segunda-feira, 7 de julho de 2014

#Livro: Doce Refúgio - Sondra Stanford

Oi blogueiros, tudo bem? As coisas aqui não acalmaram em nada, eu ainda ando bem deprimida e só tenho piorado com o passar dos dias, estou dormindo mais de 12 horas por dia e hoje acordei às três da tarde! Enfim, até que mesmo chorando não tive um dia tão péssimo e consegui ler o livro que tinha separado para ler na semana passada e não havia conseguido. Então, como eu disse no post passado que se lesse algo traria para cá, eis aqui a resenha de Doce Refúgio.
O enredo:
Christie Langfeld sofreu um acidente de avião nos confins do Alasca, para onde viajou em busca de seu verdadeiro pai, e teve a sorte de sobreviver, agora perdida no meio do nada ela começa a andar seguindo o curso de um rio congelado na esperança de encontrar a casa de algum caçador que possa lhe oferecer ajuda. Quando pensa que tudo está perdido, Christie se depara com a figura de um homem em um trenó puxado por cães. Ela desmaia e, ao acordar, encontra-se em uma cabana quente, sobre uma cama confortável, completamente nua. Logo depois aparece seu estranho salvador, o taciturno e arrogante Scott que é grosso e não tem medo de dizer o que pensa, mas ao mesmo tempo tem um magnetismo sexual que deixa Christie tensa mesmo com seu coração ainda partido por causa de Glenn, seu ex-noivo.
Scott dá a Christie a possibilidade de ir à cidade mais próxima e enfrentar novamente dias no meio do nada racionando comida e água ou ficar na cabana com ele até o final de Maio quando um piloto iria busca-lo. A jovem então se vê presa com o rude e detestável homem por três meses, mas a convivência inicialmente difícil acaba se tornando perigosa para o coração ferido de Christie que aprende a lutar pela sobrevivência e valorizar as coisas que são realmente importantes. Com o tempo ela descobre que o soturno Scott Kingsley teve como ela um coração brutalmente partido e o que até então parecia apenas uma dependência de sobrevivência causada pelo isolamento se mostra uma paixão arrebatadora com a qual os dois não sabem lidar.

O que eu achei do livro: Eu sou completamente suspeita pra falar desse livro, foi a minha décima sétima vez de leitura! Eu li pela primeira vez quando ainda estava no ensino médio, era um dos livrinhos surrados e amarelados da secção de romance da biblioteca da escola, eu loquei tanto esse livro que não sei como os bibliotecários não me deram de presente rsrs. É uma história linda de superação, do progresso de uma dondoca que aprende como é sobreviver no meio do nada, que se vê diante da batalha de provar a um homem e a si mesma que ela é capaz de enfrentar a vida, sobre um par de corações partidos aprendendo que o amor verdadeiro não pede nada em troca além de ser correspondido, é um livro sobre coragem. Tive a sorte de achar um exemplar basicamente novo na estante virtual! É a minha pequena relíquia na estante, foi muito bom lê-lo novamente e se você conseguir eu recomendo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário