sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Doendo

Pois é blogueiros, hoje foi dia de dentista e eu não sinto nada na minha boca além de dor! O lado bom é que finalmente os resultados estão se tornando mais visíveis, o sofrimento está pelo menos valendo a pena, mas ao que parece por essa semana eu não vou conseguir comer nada, nada que não seja líquido pelo menos. Mastigar é uma tarefa impossível no momento!
Eu estou furiosa com a ótica que a minha irmã arrumou para fazer o meu óculos, já faz duas semanas e eles ainda não me entregaram! Isso é o cúmulo! A minha cabeça dói insuportavelmente porque eu leio muito, passo muito tempo no computador usando o óculos vencido, e a pior parte é que eu ligo para lá e eles não atendem. 120,00 para nada! Não me aguento de tanta raiva!
E as raivas não param por ai, a galera da minha sala da faculdade está de parabéns no quesito falsidade, deveriam até abrir um cursinho. Exatamente três pessoinhas específicas, uma delas seria professora de destilação de veneno, a outra poderia ensinar as técnicas de multiface porque ela não tem duas, mas 90 caras! E o último seria professor de Como intrometer-se na vida alheia ele é expert nisso! Pessoas que se acham muito mais do que são e pensam ser grandes o bastante para humilhar os outros. A maior diversão deles é tentar puxar o tapete de alguém! E hoje, outra coisa que me deixou chateada lá, mas não teve a ver com eles, foi uma das minhas colegas... Eu detesto ser apontada em público, odeio mesmo! Na aula de literatura hoje, ela fez isso, sei que não por mal, e nem falou nenhuma mentira, mas eu não gosto, é mais uma razão para a gangue do mal me encher a paciência. A professora estava comentando na sala sobre o hábito da leitura, disse que nós éramos o que líamos e essa menina disse que a única "normal" no curso era eu, porque gosto de ler. Eu fiquei tremendo e provavelmente se não estivesse pálida como um papel estaria vermelha como um tomate. Não gosto mesmo disso. E nem dá para tirar o corpo fora.
Logo pela manhã eu vi que haviam comentado no décimo capítulo de Frozen, e um dos comentários também me tirou a paciência! Durante as divulgações da história eu havia repetido até cansar que os capítulos da história seriam grandes, e são, cada capítulo fica em torno de 4.000 palavras, ai a menina vem reclamar que o capítulo ta grande demais! Eu mandei ela ler por acaso? Se ela não prestou atenção às 1000 vezes que eu falei sobre a extensão dos capítulos ai não é comigo, questionei algumas das leitoras sobre a qualidade do texto, poderia ser que estivesse cansativo ou algo do tipo, mas todas elas discordaram, afirmando que a narração estava coerente e que a leitura estava gostosa. Dai, por causa de um leitor 'preguiçoso' você quase atira a fic no lixo. Preciso parar de ser tão sensível u.u'
De resto o meu dia foi bom, apesar de todas as raivas que eu tive, não foi de um todo ruim, se eu não estivesse sentindo tanta dor nos dentes e na cabeça, provavelmente teria tido um desfecho bem melhor hoje, mas afinal, nada é perfeito.

Entendendo: Breathe No More (Evanescence)

E então galera, vou tentar começar a trabalhar com tags agora, e essa tag é música, eu tinha dito no post de ontem que ia tentar interpretar umas músicas ai e trazer para vocês o que eu entendi da letra, vai ser meio que um exercício para mim no quesito interpretação de texto. Bem, vamos nessa.
Antes de tudo, vale lembrar que por mais que os textos tenham uma intenção quando são escritos, independente do seu estilo, cada leitor interpreta-o de maneira própria, adequando-o à sua realidade pessoal e ao seu estado de espírito no momento em que degusta a leitura.
A música que escolhi para começar, foi Breathe No More.

Estive olhando no espelho por tanto tempo
Que tenho vindo a acreditar que minha alma está do outro lado
Todos os pequenos pedaços caindo, quebrados
Pedaços de mim, afiados de mais para serem colocados de volta
Pequenos de mais para importar
Mas grandes o suficiente para me cortar em
Tantos pequenos pedaços
Se eu tentar tocá-la
Quem conhece um pouco da história da Amy, sabe que ela passou por uma etapa difícil depois da morte da irmã, Breathe no more é uma letra que reflete o sentimento de alguém que deseja enganar-se, uma pessoa que está presa em uma letargia intensa, alguém que deseja acreditar que toda dor que sente é um pesadelo. Nos primeiros versos, há a dúvida sobre a própria identidade, sobre quem ela realmente é. Nos versos seguintes, ela expressa a ideia de dor, de estar despedaçada, incapaz de qualquer ajuda, tão flagelada pelo próprio suplício que é incapaz de ser refeita, de salvar-se.
E eu sangro
Eu sangro
E eu respiro
Eu não respiro mais
Sangrar, na letra, é uma metáfora. Como o eu lírico tem a sensação de estar despedaçado, mutilado pela dor, o sangrar significa o esvaecer das esperanças, aos poucos ela vai desistindo e quando pensa que está conseguindo progredir ela cai novamente e desiste de uma vez, daí o 'eu não respiro mais'.
Respiro fundo e eu tento retirar dos meus espíritos do poço
Mais uma vez você se recusa a beber como uma criança teimosa
Minta para mim, me convença que estive doente para sempre
E tudo isso fará sentido quando eu melhorar
Mas eu sei a diferença
Entre mim e o meu reflexo
E eu simplesmente não consigo deixar
De querer saber qual de nós você ama
Aqui fica bem claro que ela está se dirigindo à outra pessoa, assim como Call Me When You're Sober, Breathe No More também expressa um período difícil da vida de Amy, provavelmente esses versos tenham sido escritos para um de seus ex-maridos. Há um desejo implícito de querer acreditar que a dor é passageira, que não passa de um pesadelo, No terceiro e quarto verso ela explicita esse desejo de se enganar, e nos quatro versos finais ela coloca a questão de quem ela realmente é e de quem as pessoas -ou a pessoa em questão - a veem. Ela não sabe se é amada pelo que é ou se é amada pela fachada, por aquilo que deixa transparecer, pela mentira supérflua que ela mostra quando está diante das pessoas.

Breathe No More passa uma ideia de profunda solidão, de alguém que se sente perdido e sem expectativas, que desviou-se de tal forma de si mesmo que não sabe mais nem sua própria identidade. Alguém que é constantemente flagelado por uma dor intensa e profunda, que vive trancado em um suplício particular e tenta criar um mundo paralelo na sua mente para fugir da realidade fria na qual vive. Eu me identifico com muitas músicas da banda e essa é uma delas.
Espero que vocês tenham gostado galera, qualquer equívoco que eu tenha cometido diga -educadamente - nos comentários! Mil beijos e até semana que vem :D

quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Cansada

Acabei de chegar da faculdade, estou exausta! Ainda vou terminar o capítulo 10 de Frozen e pretendo ler antes de dormir. Meu dia hoje beirou o cansativo, embora tenha sido um cansaço bom, afinal eu passei o dia inteiro trabalhando em Frozen e isso para mim é o melhor cansaço do mundo! Escrever é sem dúvida a coisa que eu mais amo fazer, até mesmo mais do que ler, embora eu acredite que os dois empatem no quesito coração.
Frozen está caminhando muito bem, eu estou ficando muito satisfeita com o resultado, estou perto do final do livro um, que é o menos complexo, e a minha satisfação é notória. As respostas ao livro estão sendo favoráveis, o que me deixa ainda mais animada. Hoje a aula na faculdade foi um saco! Meu professor de didática não tem didática nenhuma - isso com relação a fazer a aula ser interessante. - eu admito que ele é inteligente, mas eu já odeio matérias pedagógicas, se ele não torna a coisa menos insuportável não ajuda! Já o de psicologia eu não vou nem comentar! Deixa quieto! '-'
Já faz duas semanas que eu não vou para aula de inglês e, por incrível que pareça, eu não surtei com isso. Eu não tenho me sentido motivada a estudar esses dias, não tenho tido vontade de fazer nada além de ficar quietinha e agora com um quarto só para mim essa solidão até tem sido mais acolhedora, eu gosto de ter essa privacidade mesmo que tenha de admitir que no começo ela me assustasse. É bom ter esse espaço pra mim, onde eu posso me sentir sozinha e chamar de meu. É bom. Um sonho antigo que finalmente é real.
Infelizmente, essa duração sozinha não pode ser duradoura, constantemente eu tenho de interagir com outras pessoas, logo minha mãe e minha irmã voltarão a trabalhar, e sinceramente, por mais que eu saiba que isso é bom, vai ser meio estranho pra mim não ter elas por perto o tempo todo, principalmente a minha irmã com quem eu já me acostumei a implicar... Passou tão rápido... É estranho, essa sensação de querer ficar sozinha e ao mesmo tempo ter algumas pessoas que você quer constantemente por perto. Amanhã novamente aula de psicologia, o trabalho de algumas das minhas colegas de classe foi adiado para amanhã, espero que dê tudo certo...

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Música boa! \O/


Dia tranquilo

Nada como uma aula onde só eu e Aricélia somos alunas! Hoje eu aprendi mais na aula de português do que no período passado inteiro! Isso porque não tinha gente conversando, tirando a atenção da gente e desconcentrando nossas leituras. Embora eu confesse que por um segundo o apagão me preocupou, principalmente pelo fato de ter sido regional e não apenas local. Espero de coração que o problema tenha sido completamente sanado.
Ao contrário do que muita gente falou eu estou adorando A Vidente, espero que os outros livros da série sejam igualmente bons. A leitura de início é estranha, a narração da Hanna é bem peculiar, mas ao longo dos capítulos quando você se acostuma se torna viciante e muito gostosa.
Fora o apagão, eu tive um dia bem legal hoje, ajudei minha irmã em um trabalho de química, embora eu não tenha a mínima noção de química, escrevi, adiantando um pouco o próximo capítulo de Frozen e iniciando o de CDI, eu ando com um bloqueio com relação à esta última, não sei o que aconteceu, é como se eu tivesse perdido a inspiração e isso não é nada bom! Espero me inspirar de novo logo, é um projeto muito bom para ficar perdido. Eu andei pensando e, assim como criei o WeekGame, acho que vou voltar com a música da semana, eu não sei se vocês lembram que eu tinha essa tag antes, mas dessa vez eu vou fazer diferente. Meu professor de português levou hoje uma música do Paralamas do Sucesso comentada e analisada por um blogueiro que não me lembro do site agora, e eu penso em fazer o mesmo, mas com músicas internacionais. Eu vou fazer algo similar, tentando mostrar a minha interpretação da letra, enfim, ainda é algo que preciso ver.
Como Waking Up está pertinho de terminar, logo teremos novidades vindo por ai, Roberta e eu já estamos tramando para vocês rs.
Agora vou indo, antes que a minha mãe me dê um chá de quebra pedra '-'
Boa madrugada blogueiros!

terça-feira, 27 de agosto de 2013

Upset

Eu ainda consigo ficar surpresa com o tamanho da falsidade e do caráter baixo de algumas pessoas da minha sala na faculdade! É incrível, mas eu consigo! Desde que eu entrei lá eu já engoli muita coisa, mas na verdade eu já estou mais que acostumada com isso, nunca tive uma sala decente em toda a minha vida escolar e não sei como pude pensar que agora seria diferente, as pessoas sempre me odeiam, sempre me enxergam de maneira equivocada e me odeiam mais ainda, mas não me importo. Agora ter coragem de tentar humilhar alguém como Aricélia é ser o cúmulo! Uma vadia na minha sala - e eu não conheço nenhuma palavra que descreva melhor e nem que aplaque a raiva que estou sentindo - teve a audácia de tentar fazer isso hoje! Galera, Aricélia - e não é por ser minha amiga não - é a pessoa mais doce que existe na face da terra. É aquele tipo de gente que não faz mal para uma aranha! Calma como só ela consegue! Serena, meiga, inteligente, um verdadeiro amor de pessoa, a criatura desprezível que magoa uma pessoa dessa não pode ser considerada um ser humano! Mas sabem o que é? Simplesmente inveja, a vaca não sabe se vestir, é incapaz de ler um único parágrafo sem gaguejar e já vai no auge dos 30 se achando com 20! Como Aricélia é uma pessoa serena, veste-se de maneira elegante e adequada para sua idade - e não, ela não é velha! - é inteligente, dedicada e bonita, sabem como é né? Em terra de cisne pato não tem vez. Eu fiquei furiosa com essa vadia sem escrúpulo! Me pergunto o quão baixo as pessoas descem a fim de derrubar outra, é lamentável. E a convivência naquela sala é cada vez mais insuportável!

Heart By Heart

Eu sei, to atrasada ¬¬' mas se você ainda não ouviu não deixe de escutar a música perfeita que a Demi fez para o filme Instrumentos Mortais!

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

WeekGame

Pois é, o WeekGame dessa semana ta muito legal! Infelizmente, assim como todos os outros jogos, esse não virou filme, mas deveria! #ficaadicagibli!

Sumidinha...

Pois é, eu dei uma desaparecida... Realmente eu não tinha nada interessante para dizer e não sabia exatamente como estava me sentindo, ainda não sei. Na verdade eu só estou vindo no blog hoje porque preciso atualizar alguma coisa. Ando muito sem ideias :/
Desde que eu me livrei do bendito trabalho daquele professor é como se tivessem tirado um fardo das minhas costas, me sinto muito melhor embora nem um pouco menos preocupada, as provas estão perto... Perto demais para o meu gosto! E eu sempre fico tensa quando essas coisas acontecem, principalmente nesse período onde as coisas parecem ter o dobro do grau de dificuldade. Repito o que disse antes, se eu conseguir "escapar" desse período eu aguento o que vier!
Eu tive aulas ótimas hoje, meu professor de linguística é o melhor sempre, eu só queria um pouquinho da inteligência dele, as vezes eu penso que não vou conseguir me formar em Letras porque nunca vou conseguir dar uma aula de qualidade, e como poderia se eu não quero ser professora? Mais uma vez eu me peguei pensando e conversando com as meninas sobre a possibilidade de ter um namorado - a possibilidade nula no meu caso - e me peguei pensando se eu acredito tão piamente que vou ficar sozinha pra sempre porque talvez seja essa a minha vontade. Quem sabe, é um caso a se pensar, a refletir, e talvez seja a verdade que eu tema tanto admitir.

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Assustada

Quando meus pais decidiram viajar na segunda feira eu concordei, mas fiquei com a sensação de que algo ruim ia acontecer, tentei levar numa boa, pensei que se tratava de nervosismo por causa do trajeto de carro e tals e de fato nós fomos e voltamos em segurança, mesmo que na volta estivesse chovendo e um carro quase tenha colocado a gente em risco. Fiquei aliviada, a parte tensa havia acabado e eu havia tido um ótimo dia, até hoje.
Ainda pouco eu entrei no facebook e uma das minhas amigas, conhecidas no antigo ning que eu frequentava, ela era conhecida por sua grande participação na igreja, sua fé é invejável e  as vezes até mesmo é capaz de ter certas "visões" sobre algumas coisas, como antigos profetas. Não estou dizendo que ela é um tá? Mas ela tem um instinto e as vezes sonha com coisas que de fato acontecem. Hoje ela me mandou uma mensagem dizendo que teve um sonho comigo e com o meu pai, nele ela falava que nós corríamos perigo, mas nos "mantivemos fortes" não sei se isso é um eufemismo para morte dolorosa ou algo do tipo, ela me recomendou algumas orações e me disse que as fizesse ao acordar. Confesso que fiquei extremamente angustiada.
Não consigo imaginar o perigo que seja para nós, somos pessoas pacíficas, eu não faço nada além de estudar, não saio de casa a não ser para ir para faculdade, meu pai menos ainda e é uma excelente pessoa. Mas ainda estou inquieta, como se eu estivesse esperando seja lá o que vem por ai, e já sinto que não é nada bom. Eu não sei blogueiros... Estou realmente com medo.

terça-feira, 20 de agosto de 2013

Minha Vida Nyah - Final

Bom galera, finalmente consegui uma pausa de respiração para trazer a última - e atrasada -parte da matéria Minha Vida Nyah. Ao som de Matt Cardle e Melanie C cuja música estou oficialmente viciada, vou trazer para vocês um pouco dos meus trabalhos mais recentes no Nyah fanfiction, mas não sem antes dizer o quanto me tornei mais feliz depois que encontrei esse lugar, é um mundo onde eu posso libertar minha mente e ter uma resposta disso, onde eu conheço milhões de pessoas com a mesma paixão e o mesmo sonho que eu...  De fato, o Nyah foi um achado que fez a diferença na minha vida.
Bem, no dia 19 de Janeiro de 2013 deu-se início Sleeping Beauty: The Story Behind The Close Eyes- eu sei, o título é gigante '-' - eu tinha começado a escrever esse original há um ano atrás, ainda quando estava no crepúsculo ning embora nunca tenha chegado a publicar algo sobre ela lá. Para ser sincera, e eu sei que muita gente não vai acreditar nisso, assim como Free, essa história surgiu em um momento #tédiototal onde eu não tinha nada para fazer, abri o word e comecei a digitar a esmo. Eu sempre fui fã da Bela Adormecida desde criança, era o meu clássico favorito e eu tinha uma quedinha pelo Felipe *U*, mas eu só escrevi duas páginas e "arquivei" a história. Ai, o tempo passou e eu assisti finalmente Branca de neve e o caçador - pelas primeiras novecentas vezes - e certa vez, quando eu estava terminando minha cota de histórias no Nyah e depois de muitas ideias que eu não conseguia desenvolver, reli os dois capítulos escritos da trama e decidi tentar levar adiante, e daí surgiu esse que foi o livro considerado meu ápice no Nyah.
Sleeping Beauty conta a história da Bela Adormecida através dos olhos de Aurora, uma Aurora que relembra sua história e que, provavelmente, narra-a para alguém. Ao contrário do clássico doce da Disney e da versão tosca que é a verdadeira, eu optei por mesclar uma realidade medieval com elementos fantásticos - que são bem menores - e dei tanto a Aurora quanto a Felipe uma coisa que a Disney não deu: personalidade. Eu me influenciei em diversos elementos para compor esse livro e usei de uma linguagem completamente aperfeiçoada para a época. Essa versão mescla ação, romance, aventura e drama com uma dose extra de fantasia e foi sem dúvida um dos meus trabalhos mais maduros em todos esses anos da minha nada mole vida. Sem falar que traz um elemento novo para mim que é o angst - palavra alemã para um estado de apatia, onde você se refugia na sua mente. algo assim - Eu comecei a história cheia de incertezas, mas aos poucos ela foi tomando forma, personalidade e se tornou minha marca no Nyah atualmente.
" O que movia os reinos do mundo não era a maldade da magia, embora ela existisse mascarada em mulheres como Martha, era a crueldade da inveja." - Cap. 01
Sleeping Beauty contou com 179 comentários e a incrível marca de 10 recomendações sendo a minha história mais vista e mais recomendada desde o meu ingresso no site como uma tosca desconhecida.
No dia 01 de Abril eu levei para o Nyah o até então escondido Flashes do passado. Esse livro foi o primeiro que escrevi envolvendo Crepúsculo e tem fortes influencias da minha vida no Ning focando na relação com meus pais do site.
Aqui acompanhamos Gabriella, Sandi, Jean e Vinícius  que tem uma interconexão, mas tem de enfrentar a fúria de um passado que volta para assombrá-los e Gabriella poderá ser a única capaz de deter o mal que os aguarda em busca de vingança e além disso: Da sua alma. Sandi, Jean e Vinícius serão capazes de impedir que a garota sucumba às trevas e liberte para sempre o mal sobre a humanidade? Nem eu sei a resposta U_U' você pode ver o trailer da história AQUI
Quando eu conheci o R e ele me apresentou o OneRepublic eu tive a imediata ideia de escrever uma história com as músicas do cd que contam uma história de amor, ainda escrevi os dois primeiros capítulos, mas como estava abarrotada de coisa para fazer e escrevendo trocentas fics com a Bela Adormecida, recorri à ajuda de uma co-autora, apresentando a ideia para minha antiga parceira em Reflexo, Roberta Machado (claray) que topou de cara entrar no projeto e assim começou Waking Up. 
A trama acompanha Noah Tedder - sobrenome tirado do Ryan Tedder vocalista da banda - um escritor bem sucedido com um coração partido que viaja para uma cidade pacata da Inglaterra a fim de se "esconder" do mundo e começar um novo trabalho, mas ele está passando pela fase do bloqueio - que ataca escritores no mundo todo! - e então conhece Elize - nome tirado da vocalista do Amaranthe Elize Ryd acho ela linda! - e imediatamente se apaixona. A história vai seguindo cada letra do cd e os capítulos também levam os nomes das músicas. 
Ela ta pertinho de ser concluida, mas ainda não terminou e infelizmente não está em muito destaque no site... Até agora conta com 02 recomendações sendo uma delas "fantasma" e 19 comentários.Pouca gente sabe que eu escrevi essa história pro R. Confira o trailer AQUI
No mesmo dia 07 eu levei para o Nyah o inédito Campo de Inocência, uma história pensada em uma aula de linguística que se assemelha levemente com Shadows, mas com uma identidade própria - e sem vampiros. É uma trama em primeira pessoa e segue o seguinte enredo:
Em 2030 uma organização está agindo escondido da dominaçao governamental e criando um exército de jovens assassinos e sem sentimentos. Através de implantes de chips de controle em seus cérebros os cientistas destroem suas lembranças e manipulam-nos à sua vontade. O caos surge quando Melody descobre que ela e seus amigos estão na lista de novos "recrutados" para os implantes e uma guerra dos novos tempos se inicia pela sobrevivência da espécie humana e pelo amor, Melody vai descobrir que nem tudo que parece é.
Ela ainda está em andamento, assim como Waking Up, não tem muitos leitores, mas está sendo bem aceita pelas pessoas que estão lendo e eu estou satisfeita com isso. Você pode ver o trailer AQUI
E por fim, vamos ao meu último, e mais recente, trabalho no Nyah, a tão falada, divulgada e aguardada Frozen. Provavelmente vocês puderam ver os vídeos, e os posts que eu fiz falando sobre ela, realmente eu fiz um marketing pesado em cima de Frozen e não foi para menos, atualmente ela é o meu trabalho mais maduro em relação a enredo e a narração. Como eu já expliquei milhões de vezes, ela é uma fic de Crepúsculo que não tem nada a ver com Crepúsculo! E quem está lendo pode comprovar, a única coisa que esse livro tem da saga é a Bella e o Edward - que nem apareceu ainda! 
Frozen acompanha Bella - A da Mayer não, a minha elas sao opostas. - a garota que acabou de perder os pais e chega à uma Forks bizarra que aparentemente tem um interesse especial nela. Logo de cara, ela conhece a vampira Alice Malkavian que se oferece para ser sua mãe, diante das loucuras das novas criaturas que ela toma conhecimento, Bella acaba aceitando, relutante, a proteção dos FEL, uma importante família monárquica de Forks. Quando Ayel entra em sua vida quase como um passe de mágica, Bella acaba descobrindo que sua existência, assim como seu passado não eram tão verídicos quanto ela acreditava e a trilha pela descoberta e reinvenção de si mesma a levarão à um tortuoso caminho de mentiras, dor e fúria. E se não houvesse felizes para sempre? E se só houvesse dor e perda?
Eu estou dando uma atenção especial à Frozen, desde que a ideia me ocorreu, e acredito que o meu propósito está sendo alcançado, quem está acompanhando a história está não apenas vendo a diferença montanhosa que ela tem de crepúsculo como está curtindo muito. Até mesmo quem não gostou de Crepúsculo e está lendo Frozen está gostando  e isso para mim é muito gratificante. Até agora já tenho 08 capítulos publicados no Nyah e estou trabalhando no 09. O último trailer do primeiro livro foi lançado no dia 26 de junho, Frozen conta com 03 partes - Em um mesmo livro. - e eu estou no meio da parte 01. Você pode conferir o trailer da parte 01 AQUI

Bom galera, foi isso. Essa foi a minha trajetória no Nyah até agora, achar esse site foi muito bom mesmo para mim, eu conheci pessoas maravilhosas, comecei a acreditar mais no que eu faço e tenho recebido um apoio absurdo de pessoas que gostam do que eu faço e sempre me incentivam a ir além, como é o caso dessa MP que eu recebi da Jenny, uma fofa que me acompanha desde a Bela Adormecida:
Jenny Data da mensagem: 26/07/2013 às 19:46
Frozen e uma das melhores historias que eu ja li, tão boa quanto titulos famosos de autores como J.K.R e Dan Brown.
aceite um conselho da sua fan que ja leu muito, mas do que se pode contar( e eu nao sou velha, so tenho 16). Corra atras e publique essas suas historias que sao nada mais nada menos que perfeitas! pois nao fazer isso e um disperdicio de talento nato e um crime!!!
so me avise antes que eu quero ser uma das primeiras a compra o livro!!!
Eu concordo que me comparar com a J.K.R. foi um exagero sem tamanho! Mas eu fiquei muito feliz com o carinho. e eu queria muito agradecer a todo mundo por isso, vocês fazem parte da minha vida e vou lembrar de cada palavra dessa se um dia eu conseguir chegar onde eu me propus chegar.

Beijos a todos!

WeekGame

Eis o jogo da semana, também direto do canal do tio zangs, não esqueça de acessar lá e dar um curtir ;)
Sei que estou entrando pouco no blog, tempo desordenado gente. Desculpas!

domingo, 18 de agosto de 2013

Hora de música boa!

Essa foi indicação da minha maravilhosa amiga Bel, eu ouvi, amei e viciei! O Matt é Lindod+ God, o que é isso!!! A música é fantástica e tem uma letra maravilhosa! Não deixem de conferir!

quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Respire...

Respire. É o comando que eu tenho me repetido mentalmente para driblar a tensão, o medo e a insegurança que eu estou sentindo. É o problema de decidir apresentar finalmente o trabalho de bomba! - que é como o professor é conhecido na faculdade - amanhã será a prova de fogo! Por algum azar do destino nós fomos o primeiro grupo! Amanhã vamos apresentar de uma vez nas primeiras aulas e acabar logo com isso. Eu não estou muito segura, mas ao mesmo tempo eu quero fazer logo isso e me livrar de uma vez! É a melhor chance de escapar de uma prova que provavelmente vai me reprovar de cara.
Ultimamente eu tenho me sentido péssima, além da pressão do trabalho eu tenho estado acuada... Me sentindo a última das criaturas e sem falar que tenho tido raiva além da conta. Hoje a minha casa foi invadida por formigas o.O não sei de onde saiu tanto! E voltaram a me encher com questão de namorado, pow, quando vão me deixar em paz com isso? Eu já não tenho a mínima esperança com essa droga de amor, foda-se, eu só quero que meu coração continue inteiro dentro do peito e pronto. Depois do R eu quero qualquer distância de qualquer pessoa.
Vou fazer o que der com o trabalho amanhã, quero sentir logo a sensação que acabou, que Deus ilumine que dê tudo certo... E que todo mundo vá.

quarta-feira, 14 de agosto de 2013

under the pressure

Eu não tenho aparecido no blog porque sinceramente nem sei como dizer como tenho me sentido, acho que ainda não escreveram nada do tipo. Eu posso garantir uma coisa a vocês, se eu conseguir passar por esse professor de psicologia do desenvolvimento nunca mais eu falo que quero desistir da faculdade por pior que as coisas fiquem, porque eu duvido que haja nesse curso uma coisa pior que ele! Eu tenho andado de tal forma estressada por causa desse trabalho e da prova que acho que se eu não me matei até agora eu não me mato mais! Porque a vontade tem voltado com tal força que eu estou realmente surpresa de ainda não ter tentado. Já sequei de tanto chorar e não cheguei a nenhuma conclusão, as vezes tenho vontade de dar a cara a tapa e apresentar logo sozinha, mas na hora me acovardo- porque essa é a verdade - e desisto, escolhendo a prova. Eu não consigo decorar, há tempos que saí dessa dinâmica, eu leio, entendo e analiso.Depois eu exponho o que entendi. Essa coisa de ler, decorar e repetir exatamente o que tem ali como um papagaio não existe pra mim! Eu não consigo e minha memória é horrível! Isso tem me tirado o sono de tal forma que vocês não tem a mínima noção. E para terminar de completar o bullying ataca novamente! Eu acho realmente impressionante como o povo da minha sala consegue ser falso! Tem gente ali que beira o descaramento! Fazem qualquer coisa para puxar o seu tapete e sentem o maior prazer quando te humilham e quando você cai. Sinceramente eu já não to suportando a situação! Cada dia fica pior.
Hoje eu vi o R de novo... Ele estava tão perto que eu quase tive um ataque cardíaco... Mas ao mesmo tempo tão longe que parecia inalcançável, pois é, ali acabou mesmo. Mas pelo menos dessa vez, a iniciativa não foi minha.

segunda-feira, 12 de agosto de 2013

Finalmente relaxando...

Estou com aquela sensação de que tiraram o mundo das minhas costas! Hoje, meu grupo decidiu não apresentar mais o trabalho que estava previsto para quinta feira, faremos prova por mais difícil que ela seja. A pressão psicológica sobre nós estava tamanha que a pobre da minha amiga Juliana até com febre estava. Nós levamos nossos estudos a sério e mais que isso, achamos um ultraje um professor de psicologia fazer algo dessa magnitude com a gente. Agora estamos mais relaxadas e mesmo que a gente não se dê bem na prova, não vamos mais quebrar a cabeça com ele, que seja o que Deus quiser.
Meu fim de semana foi estressante, eu chorei demais estudando pra esse trabalho, salvo no domingo que fomos ver o meu avo e eu consegui relaxar um pouco. Ajeitei ainda no sábado a resenha de Romeu Imortal e hoje, depois da decisão que tomamos posso voltar a minha rotina de leitura tranquila e já vou começar com A vidente. O que me lembra que logo volto com a última parte do Minha Vida Nyah. Amanhã teremos um dia cheio... Minha mãe vai passar por uma nova perícia e se tudo der certo, na quinta feira faremos uma pequena viagem... Eu até queria para ver se conseguia relaxar de novo, as coisas estão estranhas ultimamente, a vida parece escura e vazia, estou começando a ficar assustada. Sinto falta do R...

domingo, 11 de agosto de 2013

WeekGame

Bom galera, estou adiantando o jogo da semana porque estou com um problema bem sério na faculdade e não vou conseguir atualizar o blog por alguns dias.

Minha Vida Nyah - Parte 03

Bom, continuando a minha vida Nyah - Prometo, to quase acabando rs - Ainda no ano de 2012, mais precisamente no dia 15 de Novembro, eu comecei a publicar o romance Um Novo Começo, baseado em um original escrito à mão por mim no ano de 2009 e engavetado. Na minha opinião, dos livros que fiz no começo, esse e Jogo de Sentimentos foram os meus enredos mais criativos e bem elaborados e eu curto pra caramba essa história. O detalhe é que eu não publiquei esse livro todo no Nyah, ele conta apenas com 25 capítulos quando, na verdade, ele tem entre 28 e 31 capítulos ao todo, a história é narrada em primeira pessoa sob pontos de vista diferentes e ambientada em Albuquerque e Mill Valey. Agora vamos ao enredo:
Um Novo Começo acompanha Giovana Parks, uma jovem universitária que tem a vida perfeita, namora um cara bonitão, cursa a faculdade que sempre quis, tem uma melhor amiga muito querida, um irmão companheiro, uma mãe amorosa e é linda e inteligente. Mas algo acontece e quando Giovana acorda ela está em um hospital na cidade de Albuquerque - Novo México. Ela não lembra de absolutamente NADA. Nem seu nome, nem de onde veio e muito menos o que aconteceu para levá-la até ali, e nesse mesmo dia ela conhece Bernardo Bergantin, um médico conceituado em todo país que, posteriormente, ela descobre ter sido a pessoa que a encontrou. Bernardo é um jovem entre 24 e 27 anos, lindo, dono de um hospital, bem sucedido, mas com um vazio enorme dentro de si. Ele mora sozinho no Novo México, os pais vivem em Boston, e sua relação com o pai não é muito boa já que ele se recusou a assumir as empresas da família para se tornar médico. Ele leva Giovana para casa, para poder acompanhá-la de perto na recuperação da memória, os dois se aproximam, ela acaba se apaixonando por ele, mas Bernardo tem medo de amar alguém de verdade e isso acaba afastando os dois, segredos do passado de Giovana são revelados e ela descobre que estar sem memória não era uma maldição, era um presente.
A História foi bem recebida no Nyah, principalmente pelas pessoas que já haviam conhecido meu trabalho com Sombras ao Sol, Um Novo Começo contou com 121 reviews,  30 leitores não anônimos e recebeu 2 recomendações.

No dia 08 de Janeiro de 2013 eu publiquei no Nyah a primeira parte do livro Free. A decisão de levar esse livro para lá foi a decepção que eu tive com o tamanho dele, que nessa composição original contou com 93 páginas. Na minha cabeça ele literalmente não prestava, eu fiquei com uma puta decepção e decidi que não valia apena chamar de livro. A ideia inicial era escrever uma saga, Free seria o primeiro livro dessa série que contaria com mais outros dois dos quais apenas um foi escrito. A história foi bem recebida no Nyah, teve 28 comentários e 2 recomendações e recebeu ótimas críticas por parte dos leitores, mesmo assim isso não diminuiu a minha decepção com relação a ela. Então, vamos ao enredo. Free conta a história de Ferdinan e Aneliese, ele é um anjo caído e ela uma mortal. De início muita gente pensou que eu tinha criado essa história através do Fallen, não. Eu não havia lido o Fallen quando escrevi Free, na verdade eu só vim ler o Fallen quase dois anos depois. Aneliese é uma humana especial, por receber o amor de um anjo ela se tornou algo puro e sacro como ele, podendo assim ser a chave para a vitória do bem ou do mal. Sua morte favorece o mal que durante nove anos reinou sobre o bem, mas na sua última e décima chance Aneliese descobre que pode ir além e impedir que os demônios tomem posse da terra, a função de Ferdinan é protegê-la e ele está disposto a morrer por isso. Bem e mal se enfrentam em uma batalha sangrenta que envolve sentimentos, poder e magia.
Mesmo Whisper que é a segunda parte, já estivesse pronto eu não publiquei no Nyah. Silence seria a última parte da trilogia, mas eu nunca cheguei a trabalhar nela.

No dia 28 de Janeiro, eu levei para o Nyah A Garota e o Fantasma, um conto de sete capítulos que eu escrevi três dias após o assassinato do David, quem acompanha o blog sabe quem foi o David, há inclusive aqui uma página para ele nas guias do blog, o David's Place. Eu decidi transformar a dor que eu sentia em algo concreto e compartilhei essa história com quem quisesse ler, o conto retrata ficcionalmente a minha amizade com o David, os momentos de sua partida e a tristeza que minha irmã e eu sentimos com sua perda, além de expressar um desejo ardente que eu trazia em meu coração de que ele aparecesse para mim.
A trama acompanha Alissa, uma garota diferente e até vista por muitos como estranha, ela era a melhor amiga de David e os dois eram como irmãos, até que um dia a vida de David é brutalmente tirada e Alissa tem a missão de ajudá-lo a prender o responsável pela sua morte e encontrar a paz que sua alma precisa. Mas como deixá-lo partir quando mesmo na morte ele tornara sua presença parte da vida dela?  Misturando ficção e realidade história foi mais que bem aceita, teve 23 comentários, 3 recomendações e muitas lágrimas por parte de quem leu. Até mesmo eu quando a releio não consigo evitar chorar essa perda que me persegue até hoje.

Bom gente, essa é a penultima parte da matéria Minha Vida Nyah.

quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Cansada

O fim de semana vem ai e eu já estou exausta! Mesmo que essa semana ainda não tenha sido pra valer parece que já se passou um ano na faculdade e não uma semana, os períodos vão passando e as coisas vão ficando piores. A minha cabeça está explodindo e eu estou cada vez mais desestimulada e me sentindo pior, sem falar que não durmo bem ha dias! Mais uma vez queria deixar o aviso para todo mundo que me procura querendo saber como funciona o curso de letras, se deve ou não fazer letras, o que cai, pra que serve e etc. Jovens, eu fiz um blog só pra isso, é só ir lá Querido Fichário vai ter todas, ou quase todas, as respostas que vocês querem saber!
Ainda estou preocupada com a aula de prática, isso na escola, estou preocupada com bomba, estou preocupada com o período inteiro. Hoje chorei de novo, muito mesmo! Aproveitei que cheguei mais cedo na faculdade e desatei a chorar incansavelmente, está piorando, eu estou piorando... E não há mais histórias para me salvar, não tenho tempo, não tenho expectativas, só sinto o frio e a dor... A angústia consumindo cada centímetro do meu corpo, cada vaso sanguíneo. Está difícil e rogo a Deus todos os dias que me mantenha de pé... Porque estou cada vez mais fadada a desistir.

segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Minha Vida Nyah - Parte 02


Continuando com a parte dois dessa matéria sobre a minha trilha no Nyah ate agora, eu queria comentar um pouco mais com vocês sobre as duas histórias que eu tinha citado no post passado que não chegaram a ser concluídas. No que tange a Reflexo, a história tinha o intuito de ser um angst, para quem não sabe essa é uma palavra alemã que na fic se aplica como um estado mental introspecto, ou seja, a maior parte dos acontecimentos se passa dentro da cabeça do personagem, um ótimo exemplo disso é o conto White que eu coloquei aqui no blog e o meu livro Sleeping Beauty que vou falar mais um pouco na frente. O livro que eu estava escrevendo com a Claray chegou a ter uns nove capítulos, mas eu não tinha tempo para me dedicar a ela e a história estava ficando muito óbvia então ela foi tirada do Nyah e posteriormente será retrabalhada. Já o caso de Blood Screams (Gritos Sangrentos) tinha o intuito de ser uma Dark Fic +18 com elementos de ação e fantasia, eu tinha planejado essa história com a Ana, e de início o enredo estava bem pesado já que essa autora em questão é extremamente violenta e eu diria até mesmo com um “Q” de sádica, mas assim como Reflexo o projeto foi arquivado e eu planejo refazer o enredo com algo mais leve. Para vocês terem uma noção mais concreta eu vou colocar um trecho de cada para que confiram:
[...] -Sente-se. - Pediu o psiquiatra, eu o fiz. Encarava-o nos olhos, a expressão séria. - Como deve supor sou seu psiquiatra. Meu nome é George Richten. - Ele deu um sorriso amigável que eu não retribui.
Como não obteve resposta, continuou.
-Gostaria de me falar algo?
-Não. – Falei com a voz tensa.
-Sei que não gosta de estar aqui, mas é algo necessário. - Ele olhou alguma coisa no computador e voltou sua atenção à mim - Você poderia me contar sobre Noelle?
Hesitante, contei-lhe um pouco sobre a garota, evitando dar muitas informações.
-Noelle Grinson. Certo, certo. - Ele escreveu algo em um papel - E Josh? É seu namorado?
-Sim. - Apertei o braço da cadeira incomodada com as perguntas.
-Você fala muito com ele?
-Falo.
Ele anotou mais alguma coisa no papel e assim continuou a fazer perguntas e anotações, até que cansei de apenas assistir e decidi encará-lo de frente, estava cansada daquela situação, cansada de ficar ali, eu não era louca.
-O que tanto anota aí? - Perguntei tentando espiar.
-Sua situação. - Respondeu calmamente. Estreitei os olhos.
-E qual a minha situação?
-Suponho que esteja perturbada devido à tentativa de estupro e esteja--
-O quê? - Gritei. - Eu não estou perturbada coisa nenhuma!
-Senhorita Elle, por favor, acalme-se...
-Não! Eu não vou me acalmar! - Levantei-me empurrando os objetos sobre a mesa ao chão, exceto o computador e o teclado que ficou preso ao cabo. O estrondo chamou a atenção dos enfermeiros, que abriram a porta prontos para segurar-me.
-Contenham-na!
Antes que vários braços agarrassem meu corpo e uma pontada de dor atingisse meu braço, arranhei com força o rosto do médico, fazendo-o soltar um gemido de dor. Em seguida a escuridão... [...]

 [...] Férias na Inglaterra... O que você pensa? Eu imaginava Londres, compras e finalmente passear nos ônibus de dois andares. Conhecer pelo menos um dos cenários de Harry Potter e ver nem que de longe o palácio real. Expectativas frustradas. Eu estou sabe-se Deus em que lugar sendo perseguida por algum maniaco vindo não sei de que repartição do inferno.
Era estranho, quando cheguei na Inglaterra a fim de passar uma temporada na maldita casa de campo da família por um tempo suficiente para repensar os últimos acontecimentos eu não imaginava de longe que aquilo iria acontecer. Era fim de tarde quando eu chegava em casa e fui abordada por um homem, não conseguia definí-lo com clareza, as roupas que ele vestia lhe cobriam quase por completo. Senti um arrepio me tomar.
- Noelle Blackwood?
- Sim... - Assenti surpresa.
- Chegou a sua hora.
O que era aquilo uma piada sem graça? E quem ele pensava que era um comensal da morte? Não pareceu piada no minuto seguinte em que ele puxou a lâmina do sobretudo caminhando na minha direção. Ótimo. Saí correndo em destino ignorado, a noite caía mais depressa do que eu queria, olhava constantemente para trás a fim de ter certeza que ele estava me seguindo. Coloquei uma mecha ruiva atrás da orelha, os dedos finos trabalharam agilmente. O corpo esguio ganhava velocidade. Quando me aproximei do que parecia ser um cemitério eu não conseguia mais vê-lo atrás de mim.
O lugar era escuro e úmido, uma tumba aberta e mal-cheirosa repousava á poucos metros de mim. Senti o fedor pútrido e a essência doce do que é a morte. Esfreguei as mãos, estavam suadas. Uma árvore sem folhas e escura era a única fonte de vida naquele lugar obscuro. o céu não tinha estrelas, nem lua. Dei mais alguns passos, e o ar gélido bateu contra meus braços, fazendo-os arrepiar. Cada pisada ecoava pelas tumbas e símbolos religiosos completavam o cenário caótico e desolador.
Silencio em cada parte, ele estava por ali apenas esperando algum movimento meu para detectar a minha presença e pronto, eu estaria em sérios apuros. Senti uma movimentação aos fundos e me abaixei deixando o corpo escorregar na parede do muro onde eu estava me refugiando, virei a cabeça por um momento para ver se havia alguém por ali, nada.
Estava quieto demais, não era bom. Minha respiração acelerou a tal ponto que eu suava frio. Estavam querendo me matar por algum motivo torpe que nem se dignaram a me dizer, uma mão tapou a minha boca e por um segundo o gelo dominou o meu corpo, cada parte de mim ficou tensa e eu pensei que seria o meu fim, fui pega e eu nem havia me preparado para morrer. [...]

Ainda no ano de 2012, no dia 12 de Dezembro, uma das leitoras de Another Twilight Tale e Sombras ao Sol chamada Amanda Ragazzi, criou o projeto interativo ETPSD – Escola de Treinamento para Pessoas Super Dotadas e me convidou para fazer parte do projeto como co-autora. Eu nunca tinha feito um projeto interativo e não sabia como funcionava, mas aceitei o desafio e criei um personagem rebatizando assim a história para Powerfull. O livro contava a história de seis jovens com habilidades especiais que eram designados para um internato na Inglaterra onde teriam como objetivo ampliar essas habilidades e serem preparados para uma batalha que decidiria o futuro da humanidade. O enredo era bem simples e funcionava como RPG, com Pontos de vista dos personagens alternando em cada capítulo e dos seis personagens da trama eu criei um, a Sharon e a Amanda criou outro a Jessica. A história ficou muito foda mesmo! E nos rendeu um reconhecimento absurdo no site, sem falar que nos aproximou mais não apenas como autora-leitora, mas como autora-autora. Foi a minha história que mais havia tido reviews,148, até o momento e também recomendações, 04. A história ficou conhecida como o primeiro de três livros que a Amanda idealizou, os outros dois projetos serão avaliados e possivelmente farei parte deles. Powerfull foi meu cartão de visita no Nyah, me lançando oficialmente como ficwriter.
Eu to colocando tudo fora de ordem mesmo, mas é proposital beleza galera? Porque tiveram várias histórias que foram colocadas e tiradas, várias que nem saiu do prólogo e tals eu vou falar sobre elas de acordo com o tamanho e com a repercussão. Então, continuando, no dia 10 de dezembro, eu publiquei uma oneshot em 05 capítulos chamada Apocalyptica: 03 dias de Escuridão, foi uma referência as profecias falsas de fim de mundo e mais um monte de besteira da mídia que já estava enchendo o saco e também foi uma homenagem ao R que na época era muito especial pra mim – passado trágico. – Contava a história de Kate que se via no meio de um “apocalipse” onde o sol desaparecia por três dias mergulhando o mundo inteiro em uma escuridão total e com inúmeras mortes por criaturas sobrenaturais e muito sinistras! Como o conto foi bem pequeno, a visibilidade foi bem legal, já que ele estava sendo paralelo a Powerfull ele teve cinco recomendações se tornando a minha fic mais recomendada e teve 30 comentários.

E com essa eu encero a parte 02 dessa minha vida nyah! Logo logo eu volto com mais pra vocês :D

Links:
Powerfull
Apocalyptica

WeekGame

Eu tava planejando trazer uma saga essa semana, mas como é sempre muito grande, então mudei de ideia e estou trazendo um joguinho básico. O tio jogando esse jogo é muito legal cara, se quiser curtir coloca a primeira meia hora :D

Apreensiva

Deus ouviu as minhas preces e deu tudo certo com a perícia da minha mãe. Bem, quase certo... Mas já é um começo. Espero que ela se resolva com o resto, tudo que eu ganhei na manhã de hoje foi apenas um monte de gargalhadas e uma boa dor de cabeça que está acabando comigo até agora! Pois é, faculdade de novo, aff véi! Isso significa que meu querido fichário – que para quem não sabe é o meu blog da faculdade – vai ganhar post novo hoje, tudo que eu tiver pra desabafar com relação ao curso vai ser feito lá, acho que fora isso eu não tenho mais nada a declarar. Não hoje pelo menos, além é claro da angústia por voltar pra faculdade, da raiva por saber o que me espera e da impotência por não conseguir fazer nada para evitar isso. O WeekGame dessa semana ta muito foda mesmo então, não deixem de ver :D

domingo, 4 de agosto de 2013

Minha vida Nyah! - Parte 01

Bom, como eu avisei no post de sexta feira eu ia fazer uma sequencia de posts falando um pouco sobre o meu "trabalho" no Nyah Fanfiction. Eu escrevia no ning de Crepúsculo e um ning não é um lugar para leitores, por mais que tenha um ou outro perdido, e as poucas pessoas que liam o que eu postava gostavam muito, não me lembro exatamente como eu achei o Nyah, mas foi um pouco depois de sair do ning de crepúsculo e assim, no dia 06 de Outubro de 2012 eu me cadastrei no site para ver como funcionava. Encontrei uma diversidade muito grande de gente lendo e escrevendo e aquilo me incentivou muito a começar e "dar a cara a tapa". A primeira criação que eu publiquei no Nyah foi o inédito Another Twilight Tale, uma fanfic que recontava a história dos filmes de Crepúsculo ao contrário, onde Bella era a vampira e Edward o humano. Assim eu consegui meus primeiros leitores, ou melhor, leitoras. Mas eu confesso que a fic ficou muito ruim! Eu vou reescrevê-la com uma narração decente e explorando melhor o enredo e posteriormente vou colocar lá para galera. Principalmente para as leitoras que acompanharam a primeira versão que ficou incompleta.
No dia 02 de novembro, eu publiquei meu primeiro original, Sombras ao Sol que conta a história de Sofia, uma garotinha de cinco anos que se muda para São José após o divórcio dos pais, na cidade nova ela conhece Adam e a história acompanha a relação dos dois sob a perspectiva de Sofia. Eu escrevi esse livro no ning, para o meu melhor amigo Adam por quem eu tinha um carinho muito especial. Sombras ao Sol me apresentou a algumas das minhas mais queridas faadinhas, a Amanda eu conheci em Another Twilight Tale, mas nossos laços se aproximaram em Sombras ao Sol, Claray eu conheci nessa fic, assim como Enza, e muitas outras leitoras e escritoras fantásticas. Para uma estreante no site, Sombras ao Sol me rendeu um bom número de visualizações e me rendeu leitoras fiéis que abriram portas para novos trabalhos e novos leitores. A história foi excluída do site quando eu publiquei, mas retornou e você pode conferir clicando AQUI.
No dia 11 de Novembro de 2012 eu publiquei um spin off do blog chamado Book Of Days, que tinha como intuito me apresentar para os leitores e contar um pouco sobre mim e o que eu fazia. A fanfic tinha intuito de ser meio que um reality show em livro, mas eu acabei excluindo pouco tempo depois. No dia 13 de Dezembro de 2012 eu iniciei minha primeira parceria com a Claray no projeto Reflexo, e no dia 17 de Dezembro de 2012 minha segunda parceria, desta vez com Ana, no projeto Blood Screams, mas ambos os projetos foram cancelados por conta do meu tempo mal admnistrado e da minha falha experiência em parcerias.
Por enquanto é isso galerinha. Logo logo eu trago mais uma parte dessa história pra vocês ;)

Status: Sofrendo por antecipação

Pois é blogueiros, meu fim de semana não saiu bem como eu imaginava, faxina no sábado, lavar roupa no domingo e amanhã faculdade de novo - que comecem as lágrimas! - e meu dia vai começar mais cedo do que eu gostaria, pela manhã ao que parece vou ter que acompanhar minha mãe ao INSS de novo! Deus permita que a perícia dela tenha sido aprovada e que o laudo esteja pronto ou eu prevejo confusão feia à vista.
Eu não estou psicologicamente preparada para voltar para o rojão complicado da faculdade principalmente com o que me espera, duas práticas e um professor em específico cujo objetivo principal é ferrar a vida de todo mundo e tornar o curso de letras um inferno ainda mais insuportável! Galera vocês não imaginam como isso tem me tirado o sono, principalmente pelo fato de nesse período os estágios acontecerem na EJA e aqui nessa porcaria de cidade só tem um lugar onde trabalha com isso e é a pior escola de toda região no quesito atendimento. Tenho de tentar burlar as regras, pelo menos nesse período.
Eu to triste. Angustiada. Queria muito conseguir ser aprovada no ENEM, e ir para um bacharelado bem longe daqui! Sem prática pedagógica, sem matéria pedagógica, SEM PEDAGOGIA NENHUMA! Eu odeio pedagogia. Eu sei que ela é necessária, admiro quem tem vocação pra isso, mas é o meu calcanhar de aquiles, eu literalmente ODEIO tudo ligado a isso. Não quero ser professora! Onde eu não queria passar eu passei que foi no vestibular, não sei porque eu quero passar no ENEM e não consigo, que saco! Certas coisas não são justas, eu ser condenada a viver nessa cidade é uma delas.

sexta-feira, 2 de agosto de 2013

Feeling Alone

Eu estou muito chateada. Com tanta coisa que nem sei deveria contar, acho que se eu começar a falar provavelmente não vou conseguir parar nunca. Ultimamente eu só tenho visto problemas, o único pause que eu tive foi no meu aniversário, todo mundo se esforçou mesmo para que eu tivesse um dia bom e realmente aconteceu. Minha irmã principalmente. Mas nem mesmo isso fez com que eu me sentisse um pouco melhor eu to muito além de triste, eu to deprimida mesmo! Sabe quando você olha para frente e não vê nada? Nenhuma esperança, nenhuma perspectiva, nenhuma chance? Sou eu. E ainda estou sofrendo antecipadamente pelo retorno às aulas, já imagino o pesadelo que vai ser esse terceiro período, não apenas pelas duas práticas pedagógicas - como se uma já não bastasse! - mas principalmente pelo professor de "psicologia do desenvolvimento" que ta mais para "psicologia do retrocesso", o cara é literalmente assustador. Isso para ser educada quanto as suas "qualidades". Pela primeira vez na minha história universitária, sinto que vou dever uma matéria.
Apareceu um cara no Nyah que ta me lembrando tanto o R, que me causa um misto de dor, raiva e fascínio. Tenho de admitir, o cara sabe mesmo o que faz! Assim como o R, ele escreve divinamente, eu to tipo viciada na história dele, como aconteceu com a Lenda dos cinco povos... É irritante! Ele e o R tem o dom de fazer você ficar com a história presa na cabeça, de uma forma que te deixa maluco!
Espero que esse fim de semana seja tranquilo, vou precisar de muito controle para aguentar a volta à faculdade... Um controle que no momento me escapa.
Acho que estou me estendendo mais que o necessário. Eu normalmente não posto em finais de semana, mas provavelmente eu vá abrir uma tag especial sobre minhas história no Nyah. Se deer certo amanhã tem post. Por enquanto é só blogueiros. Até mais.

quinta-feira, 1 de agosto de 2013

Rir é o melhor remédio

Essas foram as últimas mais engraçadas que eu vi no meu facebook:





Cansada não, quase em coma induzido!

Faz uns três dias que eu não consigo fazer NADA, porque a minha mãe não pode sair sozinha e eu tenho que ir com ela, ai não dá pra trabalhar e nem ler, quando eu chego em casa eu sempre to muito cansada e não consigo pensar nada além de dormir como hoje. 
Cara, a m*** da previdência social é igual a todo orgão público, só serve pra fazer raiva mesmo! Eu fui com a minha mãe às 14h da tarde, ficamos lá até as 18h da noite e o médico ainda teve a audácia de dizer que a minha mãe não tinha direito a mais tempo de licença. Direito esse que o cirurgião dela autorizou porque ela não está em condições físicas de trabalhar. Mas também o que esperar de uma qualidade de médico que opera uma paciente com um corte de fora a fora e diz que em 15 dias ela pode trabalhar normalmente? Cara eu fiquei p*** da vida! Quando a gente chegou em casa, tomei um longo banho e comi alguma coisa, mas estou esgotada! Não to com a mínima criatividade e com uma dor de cabeça insuportável. Amanhã, ao que parece, não vou sair para canto nenhum. Vou me esforçar ao máximo para concluir o capítulo de Waking Up e terminar o sétimo capítulo de Frozen. Hoje realmente nao dá porque eu to mesmo cansada. Mesmo com o curso de inglês o meu dia foi estressante, cansativo, e tumultuado. Só passei pra dar esse aviso jovens, boa noite pra todos vocês, um bom descanso e até amanhã!