quinta-feira, 3 de julho de 2014

#Livro O Resgate do Tigre Vol. 2 - Coleen Houck: Resenha

Era para eu ter publicado ontem, mas não consegui escrever... Então está ai a resenha do segundo livro da saga do tigre. Se mais delongas, boa leitura.
O Resgate do Tigre

O enredo:
         Kelsey está em casa. Bem... Quase. Ren providenciou-lhe uma casa própria um pouco afastada da cidade, um conversível e também matrícula em uma faculdade particular. Por mais que a garota tente lidar com sua própria decisão de se afastar de Ren para que ele considere outras possibilidades para sua vida, Kelsey se vê sem esperanças e sem motivação para nada, tenta imergir nos estudos, tenta se relacionar com outras pessoas, mas nada consegue aplacar seu sentimento pelo tigre branco e ela não suporta a saudade que sente dele.
         Quando acha que vai conseguir finalmente se estabilizar com seu professor de wushu Li, Ren aparece novamente na vida dela e lhe mostra que Kelsey nunca vai conseguir amar outra pessoa além dele e que ele não quer mais ninguém senão ela. Tudo parecia ir bem quando Lokesh descobre a localização dos dois e Kishan vem para o Oregon tentar supervisionar, mas os três são emboscados e Ren é levado pelos homens do vilão. Kelsey descobre que tem um poder de raio, mas não é o bastante para impedir que seu tigre seja levado, Kishan a leva em segurança de volta à India e os dois ficam incumbidos de ir buscar o segundo presente da deusa Durga e assim encontrar uma pista que leve à Ren.
         Kishan e Kelsey vão ao encontro de Durga para pedir orientação e a deusa lhe dá novas armas necessárias na segunda missão e lhes guia pelo que terão de fazer (pela metade como sempre), o objeto que eles tem de encontrar dessa vez é um lenço divino. Kelsey e Kishan embarcam então em busca do mestre do oceano que vai lhes guiar até a terra mágica de Shangri-lá. Levam alguns dias até que eles finalmente se preparem para a busca e sobem o monte Everest. Kadam monta seu acampamento e Kelsey sobe na companhia de Kishan quando é atacada por um urso e fica gravemente ferida. Kishan consegue encontrar o portal para Shangri-lá e uma vez dentro Kelsey se cura, eles começam a busca pelo lenço passando inicialmente pela aldeia dos silvanos, criaturas mágicas que habitam a floresta conhecida como jardim do éden.
         Uma vez lá, para chegar ao lenço, os dois tem que enfrentar quatro provas: A prova das cabaças, dos morcegos, das sereias e dos pássaros para enfim conseguir os lenços. Durante a execução das provas, Kishan e Kelsey tem de enfrentar não apenas desafios físicos e emocionais, mas principalmente tem de aprender a trabalhar em equipe, lidar com os próprios sentimentos e enfrentar a si mesmos para conseguir ter êxito. Principalmente Kishan que deve desprender-se de sua culpa e de sua autocondenação a fim de alcançar Kelsey. Feita as tarefas, Kelsey tem uma visão com Lockesh e Ren, percebendo que este último está muito ferido e continua a ser brutalmente torturado pelo tirano sedento de poder. Kishan e Kelsey viajam o mais rápido que podem de volta para o acampamento do senhor Kadam e Kelsey mostra do que o lenço é capaz.
         O resgate de Ren acontece depois de muitos perigos em um forte indígena dentro de uma floresta isolada na Índia, onde eles tem a primeira batalha contra Lockesh. Ren é enfim resgatado e levado para casa, mas Kelsey percebe que há algo errado com seu tigre e logo descobre que ele não lembra quem ela é.


O que eu achei: O livro não muda muita coisa do primeiro, as provas são diferentes, mas com a diferença de um ou dois acréscimos é basicamente a garota e um tigre atrás de um artefato indiano divino. Eu achei isso muito diários de um vampiro, confesso que levei mais tempo do que deveria para terminar, aquela típica coisa da garota dividida entre o irmão “perfeito” e o irmão “perigoso e sexy” e por mais que ela ame o primeiro não consegue deixar de se envolver com o segundo, ambos apaixonados perdidamente por ela, e o fato de o livro terminar com Ren vítima de amnésia por causa do que eu creio ter sido obra de Durga, só alimenta ainda mais a ideia de que ela e Kishan vão se envolver ainda mais. Como Elena e Damon. No demais, eu gostei do livro, a série é realmente muito boa, mas eu vou dar uma pausa para ler outra coisa antes de começar A Viagem do Tigre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário