domingo, 18 de outubro de 2015

Seis Anos Depois - Harlan Coben

Informações:

Título Original: Six Years
Título no Brasil: Seis Anos Depois
Autor: Harlan Coben
Ano de Publicação: 2013
Gênero: Romance, Suspense, Mistério

Sinopse: Jake Fisher e Natalie Avery se conheceram no verão. Eles estavam em retiros diferentes, porém próximos um do outro. O dele era para escritores; o dela, para artistas. Eles se apaixonaram e, juntos, viveram os melhores meses de suas vidas. E foi por isso que Jake não entendeu quando Natalie decidiu romper com ele e se casar com Todd, um ex-namorado. No dia do casamento, ela pediu a Jake que os deixasse em paz e nunca mais voltasse a procurá-la.

Jake tentou esconder seu coração partido dedicando-se integralmente à carreira de professor universitário e assim manteve sua promessa... durante seis anos.

Ao ver o obituário de Todd, Jake não resiste e resolve se reaproximar de Natalie. No enterro, em vez de sua amada, encontra uma viúva diferente e logo descobre que o casamento de Natalie e Todd não passou de uma farsa.

Agora ele está decidido a ir atrás dela, esteja onde estiver, mas não imagina os perigos que envolvem procurar uma pessoa que não quer ser encontrada.

Em Seis Anos Depois Harlan Coben usa todo o seu talento para criar uma trama sensacional sobre um amor perdido e os segredos que ele esconde.

O que eu achei: Seis anos depois segue a mesma linha de Não Conte a Ninguém, vemos um professor universitário, Jake, que sofre ainda por Natalie, um amor de verão que casou-se com outro homem e pediu a Jake que saísse da sua vida e nunca mais lhe procurasse. Quando, seis anos depois, ele vê o anúncio do óbito do marido de Natalie decide que é hora de reencontrá-la e, talvez, dar uma segunda chance ao seu coração partido, mas ao chegar ao funeral, a família que encontra não é a de Natalie, pior, Jake acaba descobrindo que a mulher que ama simplesmente nunca existiu. Desesperado para descobrir o que está acontecendo, ele acaba se metendo em uma trama de intrigas envolvendo a máfia de Nova Iorque e passa a ser alvo de uma empresa clandestina que também procura pela sua namorada. Quanto mais busca respostas, mais as pessoas que ele ama correm perigo, mas Jake não pode desistir de Natalie, não quer desistir nem que para isso precise morrer ao lado dela. O que vemos em seis anos depois, que dizem ser a obra mais aclamada de Coben, é o mesmo parâmetro de Não Conte a Ninguém, em que um homem comum se vê no meio de uma confusão de intrigas e perigos para procurar a mulher que ama, e então, um cara até então comum e civilizado, torna-se um criminoso investigador e segue pistas para um mistério digno de Agatha Christie. O que muda, realmente, é o enredo, a situação é a mesma.
O que eu achei interessante nesse livro foi as questões filosóficas que ele levanta, como a questão de certo e errado que são totalmente arbitrárias, dependentes de um contexto que dita o seu comportamento; o conceito de assassinato que é desconstruído quando Jake, por defesa, acaba matando um homem e se depara com a questão de como se sentir diante daquilo, além do fato de mostrar que, independente do quão ruim seja uma pessoa, alguém sempre vai sentir sua perda. E essas questões eu achei muito válidas e foram os pilares que sustentaram a história e fizeram com que ela tivesse uma profundidade além do simples suspense e ação constantes. Eu não li mais livros de Coben além de Não Conte a Ninguém, que eu adorei, por sinal, então só posso comparar Seis anos depois com ele. De qualquer forma, para os amantes de um bom suspense esse livro é realmente indicado dando a certeza de uma história tensa, cheia de mistérios que se interligam, além de equilibrar com um romance muito bem construído e tratar de questões humanas e até polêmicas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário