segunda-feira, 13 de novembro de 2017

A Girl Like Her

Data de lançamento: 27 de março de 2015 (EUA)
Direção: Amy S. Weber
Canção original: I Can Say
Roteiro: Amy S. Weber
Elenco: Hunter King
Lexi Ainsworth
Jimmy Bennett

Sinopse: Jessica Burns (Lexi Ainsworth) de 16 anos, tem um segredo que tem medo de compartilhar qualquer pessoa – exceto seu melhor amigo, Brian Slater (Jimmy Bennett). No ano passado ela foi vítima de assédio de outra menina – seu ex-amiga , Avery Keller (Hunter King), uma das alunas mais populares e belas do segundo grau da escola South Brookdale. O que você pode fazer quando o mundo vê a imagem de uma pessoa, mas não a realidade? Com a ajuda de Brian e uma câmera digital escondida, a evidência de assédio implacável de Avery é capturada e, finalmente, expostas ao trazer as duas meninas e suas famílias frente a frente com a verdade. O filme é um documentário-drama sobre bullying, vingança e superação.

Hoje eu vim falar de um filme que aparentemente ninguém conhece muito e deveria. A Girl Like Her é um filme naquela pegada 13 Reasons Why (o livro, a série não), que toda escola deveria exibir para seus alunos. Eu mesma não conhecia esse filme, vim descobri-lo porque a professora de ética da minha irmã passou para a sala dela assistir e resenhar, eu vi com ela e gostei muito. A história segue Jessica Burns, uma adolescente que é intimidada por Avery Keller que, um dia, foi sua melhor amiga. A única pessoa que sabe o que acontece com Jessica é Brian, seu melhor amigo, que a convence a usar uma câmera escondida e gravar as agressões de Avery, assim eles teriam uma prova para dizer a alguém sobre o que acontecia, o problema é que Jessica não queria que ninguém soubesse, ela tinha vergonha daquilo principalmente pelo tipo de conteúdo que Avery lhe enviava todo dia no celular, no email e dizia na escola.
Cansada de tudo que estava acontecendo, Jessica acaba tomando um frasco de comprimidos e entra em um crítico estado de coma. Uma equipe de TV começa a investigar o que havia acontecido na escola e vários alunos passam a ser entrevistados para uma matéria sobre bullying, alguns admitem que já haviam visto Avery intimidar Jessica na escola, mas não tiveram coragem de intervir ou contar para algum professor na escola. Os próprios professores admitiram perceber uma mudança no comportamento da aluna, mas não deram a devida atenção. Enquanto isso, somos levados a ver o lado de Avery também, ela mora com os pais que vivem brigando, um irmão que largou a faculdade e vive de jogar video game e rodeada de amigas que só falam sobre garotos e compras e se preocupam com a popularidade dela, não com ela de fato.
Ainda assim, mesmo vendo o lado de Avery (que eu achei mais mimada e vazia que qualquer outra coisa) a gente percebia que ela atacava Jessica daquela maneira simplesmente para aumentar o proprio status na escola, mas na frente de todo mundo ela era a menina popular, inteligente e promissora.O que mais me revoltou foi que, segundo Brian, todo o cerne do problema foi uma prova em que Jessica imperceptivelmente não deixou que Avery colasse dela. (Ridículo, apenas). O que me pareceu foi que ela estava querendo alguém para descontar suas frustrações pessoais, várias vezes ela diminuía Jessica e Brian na frente das amigas para se sentir superior e forte.
Conforme a investigação avança e o estado de Jessica piora, Brian quebra a promessa que havia feito a ela de não mostrar as gravações a ninguém e dá a equipe de filmagem todos os DVDs que Jessica gravou na câmera oculta durante seis meses. Ao encarar as coisas que fez com Jessica, Avery acaba percebendo a gravidade da sua atitude e se arrepende do que fez, contudo, apesar da ficção ter dado certo, nem sempre o agressor tem alguém do lado para mostrar que ele esta errado e ajudá-lo a reconhecer seus erros.
O bullying é algo real que acontece em todos os países (alguns mais que outros) todos os dias e ninguém está nem aí, não se dão conta da gravidade do assunto até que alguém se machuque por isso. O bullying praticado por Avery era, sem dúvida, o pior deles, porque não era algo físico, mas principalmente psicológico, ela perturbou a mente de Jessica a tal ponto que ela acreditou que a vida dela não valia a pena, que se ela desaparecesse seria melhor para todo mundo, sem considerar, inclusive, sua familia. Por isso eu disse que toda escola deveria exibir esse filme em salas de aula, para que os jovens e adolescentes entendessem que suas ações tem consequências sobre as outras pessoas e que só é engraçado quando a pessoa fonte da piada também ri. 
Achei um filme não apenas muito válido, mas muito bonito também, me emocionei em vários momentos e me pus no lugar de muitos personagens. Vale muito a pena ser visto. Tem ele na netflix,mas como eu não tenho netflix, assisti na internet mesmo por esse site a legenda tá em inglês em alguns poucos momentos, mas dá pra entender, 99% do filme está legendado em português.


domingo, 12 de novembro de 2017

Diário do nano (fim de semana) Dias #11 e #12

Esse fim de semana foi meio difícil pra escrever porque passei o dia ontem fazendo o trabalho da menina, ainda assim consegui atingir a marca de 21k quando a meta diária oficial era 18k, embora eu já esteja um pouco adiantada ha um tempinho e, salvo isso, acho que não teria chance alguma de vencer o desafio esse ano. O que tá matando realmente foi esse TCC pra entregar em cima da hora, ela devia ter vindo me procurar antes e não no mês de entregar o trabalho (¬.¬)'
Hoje foi um pouco mais tranquilo, como eu entreguei o material extra que ela pediu ontem, tirei o dia hoje pra trabalhar no nano, e também fiz uns cartazes de personagens para a história pra ajudar a divulgar nas redes sociais. Vou postar uma personagem por semana, talvez, hoje escrevi 6k (^-^) e consegui desbloquear a badge de 25k palavras \O/ chegando, no 12º dia a 25.517 palavras! Metade do caminho e dois dias adiantado, uma vez que 25k está previsto para o dia 15 no calendário oficial.  Estou com as esperanças renovadas, espero que esse ano, aquém das dificuldades, eu consiga vencer o desafio! 
Você pode conferir os primeiros capítulos de Congelada no wattpad. Vou deixar aqui nesse post o primeiro pôster de personagem do livro pra vocês!

A primeira personagem divulgada é Aliah Malkavian, uma vampira misteriosa que aparece logo nos primeiros capítulos, mas que terá uma participação decisiva na trama!


sexta-feira, 10 de novembro de 2017

Diário do Nano dia #10 (16k)

Acordei bem tarde hoje, então, passei a tarde avaliando o que havia escrito até então e escrevendo a meta de hoje, como vou precisar aumentar três laudas no TCC da guria (e consequentemente precisar ler mais coisa), devo ficar bem ocupada esses dias que vem, principalmente porque caso haja revisões ou acréscimos no texto que já foi feito, vou ter que fazer também. Como eu disse, piora porque não é do meu curso.
A tarde hoje foi bem produtiva, escrevi dois capítulos inteiros e oficialmente (segundo o contador do nano) estou com 19.514 palavras, o que é um adiantamento bom se considerarmos que o dia dez era para ter 16. 667 palavras. Foi menos complicado que escrever as quase 5.400 mil palavras de ontem para suprir os três dias que passei sem escrever. Estou com as minhas dúvidas se vou conseguir o nano desse ano, parece que tudo conspirou contra mim. Mas tenho certeza que não vou desistir de tentar.

Detective Dee and the mystery of phantom flame


Título Original: 狄仁杰之通天帝国 (Dí Rénjié Zhī Tōngtiān Dìguó)
Ano: 2010
País de Origem: China/Hong Kong
Direção: Tsui Hark
Gênero: ação, aventura, mistério
Elenco: Andy Lau
Carina Lau
Li Bingbing
Tony Leung Ka-fai
Deng Chao
Adaptado de Detective Dee and the Mystery of the Phantom Flame por Lin Qianyu

Sinopse: Wu (Carina Lau) está prestes a se tornar a primeira imperatriz chinesa, mesmo com toda intriga de seus opositores. Porém, quando pessoas ligadas à construção de um Buda gigante morrem de maneira misteriosa, ela tem que convocar D (o grande astro chinês Andy Lau) para que o caso seja solucionado antes do grande dia da posse. Junto com a empregada da futura imperatriz (Li BingBing) e um investigador (Gend Chao), D enfrentará os mais improváveis inimigos nessa aventura lendária repleta de efeitos especiais e com as mais fantásticas cenas de luta.

Cronologicamente falando, esse filme se passa depois do outro Detective Dee que eu postei aqui, embora na ordem de lançamento esse venha primeiro. Nesse capítulo nós acompanhamos Dee já adulto, enquanto no outro ele lutou para salvar a vida do imperador e manter a dinastia Tang, neste o imperador já havia morrido e ele estava preso por se opor ao reinado da imperatriz Wu, mas mortes estranhas no império fazem com que a imperatriz traga-o de volta da prisão com o intuito de resolver o caso antes de sua coroação. Esse filme se situa no que foi conhecido como o início da dinastia Zhōu (周) que durou de 690 a 705 a.C.  
Especula-se no reino que a imperatriz foi a causadora da morte do imperador, todos os estudiosos e ministros eram contra uma mulher no comando da China, um dos príncipes, inclusive, era aberto quanto ao seu plano de impedi-la de subir ao poder. A construção de um enorme buda na frente do palácio imperial estava sendo finalizada para a coroação de Wu como imperatriz soberana, dentro dessa enorme construção corria uma história de que aquele que tirasse algum talismã protetor do centro da construção seria punido pelos deuses, é o que acontece com um dos ministros que entra em combustão espontânea. Quando outro ministro também morre da mesma maneira, a imperatriz manda trazerem Di Renjie, se ainda estiver vivo, para solucionar o caso antes da coroação e para isso conta com a sua general de confiança Wan'er para escoltá-lo e servi-lo.
Inicialmente os dois não se dão nada bem. Enquanto investiga o caso, o detetive é atacado várias vezes por assassinos a quem atribui de mandantes os ministros que são contra a ascensão da imperatriz Wu, com a ajuda de Pei Donglai um general esquentadinho, arrogante, mas inteligente, ele descobre uma conspiração de rebeldes contra o reinado de Wu um deles seu grande amigo Shatuo Zhong responsável pela construção do Buda e que, anos antes, havia perdido uma mão pelo comando da imperatriz acusado de roubo (se bem me lembro ou foi outra coisa). 
Eles estavam usando bichos de fogo como veneno para fazer com que as pessoas entrem em combustão, uma vez no organismo, o veneno age quando a pessoa entra em contato com o calor mesmo do sol, fazendo com que seu sangue e a água do corpo entrem em ebulição até o corpo inteiro explodir. O plano era fazer o buda cair sobre o palácio bem no meio da coroação, matando a imperatriz e todos os outros, Dee consegue impedir que o assassinato aconteça, mas precisará pagar um preço alto por isso.
Se comparado ao segundo filme, achei esse bem chatinho. Apesar de ter boas lutas e um mistério bem bacana, o enredo não me prendeu tanto quanto A Ascensão do Dragão (sem contar que temos Mark Chao, Feng Shaofeng e Kim Bum naquele filme, né? Nem compara!) achei o final de Dee bem triste, nunca imaginei que um detetive tão competente e inteligente como ele terminaria daquela forma, foi meio revoltante (não,ele não morre). Se fosse pra escolher, diria que o outro filme valeu mais a pena.

Onde encontrar: Tanto esse quanto o outro estão disponíveis legendados pelo Asian Movie e eu fortemente recomendo legendado, dublado é bem podre.

quinta-feira, 9 de novembro de 2017

Diário do Nano dia #9

Olá, pessoas!

Depois de três dias sem conseguir escrever, hoje eu consegui recuperar a meta dos três dias de uma vez, isso porque além do trabalho da menina (que eu vou ter que fazer ainda mais três laudas) tem as coisas do curso também, eu estou mentalmente bem cansada, começo a duvidar se esse ano vai dar para vencer o nano de novo, estar dormindo mal, administrando meu tempo pior ainda em função desse TCC tá realmente acabando comigo. Quero me livrar disso o mais rápido que puder.
Vou tentar não atrasar o nano mais, nem que eu fique realmente na risca da meta, mas vou fazer um esforço para me forçar a conseguir. Espero que vocês estejam indo melhor que eu! Desculpem a falta de atualização no blog, é que eu tenho mesmo estado sem tempo.

quarta-feira, 8 de novembro de 2017

Sensory Couple (The Girl Who Sees Smells)


Título Original: 냄새를 보는 소녀; rr: Naemsaereul Boneun Sonyeo
Título de lançamento: The Girl Who Sees Smells  (A garota que vê aromas)
AKA: Sensory Couple
Gênero:  Romance, Comédia, Drama, Thriller, Fantasia
Criador: Lee Hee-myung
Direção: Baek Soo-chan
Oh Choong-hwan
Episódios: 16
Elenco Park Yoo-chun
Shin Se-kyung
Namgung Min
Yoon Jin-seo
Ano: 2015

Sinopse: Choi Eun-seol (Shin Se-kyung) chega em casa para encontrar seus pais assassinados. Quando o assassino está distraído, ela escapa, mas é atingido por um carro. Os pais de Eun-seol são encontrados mais tarde com um código de barras esculpida em sua pele, o trabalho do assassino em série de "código de barras". O detetive responsável pelo caso, Oh Jae-pyo (Jung In-gi) percebe que a filha, agora em coma Eun-seol é a única testemunha sobrevivente.
Naquela mesma noite, Choi Mu-gak (Park Yoochun) é no hospital visitar sua irmã mais nova, também chamada Choi Eun-seol (Kim So-hyun), que está em tratamento para lesões leves após um acidente de ônibus. Mas quando ele retorna para sua cama, ele encontra-a morta com a garganta cortada.

Terminei esse drama ontem, minha irmã e eu combinamos de assistir algo que nenhuma de nós tinha visto antes e esse drama tava na minha lista ha um tempão, mas meio que havia me esquecido dele. Quando vi o teaser da primeira vez imaginei que seria tudo, menos um drama policial. Nós assistimos um episódio por noite (quando dava, dois) pra não atrapalhar nossos trabalhos e está aí um dorama que me surpreendeu muito.
A trama começa com o assassinato dos pais de Choi Eun Seol, ela testemunha o crime e vê o rosto do assassino, mas quando está fugindo dele acaba sofrendo um grave acidente de carro que faz com que ela fique em coma por anos. Quando finalmente acorda, ela não se lembra de nada do que aconteceu e, o que é ainda mais incrível, um dos seus olhos está azul e tem a capacidade de ver aromas. Esse drama é uma adaptação de um manhwa de mesmo nome que, infelizmente, não consegui achar pra ler. 
Enquanto isso, o assassino está atras da testemunha e a irmã mais nova de Choi Moo Gak, também chamada Choi Eun Seol, está hospitalizada porque seu ônibus sofreu um acidente. Quando Moo Gak chega ao hospital para ver a irmã descobre que ela foi assassinada com um corte profundo na jugular. Ele acaba sofrendo um acidente no aquário onde trabalha ficando imerso por horas na água desacordado e, quando recobra a consciência, descobre que perdeu os sentidos, não sente dor, fome, cansaço, nada.
O destino dos dois se cruza por acaso na investigação de um crime. De inicio, ele não acredita na capacidade dela de ver aromas, mas depois que ela lhe prova isso, passa a ser sua parceira de investigação não oficial. Com uma nova identidade do programa de proteção à testemunha, Choi Eun Seol agora é Oh Cho Rim, a filha de um ex-policial que trabalha como zelador. Sem qualquer lembrança do seu passado ou da morte dos seus pais, ela leva uma vida pacata tentando se tornar uma comediante, trabalha para uma trupe. Ele, após o assassinato da irmã, entrou para a força policial e se empenha para entrar na equipe de crimes graves, onde é admitido graças a Cho Rim. O combinado é que ele seria o parceiro dela em uma esquete de comédia e ela o ajudaria com os casos.
Um serial killer é o caso principal do drama, ele escolhe vítimas e as mata aparentemente por sufocação deixando uma espécie de código de barras em seus braços com o uso preciso de um bisturi. Moo Gak acredita que ele é o culpado pela morte da sua irmã e o principal suspeito disso é um médico que trabalha na cidade e estava de plantão na época que a irmã dele foi morta. Também tem Kwon Jae Hee, um renomado chef cuja namorada foi vítima do assassino em série e os diários desapareceram.
Conforme os dois vão convivendo, ela vai desenvolvendo sentimentos por ele, sentimentos que vão sendo retribuídos também gradativamente (mas ele é mesmo lento), até ela descobrir que a irmã dele foi morta no lugar dela e que agora o assassino pode colocar a vida de todos que ela ama em risco. O tempo está correndo e o assassino está mais perto do que eles podem imaginar.
Uma das coisas que mais gostei nesse drama é que ele tem uma dose boa de comédia, Park Yoochun é muito bom fazendo graça e sendo sério, faz isso nos tempos certos, é meu segundo drama com ele, uma lástima que tenha jogado a carreira pelo ralo, fazer o que. Já ela, apesar de engraçada, não gostei muito dela nos primeiros episódios que vi de Bride of the Water God, mas aqui ela teve um desempenho encantador, me fez rir horrores e apesar de não ter chorado, fiquei tocada em várias partes. Recomendo pra quem quer um drama engraçado, com boas doses de suspense, um romance fofo e um quebra cabeças bem montado. A única coisa que tenho a falar de ruim é que eles omitiram muitas coisas no final, não ficou bem explicado como o assassino fez tudo que fez, apesar de termos entendido sua motivação. Achei que apressaram muito as coisas e acabamos ficando com um milhão de perguntas sem resposta. Mas no fim, acho que vale sim a pena.

Personagens Principais

Oh Cho Rim/ Choi Eun Seol - Perdeu os pais nas mãos do assassino do código de barras, ficou em coma após um acidente de carro e, quando acordou, tinha um olho azul e a habilidade de ver aromas. Ela é carismática, doce, divertida e muito prestativa. Batalha duro para atingir seu objetivo de ser uma boa comediante, ama muito o pai e ajudar Choi Moo Gak a resolver casos é um dos melhores usos que acha ter feito do seu dom. 

Choi Moo Gak - Após a morte da irmã sofreu um acidente no aquário e perdeu capacidade de sentir. Sua busca por vingança é amenizada apenas quando conhece Cho Rim a quem se empenha em proteger e ajudar, mas a obsessão pelo assassino nunca deixou sua mente. Apaixona-se por Cho Rim aos poucos conforme vai convivendo com ela. É inteligente, bom de dedução, competente no seu trabalho (apesar de ser lento em algumas situações) e muito dedicado.

Kwon Jae Hee - É um renomado chef de cozinha cuja namorada foi assassinada pelo serial killer, ele é um homem frio, tem um problema que o impede de reconhecer as pessoas pelas feições. É muito metódico e dedicado ao trabalho, obcecado por livros e um tanto incapaz de sentir qualquer empatia.




Menções de destaque


Tenente Yeom
O que seria das investigações sem essa mulher? Inteligentíssima, sempre um passo a frente ela luta com todas as forças para pegar o serial killer, chegando a arriscar a propria vida para proteger a testemunha. Profiler competente, consegue traçar perfis com precisão e é graças a ela que quase tudo nesse dorama dá certo. Mulher foda,apenas.


Ki Choong Do

Esse aqui eu conheço de Tunel, esse carinha tem um potencial fantástico pra comédia e, aqui, ele namora uma garota russa cujo nome complicado é a graça da maior parte das suas cenas. Precisava mencioná-lo só por causa dessa guria cujo nome sou incapaz de lembrar kkk.

Onde encontrar: Meteor Dramas

Diário do nano #6, #7, #8


Pois é, as coisas não estão bem pra mim no desafio desse ano. Na segunda feira, além do TCC da menina que estou fazendo ter me tomado o dia todo, a noite ainda fui dar viagem perdida no curso à distância que faço ¬¬',cheguei em casa às dez da noite cansada demais para qualquer coisa. Acabou que não cumpri a meta diária esse dia. Na terça feira, de novo fui consumida pelo artigo da menina, entendam que é uma coisa de outro curso, eu acabo tendo um trabalho extra para tentar entender coisas que não são da minha "ossada" por assim dizer. Escrevi menos de mil palavras ontem, havia dormido mal de quebra então passei o dia com dor de cabeça. Hoje, continuei fazendo o trabalho da menina e ainda tive que lidar com o trabalho de outra pra entregar hoje, quase não faço. Ai, também escrevi menos de mil palavras. Resultado, mandei o TCC dela por email, mas o trabalho ainda não acabou, preciso esperar a orientadora ver pra poder saber se vai precisar reescrever alguma coisa ou acrescentar, então estou meio que de folga provisória. Aí, o que me resta é tentar recuperar esses três dias amanhã. Vai ser dificil? Com certeza, pra completar a tecla de espaço do meu teclado tá ruim, tenho tido raiva e não é pouca. Vamos seguir, vai ser difícil, mas eu vou persistir e tentar correr atrás do prejuizo. Pior parte disso é que estou sem tempo de ler, não tenho estudado nada porque tem novecentas coisas pra ler pro TCC dela e piora que tenho dormido mal. Mal espero pra me livrar logo desse tormento e voltar a minha rotina.

GOT7 - 7 for 7 e outros


tracklist:

01. Moon U
02. Teenager
03. You Are *Title
04. Firework
05. Remember You
06. 내게
07. Face

O Got 7 lançou em outubro desse ano seu novo álbum coreano intitulado 7 for 7, particularmente não curti, achei ele muito paradinho, não teve nenhuma música que realmente me chamou atenção, tipo as músicas chiclete que eles lançam como my  sweager. Eles já lançaram Turn Up a música de trabalho do próximo álbum japones e dessa eu gostei bem mais, achei mais divertida, dançante e grudenta. 


Tracklist

01. DRAMARAMA *Title
02. Now or Never
03. In Time
04. From Zero
05. X
06. 열대야
07. Deja Vu

Mas quem eu estava mesmo esperando ansiosa para ouvir era o Monsta X cujo álbum estava prometido para esse mês e eis que nos banhamos com o maravilhoso The Code cheio de energia e músicas grudentas, como sempre o Monsta nunca decepciona <3 muito amor por essa banda! O álbum é bem equilibrado mesclando músicas mais agitadas com baladas. Desde o The Clan eles tem mantido um ritmo bem bacana. A música de trabalho também está muito boa e tem um vídeo incrível!



Tracklist

01. Black Suit
02. Scene Stealer
03. 비처럼 가지 마요 (One More Chance)
04. Good Day for a Good Day
05. Runaway
06. The Lucky Ones
07. 예뻐 보여 (Girlfriend)
08. Spin Up!
09. 시간 차 (Too late)
10. I do (두 번째 고백)

Outros que voltaram a ativa com o regresso do Siwon são o Super Junior que apresentam seu novo álbum Play lançado dia seis desse mês, um dia antes do cd do Monsta X. Ao contrário da música de trabalho que eu realmente não gostei One More Chance, o CD tem umas faixas bem grudentas como Black Suit, não chega a ser nada comparado a Sorry Sorry, mas eu gostei bastante das músicas mais animadas. Vocês sabem que é raro eu gostar das baladinhas. Não sou fã do Super Junior, vocês sabem disso também, conheço algumas músicas, mas não sou fã. Gostei bastante desse álbum e o mv de black suit, bem ao contrário do outro eu gostei bastante ^^


Strong Woman Do Bong Son

Título Original: 힘쎈여자 도봉순 (Himssenyeoja Do Bong-sun)
Título de lançamento: Strong Woman Do Bong Son (Tr. Mulher forte Do Bong Son)
Gênero:  Comédia romântica, Fantasia, Thriller, Ação, Drama
Ano: 2017
Criador:  Baek Mi-kyung
Diretor: Lee Hyung-min
País: Coréia do Sul
Episódios: 16
Elenco:  Park Bo-young, Park Hyung-sik, Ji Soo

Sinopse: Do Bong-soon  nasceu com força sobre-humana. Sua força é hereditária e passou somente para as mulheres em sua família. Seu sonho é criar um videogame com ela como personagem principal. Ela desesperadamente quer se tornar uma mulher elegante e elegante, que é o tipo ideal de sua paixão, In Guk-doo, um policial. Graças a sua força, ela recebe o trabalho de um guarda-costas, para um rico herdeiro Ahn Min-hyuk, diretor-chefe de uma empresa de jogos, Ainsoft. Ao contrário de Guk-doo, Min-hyuk é um homem estranho que é brincalhão, um pouco estragado, não tem respeito pelas regras e não gosta dos policiais. Ele recebeu recentemente ameaças anônimas, blackmails, e até foi perseguido em uma ocasião.

Era pra eu ter feito resenha desse drama ha eras, mas desculpem mesmo pessoas, eu tenho andado muito ocupada, com o fim do período, as pessoas na faculdade andam me enchendo de trabalho pra fazer e meu sono irregular não tem ajudado muito nisso, rascunhei a resenha, mas nunca terminei. 
Esse foi um dos dramas que eu esperei terminar pra poder assistir, queria ver os comentários das pessoas sobre o final pra saber se valia a pena, mesmo com a Park Bo Young no elenco, uma atriz que eu simplesmente amo, acho essa guria a coisa mais fofa do planeta. O enredo segue Do Bong Soon uma jovem que vive com os pais e está procurando emprego, ela tem um irmão gêmeo que é paparicado pela mãe enquanto ela quase não recebe atenção e só broncas devido a sua força sobre-humana, herdada por todas as mulheres de sua família, e que a mãe perdeu por utilizá-lo de forma errada. Sob nenhuma hipótese as mulheres da família podem usar seus poderes para machucar inocentes, elas devem usar sua força para ajudar as pessoas. Bong Soon sempre foi apaixonada por Guk Doo, um jovem policial. Eles se conhecem desde sempre, mas apesar de terem passado a vida inteira juntos ele nunca deu qualquer bola para Bong Soon além da preocupação de amigo.
Certo dia, na volta para casa ela vê um grupo de mafiosos que sequestrou um ônibus escolar e estava batendo no pobre motorista de idade. Irada, ela bate em todos eles sem saber que é observada por ninguém menos que Min Hyuk, o poderoso e charmoso CEO da empresa de jogos para a qual ela sonha trabalhar desde sempre. O primeiro encontro dos dois não acaba nada bem, uma vez que eles vão para delegacia e ele tenta expôr o poder dela, mas acaba passando por mentiroso, uma vez que Guk Doo acha que ela é uma garota normal. Já apaixonado por ela, Min Hyuk oferece emprego em sua empresa para ela, Bong Soon deve ser sua guarda-costas uma vez que ele vem recebendo e-mails e telefonemas lhe ameaçando de morte.
Bong Soon faz uma proposta para ele, ela aceitaria trabalhar se ele prometesse lhe dar um emprego no setor de estratégia de jogos. Mas quando um assassino em série começa a raptar e matar mulheres em seu bairro, as coisas ficam perigosas quando sua única amiga e quase irmã Kyung-shim é ameaçada de sequestro, ao mesmo tempo, Bong Soon se vê dividida uma vez que seu coração começa a bater mais rápido pelo CEO narcisista, principalmente quando ela descobre a verdade sobre seu passado triste e sua infância conturbada. Conforme as coisas vão se tornando mais complicadas entre os três o serial killer está cada vez mais perto de completar sua vingança por Bong Soon ter machucado seu corpo e frustrado seus planos.
Esse drama cumpre bem o papel de ser uma comédia com requintes de mistério e suspense, tudo de uma forma equilibrada e que se encaixa bem ao ponto de quase não dar pra perceber. Eu gostei bastante, principalmente pelo fato de não dá pra shippar errado, porque acredito que qualquer pessoa consciente vai torcer por Min Hyuk, sinceramente o Guk Doo teve todas as chances de ficar com ela, mas arrumou outra namorada, nunca disse a ela seus sentimentos até o momento que ela começou a se interessar por outro. A vá u.u pra quem quer rir bastante e ter um romance muito amorzinho, com certeza essa é minha indicação <3

Personagens Principais


Do Bong Soon (Park Bo Young) - Nossa heroína é uma jovem em busca do emprego dos sonhos em uma desenvolvedora de jogos. Ela aceita o emprego de ser guarda-costas de um CEO importante no ramo sob a promessa de trabalhar posteriormente na equipe de estratégia da empresa. Bong Soon é, além de extremamente fofa, espirituosa, inteligente e não leva desaforo para casa. Sempre procura usar sua força para o bem, ajudando pessoas que precisem dela. Sente muita falta do carinho da mãe que é todo dedicado ao seu irmão uma vez que ele é mais "frágil" que ela. Sempre muito alegre, dá o seu melhor em tudo que faz e luta pelo coração de seu amigo de infância, até começar a se apaixonar pelo seu chefe que diz carinhosamente que ela é do tamanho de um amendoim :3 gente, eu acho essa atriz uma fofura só! Ela consegue me fazer ir da gargalhada ao choro em segundos!

ela não é a coisa mais fofa dessa terra? *U*
Ahn Min Hyuk (Park Hyun Sik) - O príncipe da nossa história é um jovem inteligentíssimo e um pouco narcisista dono da maior empresa de desenvolvimento de jogos da Coréia. Quando criança, Min Hyuk teve uma infância difícil sendo maltratado pelos seus irmãos mais velhos por não ser filho da mesma mãe. Apenas um dos irmãos o defendia e, mesmo assim, anos mais tarde foi traído por ele. O clima ruim é que o pai deles quer deixar a empresa nas mãos de Hyuk embora haja irmãos mais velhos que ele na família, e os outros não aceitam isso assim como o pai não aceita que ele seja dono da sua própria empresa. Corre um boato que ele é gay por nunca ter tido uma namorada séria. A atuação do Hyun Sik é sem precedentes, ele é muito bom fazendo comédia e nas horas de ser tenso e sério ele nos cativa ainda mais. Apaixonante.
Uma das melhores coisas desse drama é a química incrível entre eles dois.
In Guk Doo (Ji Soo) - O amigo de infância de Bong Soon é um cara que dá tudo de si no trabalho principalmente para pegar o serial killer que está sequestrando garotas em seu bairro. Tem uma namorada, mas apesar de tentar ser atencioso com ela, é um namorado muito ausente por causa do seu trabalho. 
Apesar de Bong Soon sempre lhe dar mostras que gosta dele,ele nunca avançou o sinal com ela no que diz respeito aos seus sentimentos e por isso fica muito difícil torcer por ele ao longo do drama. Apesar do que ele diz no último capítulo, durante o dorama todo parece que ele só começou a notá-la de verdade quando ela começou a gostar do Min Hyuk e, detalhe, apesar de ele se detestarem sóbrios, bêbados fazem a gente rolar e chorar de tanto rir.

