sábado, 12 de setembro de 2015

Sirenia, Xandria e Leave's Eyes - Novos álbuns

こんにちわ、 みなさん!

Então, hoje estou aqui para fazer um post que eu não faço ha um bom tempo: música. Sim, meus amigos, vamos falar de música. Recentemente (bom, talvez todos nem tanto) algumas das bandas que eu curto lançaram álbuns novos e eu como boa apaixonada por metal sinfônico que sou, não podia deixar de conferir os novos trabalhos dos meus ídolos e quero compartilhar o que eu achei aqui com vocês.

Leave's Eyes - King of Kings

Começando pelo álbum fodástico do Leave's Eyes, lançado recentemente, King of Kings vem cheio de poder viking, elementos celta, a voz gloriosa da Liv Kristine e todo o som pesado e poderoso do metal. Confesso que depois do Symphonies of The Night eu fiquei um pouco apreensiva com o próximo trabalho da banda, pois o álbum era tão absurdamente foda que eu achava muito difícil eles fazerem um álbum que superasse ou, pelo menos, ficasse no mesmo patamar musical, e eis que surge King of Kings provando que a banda pode, sim, surpreender ainda mais! É impossível eleger uma música desse cd como a melhor, porque ele é todo foda como seu antecessor. A faixa com participação da Simone Simons ficou apaixonante e viciante (replay eterno!). O Leave's Eyes ganhou de vez o meu coração desde o Symphonies of The Night e manteve seu lugar no meu celular com mais esse álbum maravilhoso e surpreendente que é o King of Kings. Desde o lançamento do vídeoclipe de Waking Eye eu já estava fervendo em expectativa por esse cd e não me decepcionei nem um pouco! Vale a pena sim!

Tracklist:

1. Sweven
2. King of Kings
3. Halvdan the Black
4. The Waking Eye
5. Feast of the Year
6. Vengeance Venom
7. Sacred Vow
8. Edge of Steel (feat. Simone Simons / EPICA)
9. Haraldskvæði
10. Blazing Waters (feat. Lindy-Fay Hella / WARDRUNA)
11. Swords in Rock
Bonustracks:
12. Spellbound
13. Trail of Blood

Xandria - Fire and Ashes

Outro álbum que ganhou vez no meu coração foi o novo EP do Xandria Fire and Ashes. Quando a Manuella Kraller entrou na banda, eu me apaixonei completamente pela voz potente dela e pelo estilo novo adotado pela banda, que era bem mais próximo do nightwish e do Epica que eu estava acostumada a ouvir. Não deu outra, virei fã. Na substituição dela pela Dianne não-sei-como-diacho-se-escreve-esse-sobrenome, minhas expectativas ficaram meio apreensivas, mas quando o cd destruidor Sacrificium foi lançado eu não tive dúvida que o Xandria entrou no cenário para ficar! A voz da Dianne é uma voz potente e, ao mesmo tempo, angelical e esse EP não foi diferente do seu antecessor, embora ela tenha usado mais a voz popular que a lírica, o cd não deixa por menos, as inéditas, os cover's e as regravações são de uma qualidade que não tem do que se reclamar, são apenas sete músicas que te fazem apaixonar ainda mais pela voz maravilhosa da Dianne.

Traklist:

1. "Voyage of the Fallen"  
2. "Unembraced"  
3. "In Remembrance"  
4. "I'd Do Anything for Love (But I Won't Do That)" (Meat Loaf cover)
5. "Ravenheart" (originally on Ravenheart, 2004)
6. "Now & Forever" (originally on India, 2005)
7. "Don't Say a Word" (Sonata Arctica cover)



Sirenia - The Seventh Life Path

Ao contrário dos outros dois álbuns mencionados, o novo cd do Sirenia não me pegou em nada. Da mesma forma que os últimos trabalhos inéditos do Nightwish e do Within Temptation, não curti tanto o novo álbum do Sirenia que, na minha opinião, não superou seu antecessor Perils of Deep Blue, não que a voz da Aylin tenha perdido a qualidade, ao contrário, mas achei que a pegada sinfônica tão presente no álbum anterior perdeu-se um pouco nesse novo trabalho, criei expectativas demais quando vi a capa do cd, mas essas expectativas não foram superadas quando ouvi o álbum e nem quando foi lançado o primeiro vídeo oficial dele, Once My Light, achei as músicas muito "mortas", e o som realmente não me convenceu muito. Dessa forma, penso que vai ser realmente difícil de superar a façanha suprema que conseguiram com o Perils of Deep Blue, que da nova cara da banda desde a entrada de Aylin, foi o melhor trabalho já feito.

Tracklist:

1. "Seti"  
2. "Serpent"    
3. "Once My Light" 
4. "Elixir" (featuring Joakim Næss)
5. "Sons Of The North"  
6. "Earendel"  
7. "Concealed Disdain"  
8. "Insania"    
9. "Contemptuous Quietus"    
10. "The Silver Eye"  
11. "Tragedienne"  
12. "Tragica" (Bonus Track)



Nenhum comentário:

Postar um comentário