era o único livro dele que havia na loja quando fui comprar em uma viagem, levei mais tempo do que deveria para ler simplesmente pelos acasos do destino, muita coisa acontecendo e eu fiquei cada vez menos focada na leitura. Mas enfim consegui terminar. Devo confessar que normalmente não pego temas que fujam ao meu estilo literário, mas gostei muito desse livro embora em determinadas partes eu tenha tido vontade de atirá-lo pela janela.
A trama acompanha David Beck, um pediatra que vive a dor da perda de sua esposa, Elizabeth que ele crê ter sido vítima de um serial killer chamado killroy. Mas logo estranhas mensagens começam a surgir e David se vê na mira do FBI como o assassino de Elizabeth, além do mais a trama se entrelaça com um misterioso assassino de aluguel asiático chamado Eric Wu que leva terror e frieza à trama. Beck, convencido que sua esposa está viva, começa a correr contra o tempo desafiando a polícia e a lógica para descobrir a verdade por trás da trama de mortes que sucede. Ajudado por sua melhor amiga Shauna, uma famosa advogada e um traficante de drogas, o pediatra vai atrás da verdade para provar sua inocência e salvar sua vida.

O clima de mistério é constante, a trama é narrada em primeira e terceira pessoa explorando diferentes pontos de vista o onisciente e o do pediatra. Você consegue formar uma linha de raciocínio para possíveis suspeitos, mas a verdade no final do livro realmente surpreende. O desfecho é inesperado e te pega de surpresa. Vale muito a pena ler se você gosta de ação, mistério e suspense. Valeu muito a pena ler, eu recomendo.


O FILME: Em 2006 uma produtora francesa fez a adaptação do livro de Coben e eu procurei para assistir. Como toda adaptação eles mudaram coisa que só no filme como o nome dos personagens, que ao invés de ser David e Elizabeth, é Alex e Margo. Eu já não curti muito a ideia de ser um filme francês, adoro a França, mas os filmes franceses são muito explícitos se é que vocês me entendem. Por isso eu evito. Mas, para a resenha ficar mais completa eu assisti. O traficante de drogas, que no livro é negro, aparece branco no filme. É algum preconceito Francês ou eles são daltônicos? Shauna, que é uma modelo plus-size aparece no filme com o físico da Cameron Diaz. Preconceito contra os gordinhos também? Trocaram o asiático por uma mulher, véi. Fala sério! Fora isso há algumas mudanças cronológicas e algumas cenas que fogem muito ao livro, mas no geral, apesar de tudo, até que o filme é bem fiel. Estou começando a aprender que adaptações realmente tem pouco ou nada a ver com a obra da qual são originadas, raras vezes encontramos algo que valha mesmo a pena dizer que foi feito de um livro. O filme não é ruim, eles mudaram todos os nomes para o Francês, os lugares também, e afora essas mudanças esdrúxulas de personagens a trama ficou bem parecida. No quesito explícito da coisa, o filme é (Graças a Deus) bem discreto, não há nenhuma cena realmente impactante ou desconfortável, que foi algo que me deixou um pouco apreensiva para ver uma vez que há cenas no livro que fariam um estômago fraco como o meu explodir se aparecessem no filme com riqueza de detalhes.  O final do filme é bem diferente do final do livro e esse fator me irritou um pouco, eles não contaram "a verdade" então, até o meio do filme se você assistir até que dá pra entender legal o livro, mas o final mente. Você precisa ter lido para descobrir a verdade e saber porque está "errado". 
Link do filme: http://www.cinefilmesonline.net/2014/05/filme-nao-conte-a-ninguem-dublado.html
Clique na opção VK.

Então é isso blogueiros. Me desculpem a grande demora em postar a resenha, é que com o livro da editora e mais um monte de problemas que coloquei no outro post a coisa realmente não andou. Mas tentarei ser mais responsável com a próxima leitura. Grande abraço a todos vocês, tudo de melhor e até mais!


The Lost Girl.

Nenhum comentário:

Postar um comentário