Onde achar: Kingdom Fansubs

domingo, 5 de novembro de 2017

Diário do nano dia #4 e #5 (8,3k)

Ontem não deu tempo postar o diário porque eu estava muito cansada, minha irmã ficou doente e não consegui dormir preocupada com ela, acabou que meu desempenho ontem não foi dos melhores, apesar de ter alcançado a meta diária de oito mil e quatrocentas palavras, foi bem difícil me concentrar porque dormi mal e acordei muito tarde.
Hoje foi um pouco melhor, eu pude dormir melhor ontem e acordei relativamente cedo, consegui me concentrar um pouco melhor, estou um pouco desatenta porque não tenho dormido com regularidade, mas consegui alcançar não só a meta de hoje, mas a de amanhã. Bati a marca das 10 mil palavras, contando 10,23k. A história, para uma reescrita, está ficando até razoável, precisei mudar muitas coisas para acertar o novo ritmo que pensei pra ela, ainda estou no terceiro capítulo então, acho que é um pouco normal que o ritmo esteja lento, os personagens estão sendo introduzidos no contexto o ritmo do enredo vai aumentando conforme ela avança. Acho que, aquém das dificuldades que aparecem, estou me saindo bem. O que está realmente atrapalhando meu desempenho é esse TCC pra fazer, toma muito o meu tempo principalmente porque não é da minha área, mas vou tentar fazer logo como puder, sem contar que ainda tem a droga do curso que to fazendo que também toma tempo. Tá difícil, mas é assim mesmo...

sexta-feira, 3 de novembro de 2017

Diário do Nano, dia #3 (5k)

Eu fui dormir bem tarde ontem também, como resultado acordei muito tarde hoje, to caindo de sono. Houveram alguns imprevistos hoje, precisei sair com a minha irmã e no lugar que fomos não consegui me concentrar direito no trabalho, todas as cenas que escrevi tive que reescrever quando cheguei em casa, acho que provavelmente hoje vou dormir cedo porque to mesmo com muito sono. Continuo na meta diária, não tenho tido tempo de escrever além disso por causa do TCC da menina e de Olhos Vazios que ainda não terminou. Está sendo bem puxado pra mim.
No total, estou com 5446 palavras no dia 3 do desafio, dentro da média pelo menos. Estou tentando levar as coisas com calma aqui, principalmente para não acabar melando o enredo de nenhuma das duas histórias ou acabar colocando fantasia no TCC da menina (hahaha). E vocês, como estão? Conseguindo vencer os dias?

quinta-feira, 2 de novembro de 2017

Diário do Nanowrimo Dia #2

Hoje eu escrevi só um pouquinho a mais, apesar de ter conseguido acordar cedo (mesmo que não tenha dormido direito ontem) acabei tendo que fazer um monte de coisa e estava esperando uma "cliente" se é que se pode chamar assim. Pensei que era apenas para fazer a revisão de um TCC, mas no fim, é basicamente para refazer um TCC mal feito. Fazer o que, né? Trabalho é trabalho. Isso com certeza vai afetar meu desempenho do nano desse ano, vou ter que batalhar para dividir meu tempo e ficar só na meta diária proposta mesmo, porque é uma bibliografia enorme pra ler e poder ajeitar o bendito trabalho e tudo isso pro final desse mês (parece até um carma maldito). Meu texto hoje ficou bem melhor que o de ontem, acho que me concentrei um pouco mais apesar de ter ficado bem sonolenta a tarde por causa da noite pessimamente dormida. Vou precisar me dedicar mais a esse trabalho para que, com sorte, eu o entregue rápido e possa me dedicar melhor ao nano. O total de palavras de hoje foi de 1,881 palavrinhas, totalizando 3,548 palavrinhas no documento do nano (sim, eu escrevo num documento separado já que o primeiro capítulo da história desse ano não contava porque escrevi ha mais tempo) comparado ao ano passado não é muito bom, mas pelo menos está dentro da meta que pra hoje seriam 3,333 palavras. Mais um dia vencido! 

quarta-feira, 1 de novembro de 2017

Diário do NaNoWriMo Dia #1


Olá, pessoas! Como viram, não postei a aula de chinês essa semana porque não tive tempo de fazer. O Nano começou hoje e eu passei os últimos dias de outubro fazendo os preparativos para começar o trabalho desse ano. Por não ter terminado Olhos Vazios acabei deixando para acertar os detalhes finais da história desse ano pro último minuto, aí, meio que me enrolei no processo.
O primeiro dia do nano ocorreu bem, mas não fiz um trabalho tão bom (eu ia fazer um capítulo pré-acidente), eu fui dormir cinco da manhã de modo que não consegui me concentrar direito no trabalho e, apesar de ter escrito a meta de palavras do dia, não vou postar o capítulo escrito hoje porque realmente ficou muito ruim. Como eu já tinha escrito um capítulo (e não, eu não contei ele não), vou postar ele e descartar o de hoje para um uso futuro. 
Eu estou bem cansada, verdade seja dita, minha cabeça tá doendo pra caramba e tudo que eu quero é dormir. Vou aproveitar e ver se consigo dormir mais cedo hoje para estar mais bem disposta para o segundo dia. O trabalho vai começar amanhã com o segundo capítulo já que o primeiro já estava pronto e o capítulo prévio não ficou bom. Hoje eu cumpri a meta de 1667 palavras, amanhã se eu conseguir dormir bem, vou ver se faço um pouco mais que a meta.
E vocês? Como estão os trabalhos? Conseguiram a meta de hoje?
Vocês podem conferir o trabalho desse ano do Nano no meu wattpad só clicar em CONGELADA, eu postei o mapa, os brasões dos clãs e o prólogo e já vou postar o capítulo 1!

segunda-feira, 23 de outubro de 2017

[Chinês] Cor +的+ Substantivo

Chegamos ao sétimo capítulo da terceira unidade! Esse é composto de 3 subcapítulos e vamos falar sobre atributos e como podemos descrever a cor de objetos usando a partícula de posse.

Cor +的+ Substantivo

A partícula posse 的 (de) pode ser usada para descrever a cor de um substantivo, sua estrutura é: 

Cor ++ Substantivo

黑色衣服。(Hēisè de yīfú)
Roupa preta.
我有一个红色杯子。(Wǒ yǒu yīgè hóngsè de bēizi)
Eu tenho um copo vermelho.

A partícula 的 funciona para ligar a cor ao substantivo e, portanto, não tem tradução, é apenas um auxiliar como funcionaria para marcar a posse. Facinho, não?

Vocabulário?
手机 (Shǒujī)- celular
包 (bāo)- bolsa, saco
杯子 (bēizi ) - copo, taça, xícara, caneca
的 (de) - Aqui, usa-se depois de um atributo.

Ideogramas da lição:

bāo
Componentes do ideograma:
勹 (bāo) - embrulho
巳 (sì) - ano da cobra
shǒu - mão

jī - máquina

Componentes do ideograma
木 (mù) - árvore
几 (jī) - mesa

Exercícios:

  1. 一个白色的包。(Yīgè báisè de bāo.)
  2. 这是一个金色的手机。(Zhè shì yīgè jīnsè de shǒujī.)
  3. 我有一个红色的杯子。(Wǒ yǒu yīgè hóngsè de bēizi.)
  4. Eu tenho uma bolsa amarela.
  5. 我们有两条蓝色的裤子。(Wǒmen yǒu liǎng tiáo lán sè de kùzi.)
  6. Ela tem dois celulares pretos.
  7. 你喜欢什么颜色的手机? (preto) (Nǐ xǐhuān shénme yánsè de shǒujī?)
  8. 你喜欢什么颜色的裤子? (marrom) (Nǐ xǐhuān shénme yánsè de kùzi?)
  9. Eu gosto do celular dourado.
  10. Ela tem dois celulares pretos.

quinta-feira, 19 de outubro de 2017

Guia de Sobrevivência do NaNoWriMo 2017!


Olá, pessoas!

Como participante do NaNoWriMo pelo terceiro ano consecutivo (e vencedora nos dois anos anteriores) vim fazer esse post para dar uma forcinha não apenas para quem ainda não conseguiu atingir a marca de 50k nos anos anteriores, mas para quem está participando do programa pela primeira vez. Assim como expliquei no post anterior, o principal objetivo do evento é criar disciplina e organização na escrita, por isso, se você está participando pela primeira vez, aqui vai algumas dicas que podem fazer toda diferença nesse percurso árduo de trinta dias. 
Acredite, pode ser mais difícil do que você imagina, mas não é impossível!

1. Planeje para se livrar da síndrome do papel em branco.
Se vai participar com uma história original (até mesmo sua primeira história), um bom planejamento pode te salvar da tão temida síndrome do papel em branco, que é quando você abre o arquivo do word e não tem ideia de como começar a história. Aqui no blog, na aba Escrita, tem algumas dicas que podem ser úteis no planejamento. Ainda dá tempo de fazer uma outline e uma listinha breve de personagens. Tenha em mente onde sua história se passa e como ela termina, se souber onde ela termina (e como) vai saber como começá-la para que chegue ao desfecho que você quer.

2. Organize seu tempo.
Para mim essa sempre é a parte mais difícil e esse ano será ainda mais desafiador. Sei bem que muita gente trabalha, faz faculdade ou cursinho, há mil e uma coisas no nosso caminho. Lembre que seu intuito é criar disciplina na escrita e, para isso, você precisa de um tempinho reservado só para se dedicar ao seu livro. Veja um horário bom para você e, todos os dias, naquele horário, sente-se para escrever. Use aplicativos para ajustar o tempo, marque o despertador para não perder o horário, o importante é que você escreva todo dia. 

3. Desligue as redes sociais.
Essa vai pegar muita gente, eu sei! Sim, pessoal, é importante que você mantenha o foco no livro. Pode parecer pouco 1667 palavras se você já tem prática, mas mesmo assim, não é tão simples de conseguir principalmente se você não tem esse hábito. Por isso, manter seu foco no que está fazendo não apenas vai garantir que o processo seja mais prazeroso, mas vai ajudar a dar menos dor de cabeça no processo posterior ao desafio: corrigir e reescrever.

4. Não seja paranoico com a perfeição!
Gente, essa é principalmente para aqueles que vão escrever o primeiro livro, entendam pelo amor de Deus que o primeiro rascunho é só isso: um rascunho. Seu livro não está pronto quando você termina de escrever. Ele está pronto quando você reescreve. Por isso, não fique preso a ideia de perfeição ou de escrever a melhor história do mundo, nem fique paranoico com revisões de cada capítulo. Use esses trinta dias como um exercício, apenas conte a sua história do jeito que quiser contar, deixe a revisão para depois, que aí, enquanto revisa, você reescreve. Fique relaxado e apenas escreva, quanto menos pressão você colocar em si mesmo mais fácil e proveitoso será o desafio. Alguns dizem que no NaNoWriMo você pensa na quantidade e depois do desafio na qualidade, se esse mantra te servir, faça uso dele. 
5. Não fique obsessivo com as 50 mil palavras.
O NaNoWriMo é um desafio difícil, conheço muito autor de mão cheia que não consegue atingir a marca de 50 mil palavras no mês. Não fique obcecado com isso, se é seu primeiro NaNo, vá tranquilo, faça o que puder e se mesmo com a organização do dia não conseguir atingir os 50k no final, não fique desanimado, você conseguiu uma boa experiência e vai rever suas dificuldades para tentar de novo ano que vem!

6. Se precisar, acumule palavras. (Mas não faça disso um hábito!)
Às vezes, por alguma razão, não temos tempo para escrever em um dia específico ou não conseguimos atingir a marca de 1667 palavras diárias. Se isso acontecer com você, conte as palavras faltantes e deixe para repor no dia seguinte, mas não faça disso um hábito, quanto mais palavras acumuladas, mais uma bola de neve cresce e isso pode acabar afetando seu desempenho no desafio.

7. Afugente o fantasma do bloqueio!
O bloqueio criativo que tanto se fala pode acontecer por N motivos, mas a grande maioria deles vem da pressão que o autor coloca sobre si mesmo. Tente estar sempre relaxado, você tem uma história incrível para contar, deixe-a sair no seu próprio tempo e ritmo. Faça uma playlist se isso te ajudar, pense em músicas para as cenas, veja filmes variados, clipes musicais, faça pesquisas sobre temas que poderia adicionar no seu enredo, isso pode ajudar não apenas a relaxar você, mas a trazer novas ideias.

8. Participe com uma turminha!
Ter amigos participando do projeto é sempre melhor, no NaNo de 2015 eu participei junto com duas colegas, nossas conversas ao longo do desafio me ajudaram não apenas a permanecer firme quando me sentia desmotivada, mas a trocar ideias mesmo. Montem um grupinho online se puderem, até mesmo live na hora de escrever ou no intervalo para conversar sobre o andamento da obra e possíveis trocas de ideias para os enredos. 

9. Divirta-se!
Gente, escrever é um trabalho difícil e muito sério, há muitos fatores que você tem de pensar para escrever um livro, mas, sobretudo, você precisa fazê-lo porque gosta do que faz, sente prazer em contar histórias, o seu trabalho é diversão. E o NaNo é principalmente isso, não é apenas para disciplinar-se enquanto autor, mas para interagir, trocar ideias e se divertir com o processo. Não pressione a si mesmo, esqueça as paranoias e mergulhe no seu universo, no seu mundinho da lua (como diz minha mãe), coloque fones de ouvido com sua música favorita e mergulhe na sua história, viva e sinta cada cena, esqueça o mundo à sua volta e se divirta com a sua criação. Se fizer isso, essas emoções vão transbordar no papel e seus leitores vão sentir o que você sentiu ao escrever.

É isso, galerinha! Espero que essas diquinhas ajudem vocês a sobreviver aos 30 dias de desafio e espero mesmo que vocês consigam atingir o propósito do desafio e pegar o diploma de vencedor! Contem comigo no processo e Let's Write! 

Ponte em Chamas - John Flanagan

Título Original: The Burnning Bridge
Título no Brasil: Ponte em Chamas
Autor: John Flanagan
Série: Rangers Ordem dos Arqueiros #2
Gênero: Fantasia, aventura
Ano: 2005 (Original) 2009 (Brasil)

Sinopse: Nos últimos quinze anos, o temível Morgarath conseguiu reunir um enorme exército de criaturas implacáveis, os Wargals. Eles não temem nenhum inimigo e são controlados mentalmente pelo próprio Morgarath, o Senhor da Chuva e da Noite.
Pego de surpresa, o Reino de Araluen se vê diante de uma guerra. Enviado em uma perigosa missão para impedir o confronto, o jovem arqueiro Will parte acompanhado do grande amigo e espadachim Horace e do habilidoso Gillan. Os três guerreiros contarão também com a inusitada ajuda da misteriosa e bela criada Evanlyn Wheeler. Nessa jornada, Will colocará à prova todos os ensinamentos de coragem e aptidão transmitidos pelo seu mestre, o famoso arqueiro Halt.
Mas o que o jovem não imagina é que ficará frente a frente com o tenebroso Morgarath e que poderá ser o responsável por mudar o rumo da eminente batalha. Será mais um teste de coragem e determinação, em que Will terá de provar seu valor.

Na sequencia de Rangers, Will é convocado por Gilan, juntamente com Horace, para uma expedição até Céltica na intenção de recrutar o exército do rei Celta na guerra que Morgarath está prestes a fazer eclodir. Contudo, ao chegarem aos arredores da cidade, notam algo errado: os habitantes sumiram e os indícios apontam para uma fuga em massa e desesperada. Apenas quando mais tarde são atacados por bandidos o pequeno grupo descobre que Morgarath, com um exército de Wargals dizimou as cidades e levou os mineiros como escravos, matando os remanescentes que não conseguiram fugir par ao sul do reino. Uma menina remanescente de Araluem que estava na ocasião do ataque se junta ao pequeno grupo para retornar à cidade em segurança. Will fica pensativo ao lembrar do seu fracasso em uma missão na qual errou as flechadas em um wargal por ficar muito nervoso, com a confiança em si mesmo abalada, ele é reanimado por Gilan e Horace, que descobrem os planos de Morgarath para a batalha contra o rei Duncan. 
Gilan, sabendo da importância do que descobriram, decide ir na frente, deixando Will no comando da expedição de volta a Araluen. Contudo, quando estão voltando, os garotos descobrem que Morgarath, está usando os mineiros para construir uma ponte que o levará direto para cima do exército do rei e usará uma tática com os escandinavos que não dará a Duncan nenhuma chance de escapatória. Com a ajuda de Horace e da garota, Evalyn, eles armam um plano para deter o senhor da chuva e da noite queimando a ponte, mas Will e Evalyn são capturados pelos escandinavos e apenas Horace consegue fugir para contar as descobertas para o rei.
Gilan acaba descobrindo que Evalyn, na verdade é Cassandra, a filha do rei Duncan, ela usara uma identidade falsa para se manter incógnita. Quando Horace aparece e conta o que aconteceu com Will e Evalyn, a guerra contra Morgarath já está muito em cima para que se pense em enviar uma equipe de busca, enquanto isso, os dois ficam em posse dos escandinavos que, apesar de serem rudes, não são realmente pessoas cruéis. Graças a Horace, Duncan consegue com a ajuda de Halt, virar a mesa contra Morgarath e o senhor da chuva e da noite vê em Will sua única chance de se vingar do arqueiro que lhe levou a derrota quinze anos atrás. 
Uma das melhores coisas nessa série é que Will é um personagem tão imperfeito que a gente se sente muito próxima dele enquanto lê, compartilhando seus pensamentos e sensações nos momentos de maior tensão, mas ao mesmo tempo ele é inteligente e capaz, cheio de coragem e determinação. A narração de Flanagan é tão leve e fácil que quando menos se espera você terminou o livro. Por alguma razão, achei o primeiro livro mais interessante que a sequência, contudo, também super indico Ponte em Chamas, assim como acredito que indicarei a série inteira. 

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Vem aí: NaNoWriMo 2017!


大家好! Como estão?

Daqui uma semana e três dias vai começar mais uma edição do NaNoWriMo e, como faço todos os anos, venho mais uma vez apresentar um pouco do programa para vocês (ou relembrá-los) e convidá-los a encarar esse desafio. Esse será meu terceiro NaNo, participei em 2015 e 2016 conseguindo vencer os dois anos e fiquei realmente muito feliz, porque apesar de parecer algo simples é um desafio bem difícil.

Mas o que é o NaNoWriMo?

Em inglês National Novel Writing Month ou Mês Nacional de Escrever Novela em português (e aqui abrimos um parêntese para esclarecer que novel em inglês quer dizer romance, não novela como estamos acostumados a ver na TV, mas o romance propriamente dito e, por romance, entende-se narrativa longa e não a relação amorosa de personagens num contexto), é um programa criado em 1999 por um escritor freelancer chamado Chris Baty que reuniu 21 participantes em São Francisco. Em 2000, o evento foi mudado para o mês de novembro, tendo nesse mesmo ano o website lançado e reunindo 140 participantes! O objetivo do programa é criar disciplina na escrita, o desafio é escrever 50.000 palavras dentro dos 30 dias de novembro, ou seja, 1667 palavras por dia.

Como Funciona?

Participar no NaNoWriMo é muito simples, não paga nada e é muito benéfico para qualquer pessoa que deseja não apenas o desafio, mas os autores inciantes ou mais maduros que querem se disciplinar e escrever todo dia. Você se cadastra na plataforma e anuncia sua novela, mas não vale trapacear, hein? O desafio começa a valer no dia 1º de Novembro, então, mesmo que já tenha começado a história, você vai começar a contar apenas as palavras que escreveu no dia 1º desconsiderando as anteriores; diariamente, você vai atualizando na plataforma quantas palavras escreveu no dia e ele vai contabilizando e pondo seu progresso em um gráfico que te diz quantas palavras faltam para alcançar a marca de cinquenta mil. 

Posso usar um livro que já comecei?

Sim. Rascunhos antigos, histórias inacabadas, livros em andamento ou uma ideia novinha em folha, vale tudo! O objetivo é criar o hábito de escrever todo dia. 

Como faz para se cadastrar no site?

Você acessa: https://nanowrimo.org/ e clica em sing up, faz seu cadastro normal (o site está em inglês), vai aparecer uma página chamada dashboard em que vai pedir para você anunciar sua novela, basta preencher com a sinopse, o título e, se tiver, uma capa para ela. Pronto! 
Convide amigos para participar com você, com muita gente sempre é mais divertido! E para quem quiser me adicionar só clicar Katherine Wheel!
Espero vocês lá! 

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

[Chinês] Uso de "ou" em frases interrogativas 还是

Como eu avisei da última vez, as aulas ficariam suspensas porque meu celular havia quebrado e não tinha como continuar as aulas. Acabei comprando outro (quer dizer, meu pai comprou outro), e ele chegou semana passada! Não perdi tempo e, mal carregou já baixei o app (pra quem não sabe qual é eu avisei isso no primeiro post de apresentação da lingua aqui no blog) e fiz uma revisão das aulas feitas até hoje. Então, hoje vamos a perguntar por preferências usando ou.

还是 (háishì) seria o equivalente a ou em português, é geralmente usado para escolher entre duas opções. Só deve ser usado em perguntas, sua estrutura é a seguinte: 

SUJEITO + VERBO + OBJETO A + 还是 + OBJETO B?

OBS.: Não é necessário o uso da partícula interrogativa 吗 para este tipo de oração.

Ex.: 你喜欢蓝色还是绿色? (Nǐ xǐhuān lán sè háishì lǜsè?)
        Você gosta de azul ou verde?
        我喜欢蓝色。(Wǒ xǐhuān lán sè.)
        Eu gosto de azul.

Vocabulário:
蓝色 (lánsè) - azul
黄色 (huángsè) - amarelo
金色 (jīnsè) - dourado
棕色 (zōngsè) - marrom; castanho
还是 (Háishì) - ou

Ideogramas da Lição
lán 

Componentes do ideograma:
艹(cǎo) - grama
〢s/s
(wǔ) s/s
丶(diǎn) - ponto
皿 (mǐn) - prato

hái

componentes do ideograma:
不(bù) - não
辶(chuò) - caminhar

jīn

Exercício

  1. 他的眼睛是蓝色的。(Tā de yǎnjīng shì lán sè de.)
  2. 我的鞋子是黄色的。(Wǒ de xiézi shì huángsè de)
  3. 她的头发是 ______________的. (Branco) (tā de tóufǎ shì ——— de)
  4. 我的外套是棕色的。(wǒ de wàitào shì zōngsè de)
  5. 你喜欢黄色还是绿色? (nǐ xǐhuān huángsè háishì lǜsè?)
  6. 你系黄金色还是黑色?(Nǐ xì huángjīn sè háishì hēisè?)
  7. 你喜欢瑾色还是棕色?(Nǐ xǐhuān jǐn sè háishì zōngsè?)
  8. Amarelo.
  9. Você gosta de marrom ou vermelho?

terça-feira, 10 de outubro de 2017

O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares (Livro + Filme)

Título Original: Miss Peregrine's Home for Peculiar Children
Autor: Ramsom Riggs
Ano: 2016 (Intrínseca)
Páginas: 352 (Intrínseca)
Sinopse: Jacob Portman cresceu ouvindo as histórias fantásticas que o avô, Abe, contava. Na época da Segunda Guerra Mundial, o avô havia morado numa ilha remota, num casarão que funcionava como abrigo para crianças. Lá, Abe convivera com uma menina que levitava, uma garota que produzia fogo com as mãos, um menino invisível… Entretanto, todas essas histórias foram perdendo o encanto à medida que Jacob crescia. Até que, aos dezesseis anos, tudo volta à tona para se provar real.
Abalado com a morte misteriosa do avô, Jacob decide ir à tal ilha para tentar entender as últimas palavras de Abe: “Encontre a ave. Na fenda. Do outro lado do túmulo do velho.” Ele encontra o casarão em ruínas, mas, ao passar por um túnel subterrâneo, o menino se vê em outra época, décadas atrás: em 3 setembro de 1940. Nesse lugar protegido no tempo, ele conhece crianças com habilidades peculiares e encontra as respostas para todas as suas perguntas. Mas o fascínio inicial logo se transforma em uma luta para sobreviver e salvar a vida de seus novos amigos.
Viagens no tempo, mulheres que se transformam em aves, crianças com dons inusitados e monstros à espreita. Bem-vindo ao lar da srta. Peregrine para crianças peculiares, um fascinante mundo novo pronto para ser descoberto.

Minha irmã comprou esse livro na Avon por motivos de curiosidade mesmo, eu já havia ouvido falar muito sobre ele na época de lançamento, inclusive o filme era só sobre o que o povo falava, mas assim como aconteceu com as músicas, eu estava muito ligada na Ásia para dar importância e o enredo na época não me chamou atenção. Contudo, uma vez que ela comprou e eu tivera que tirar Enquanto Bela Dormia da minha meta de leitura porque meu celular quebrou, acabei substituindo-o no lugar, esse ano eu li pouco, 27 livros na meta, vou ver se chego pelo menos em 30. Mas bem, como deu para ver na sinopse, o livro conta a história de Jacob Portman, um rapaz que cresceu ouvindo as fantásticas histórias do avô, um veterano da segunda guerra que era obcecado com armas e teimoso como uma mula. Jacob sempre admirara muito o avô com quem era mais apegado que o próprio pai. 
Contudo, conforme foi abandonando a infância, os relatos fantásticos do avô começaram a parecer cada vez mais infundados, ainda que este tenha lhe mostrado fotografias antigas, Jacob estava certo que as fotos eram manipuladas e seu bom e velho avô estava perdendo a lucidez, vitimado por suas terríveis memórias da guerra e da perda de toda sua família por ocasião do regime nazista. Assim, Jacob segue com sua vida desinteressante trabalhando na loja da família e fazendo todo possível para ser demitido, tentando buscar um sentido na sua vida entediante e um ideal para não afundar na mesmice. Até que seu avô telefona, histérico, pedindo a chave do seu armário de armas, achando que é outra alucinação do velho senhor, ele tenta tranquilizá-lo por telefone, mas não dá muito certo, frustrado e já louco para sair da loja de toda maneira, ele decide ir até a casa do avô.
De carona com o único amigo que tem, ele chega à casa de Abraham Portman no fim da tarde, o velho homem mora em um bairro afastado e quase sem população alguma, em uma das últimas casas da rua. Assim que chega, Jacob já percebe que algo está errado quando tudo na casa está uma bagunça e o avô não está em parte alguma. Quando finalmente o encontra, é tarde demais, o velho senhor estava brutalmente machucado envolto em uma poça de sangue. As últimas palavras direcionadas ao neto são codificadas e, para agravar ainda mais a situação, Jacob ainda vê a horrenda imagem do seu assassino, um monstro saído dos mais doentios pesadelos. Claro que ninguém acredita na palavra dele, a partir daquele momento, Jacob Portman passa a ser o adolescente que perdeu o avô e entrou em choque.
Em meio a discussões com os pais e consultas psiquiátricas que ele odeia, a oportunidade de finalmente encontrar a verdade sobre o passado do avô surge em uma carta de Alma Peregrine que Jacob achou dentro de um livro que lhe foi dado pela tia e estava endereçado a ele pelo avô. Assim, ele e o pai viajam para o País de Gales, em uma ilhota no meio do nada, para que Jacob finalmente descubra que as histórias do avô eram fictícias e consiga, assim, seguir em frente. Em suas explorações, ele encontra uma casa abandonada com mais fotos iguais as que seu avô havia lhe mostrado, até que as crianças naquelas fotos se materializam dentro da casa, para seu espanto, e, seguindo uma delas, ele volta no tempo para 3 de setembro de 1940 onde descobre o Orfanato da Senhorita Alma Peregrine e as crianças Peculiares que ele vira em fotos e julgara serem imaginação do avô e montagem de algum fotógrafo habilidoso.
Ao adentrar no mundo mágico, Jacob vai descobrindo que nem tudo são flores e que o avô não apenas estava fugindo de uma ameaça que ia além da sua imaginação como agora, o próprio Jacob era alvo de um inimigo perigoso e cruel que ameaça todos os peculiares ao redor do mundo. A convivência no orfanato e a aproximação com Emma Bloom, ex-namorada do seu avô, vão mudar completamente a visão que Jacob tem do mundo, da sua vida e do seu futuro. Na luta contra os etéreos e os acólitos, ele vai descobrir uma força que até então não sabia que tinha e a sua própria peculiaridade.
Achei o livro montado de forma muito inteligente e a história, além de original, é muito boa. Uma mescla de suspense, romance, mistério, ação com um toque sombrio e macabro por trás, mas não é um livro de terror, não assusta tanto assim, contudo, a maneira que o autor escreve por alguma razão não me cativou. Não sei o que houve, mas mesmo me sentindo presa pelo mistério que envolve a história, não me sentia presa pela forma como ele desenvolvia a narrativa, a maneira como organizava as palavras, como as apresentava para nós. Isso me deixou um pouco inquieta, contudo, é realmente uma boa história, cheia de reviravoltas e com uma trama muito bem elaborada.  

O FILME

Título Original: Miss Peregrine's Home for Peculiar Children
Título no Brasil: O Lar das Crianças Peculiares
Direção: Tim Burton
Gênero: Aventura, Fantasia
Ano: 2016
Elenco:  Allison Janney
Asa Butterfield
Eva Green
Ella Purnell
Judi Dench
Samuel L. Jackson

Sinopse: Quando seu querido avô falece deixando pistas sobre um lugar mágico, Jacob viaja para uma ilha galesa e encontra um orfanato abandonado. Lá, o mistério e o perigo se aprofundam quando ele começa a conhecer o local e os seus moradores: crianças com poderes especiais conhecidas como peculiares e a Senhorita Peregrine, uma peculiar que comanda o orfanato e cuida dos jovens. Jacob também conhece os acólitos e etérios, inimigos poderosos de seus novos amigos, e, em última análise, descobre que apenas a sua própria peculiaridade especial pode salvá-los.

Vocês sabem que eu sou desenganada com essa história de adaptações, né? Quando eu vejo que "vai adaptar" já fico com um pé atrás. Eu já sabia dessa adaptação antes de começar a ler o livro, consequentemente, conforme ia lendo, já desconfiava que fariam cagadas (com o perdão da palavra) no momento que fossem adaptar, mesmo a direção estando nas mãos do aclamado Tim Burton tão conhecido pelo Nightmare before Christmans e Corpse Bride. Não vou me deter muito nisso, apenas dizer que em comparação ao livro, a adaptação não tem basicamente nada a ver a partir de determinado momento. Jacob (Asa Butterfield, O menino do Pijama Listrado; A invenção de Hugo Cabret) é um jovem excluído que trabalha em um supermercado e vê toda sua vida mudar quando seu avô morre e ele acaba vendo o gigante do labirinto do fauno com línguas que imitam tentáculos de polvo. A coisa já começa errada, no livro, Shelley, que é a chefe de Jacob detesta o garoto, eles vivem em pé de guerra porque ele faz de tudo para ser demitido, mas não pode ser demitido (porque tecnicamente a loja é dele). O único amigo dele foi excluído da história. O psiquiatra, doutor Golan, virou uma mulher (What?), teve a festa de aniversário e ele recebeu o livro do avô que continha um postal da senhora Peregrine (postal, não carta.) então ele acha uma boa ideia viajar até o país de Gales pra se certificar do que o avô queria que ele conhecesse. 
Na sua exploração dentro da casa abandonada, ele acaba sendo assustado pelas crianças e na fuga cai de cara no chão e fica desacordado. Elas então levam ele pra fenda (que é uma caverna e não um túnel) porque a Ave (Eva Green,  Penny Dreadful;) já estava a espera dele. E a senhorita Peregrine é uma mulher controladora e maníaca por horários. Eles simplesmente trocaram as habilidades de Emma e Olive, ao que parece, pelas resenhas que vi depois que terminei o livro, colocaram partes de Cidade dos Etéreos no filme também, por isso algumas cenas não fizeram o menor sentido e o final foi tipo Oi?! Muito nada a ver mesmo, a história se perdeu muito, as personagens foram totalmente modificadas, algumas viraram crianças mesmo, toda a história YA virou uma mistura de Piratas do Caribe com Percy Jackson. Não sei qual foi a intenção deles quando pensaram que estavam adaptando o livro (mas imagino que tenha sido meramente dinheiro) só que acredito que qualquer pessoa consciente que leu o livro vai admitir que essa adaptação está péssima, contudo, se você assistir como um filme isolado e paralelo ao livro, desconsiderando os acontecimentos do mesmo, dá pra passar o tempo como um filminho para crianças. Eu particularmente não gostei.