quinta-feira, 20 de março de 2014

Entenda a Letra: Lost - Within temptation

Oie gente! Como eu disse, eu to bem ocupada esses dias, por causa disso é que eu ando sumida, mas como estou completamente sem sono hoje, to trazendo a música da semana pra vocês. Espero que gostem.

Perdida

Minha esperança está em chamas,
os meus sonhos estão à venda
Eu danço num fio, mas não quero deixá-la
A primeira coisa que você tem que saber de Lost, é que o eu lírico não fala de outra pessoa, ela se refere a ela mesma. É ela que está perdida, é ela que tenta se salvar. Bem, explicado isso, vamos começar. A música reflete, de maneira poética e sombria, uma pessoa que está na beira do próprio limite. A esperança em chamas reflete o desespero no qual ela está imersa, os sonhos à venda porque ela ha muito já desistiu de qualquer possibilidade de concretizá-los. Ela está por um fio, e mesmo assim agarra-se a chance de salvar a si mesma.
-Ponte-
Eu caminho contra a corrente,
luto por aquilo em que acredito
Eu corro para o fim, tentando não desistir
Sabe quando você tenta de todas as maneiras "seguir em frente" mesmo quando seu coração e seu corpo parecem estar partidos em milhões de pedaços? Quando você simplesmente não se reconhece mais? Você tenta não desistir, tenta ir até o final do que se propôs mesmo que cada segundo que passe fique mais difícil e pareça mais impossível chegar lá. É um pouco contraditorio da estrofe anterior, mas estamos falando de uma pessoa em conflito. E ela corre contra o tempo para não desistir de si mesma.
- Refrão -
Ela está perdida na escuridão, desaparecendo
Eu ainda estou aqui, gritando seu nome
Ela está assombrando o meu mundo de sonhos,
tentando sobreviver
Meu coração está congelado,
eu estou perdendo a razão
Me ajude, eu estou enterrada viva
Enterrada viva
Você já se sentiu assim? Perdido dentro de você mesmo? É uma das piores sensações imagináveis. O eu lírico dessa música tenta tão desesperadamente libertar a si mesma do seu suplício interno que acaba enterrando-se ainda mais nele. Nesse ponto da música a gente vê que ela chegou a tal ponto da dor que não consegue sentir mais nada, dai o coração congelado, o seu mundo queimado confunde-se com a realidade ainda mais trágica que a cerca. Ela clama por um socorro que não vem, que talvez não venha nunca. 
Estou queimando as pontes e não há retorno
Estou tentando alcançá-la, eu sinto que ela anseia
Torna-se um pouco confuso porque ela se refere a ela mesma como se fosse outra pessoa rsrs nos dois primeiros versos ela diz que está queimando as pontes, ou seja, desistindo e destruindo qualquer chance que tenha de se salvar, ela está decaindo. Ela tenta se acalçar, elevar a si mesma do poço no qual está, mas não consegue. Algo que poderia ilustrar bem o que ela sente é basicamente isso: Ela está morrendo viva.
[Ponte]

[refrão]

Eu estou tentando reanimar o que já se afogou
Eles pensam que eu sou uma tola que não consegue perceber
A esperança joga um estranho jogo com a mente
Porque eu achava que o amor atava-se a ferida
Não posso reviver o que já se afogou
Ela não vai voltar
Nesse ponto da música ela descobre que não adianta mais lutar contra o que já está feito, ela se perdeu, ela morreu dentro de si mesma e encarar isso não é tão fácil quanto desistir depois de ter, de certa forma, lutado contra. Os dois versos do meio nos fazem pensar se ela não teve uma perda muito grande além dela mesma. Por fim, ela conclui que não pode mais salvar-se, que ela nunca mais será como antes, ela desiste. Está morta por dentro, não há escapatória, não há mais salvação, acabou.
[refrão]

O motivo de eu ter escolhido essa música para ser a música da semana, e desculpem porque eu sei que os comentários não ficaram muito bons, mas são duas da manhã e eu não me sinto muito bem, foi porque eu estou me sentindo exatamente como ela, perdida em mim mesma e desistindo de tentar.

2 comentários:

  1. Eu sempre adorei essa música, mas nunca entendi ela. Eu achava que de fato fossem duas pessoas (o eu lirico e o "ela" a quem ele se dirige), ahah
    Aliás, é, estou meio sumida. Desculpa por isso, rs *se esconde*
    Wow, eu sabia que essa letra era triste, mas não tanto. No fim da letra, quando ela não consegue se salvar, eu me senti tipo... tipo como se o chão desabasse sob os pés, sabe? D:

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, a primeira impressão normalmente é essa. Mas eu aprendi a ler o que "não está escrito". Nem vou comentar isso, não quero te matar.
      É uma letra bem intensa... Bem... 'Pesada' de certo modo. Mas há pessoas que se sentem assim todo dia.

      Excluir