segunda-feira, 25 de dezembro de 2017

You're My Destiny (Fated To Love You Thai)

Título Original: เธอคือพรหมลิขิต rr:Tur Keu Prom Likit
Gênero: drama, romance
Ano: 2017
Direção: Worawit Khuttiyayothin
País: Tailândia
Episódios: 17
Elenco:  Supreeleela Esther, Wisetkaew Sukrit, Weckx Lanlalin, Pongwilai Suchao, Doksadao Tee

Sinopse: Pawut é o sucessor de uma grande empresa. Wanida é uma secretária em um escritório de advocacia que ganhou o apelido de "Post-It" por sua incapacidade de dizer não a seus colegas que despejam trabalho sobre ela. Em um cruzeiro em que ambos estão, eles acabam "drogados" por diferentes motivos. 
Wanida entra no quarto errado porque não consegue enxergar o número da porta e a porta foi aberta por um dos homens que drogaram Pawut. Ela acaba dormindo com Pawaut e os dois caminhos se cruzam uma noite. Mais tarde, Wanida descrobre que está grávida.

Bom, como eu disse no post de primeiras impressões do drama AQUI, eles se espelharam na versão coreana do drama e não na taiwanesa que, na minha opinião, é muito melhor. Bom, a premissa do dorama é a mesma então, confira aqui a resenha completa de Fated to Love You aqui eu vou fazer uma passagem bem por alto no enredo e me ater mais às minhas impressões e a comparações com a versão original de 2008. A versão coreana foi lançada em 2014 e, esse ano, os Tailandeses decidiram fazer um remake, na trama que segue o mesmo plot, temos Pawut um CEO que luta com unhas e dentes para não perder a presidência da empresa de sua família enquanto seus parentes, incluindo o meio irmão dele, estão loucos para boicotá-lo em nome puramente da ganância. Ele é namorado da bailarina Kaekai que prioriza mais o trabalho que seu relacionamento deixando Pawut um pouco solitário, ainda assim ele a idolatra.
Ele decide pedi-la em casamento num luxuoso cruzeiro, mesmo lugar onde Wanida, conhecida como Nid, está para passar um tempo com seu namorado advogado sem saber que ele apenas a está usando e não tem qualquer sentimento por ela. Pawut e Wanida tem seus destinos entrelaçados quando ele é drogado por dois homens da ilha Cosichang, esses homens são o tio e o cunhado de Nid, que acaba ficando sonolenta após tomar um remédio para gripe e, acidentalmente, entra no quarto de Pawut acarretando a confusão do CEO que pensa que é Kaekai e acaba dormindo com ela.
Nisso, Nid acaba ficando grávida e a avó de Pawut o obriga a se casar com ela para tornar o bebê o tão esperado herdeiro da corporação. Contrariado, ele aceita e esconde toda a história da namorada que não foi no cruzeiro porque ganhou a chance de um papel principal em uma companhia novaiorquina de balé. Conforme passa a conviver com Nid, Pawut se torna submisso à doçura e bondade dela, sem perceber acaba se apaixonando perdidamente, mas o destino promete não facilitar as coisas e quando Kae volta para Bangkok o CEO vai ter uma difícil escolha pela frente para não perder aquela que realmente ama.
Como eu falei antes, não gostei do fato de eles terem se espelhado na versão coreana, a carga de drama ficou sobrando e a de comédia foi inexistente. A personalidade dos personagens mudou bruscamente, eu não vi a versão coreana toda então não posso falar com propriedade sobre ela, mas comparando a versão Taiwanesa com a Tailandesa, Pawut não é engraçado como Cun Xi, é mais sério contudo ainda é fofo, Cun Xi era mais essa parte de comédia mesmo. Nid é tão boa quanto Xin Yi, mas achei ela um pouco mais forte e gostei disso, ela parecia mais determinada ainda que a fragilidade fosse quase a mesma. Quem mudou bem radicalmente foi Anna, que na versão thai é a Kaekai. A relação dela com Nid e até com Pawut foi totalmente modificada, não houve intrigas, armação, nada, foi tudo muito rápido e muito pacífico. Ela aceitou muito de boas o fim da relação até. A história de Taya, versão thai de Dylan, mudou pouca coisa também, mas ele foi quase e totalmente moldado na versão coreana e a maioria das cenas do drama foram baseadas nessa versão, de modo que o enredo ficou muito "enxuto" se comparar com a versão taiwanesa, e o final ficou muito atropelado. Não sei o final da coreana, mas se for atropelado assim... outra cena que eu não gostei foi SPOILER LEVE AQUI  a da descoberta da perda do bebê FIM, na versão Taiwanesa essa cena foi de partir o coração e fazer eu me revirar na cadeira, contudo, na versão Thai e na Coreana (que eu vi também a cena) achei muito superficial, muito... tranquila. Não impactou. A química do casal foi boa, mas ainda perdeu pra versão tw. A avó do Pawut não é nem perto divertida como a do Cun Xi, foi outra coisa que não curti, ah, e não tem o cachorrinho também! Enfim, fazendo uma comparação, eu indico bem mais a versão original que esse remake ou o coreano.
Esse provavelmente vai ser o último drama que vou terminar de ver em 2017. Só faltavam 5 episódios pra finalizar e não esperei o Mahal terminar de legendar, acabei assistindo do 11 ao 17 em inglês mesmo. Então, continuarei assistindo e em 2018 volto com novas resenhas de dramas e livros!
Obrigada por esse ano incrível, pessoal. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário