segunda-feira, 11 de julho de 2016

Essa Garota - Colleen Hoover

Informações:
Título Original: This Girl
Série: Slammed #3
País de Origem: EUA
páginas: 336
Editora: Galera Record
Ano: 2014

Sinopse: O último volume da série Slammed continua e revisita a história de Will e Layken, cujo amor venceu os mais árduos obstáculos: proibições, impedimentos, ciúme, tragédia. Mas, depois de tudo isso, os dois, agora casados, começam a se sentir seguros do incrível sentimento que os une. Quando em sua lua de mel, Lake quer saber tudo sobre o marido, Will, reticente, desembaraça os nós da própria história. Revisitamos os bons e maus momentos. E aprendemos alguns fatos chocantes... O futuro de Will e Lake agora depende de como os dois lidarão com essas revelações...

E finalmente chego ao fim desta trilogia. Quando comprei Métrica imaginei toda uma história por trás só pelo título, mas não li por mais curiosa que estivesse, queria ter os três para poder começar. Tudo era promessa, frase de cama diferente de tudo que se vê por aí, as recomendações no skoob, eu imaginava haver sido minha melhor aquisição, e em certa parte eu estava só um pouco equivocada. A história não é de nenhum modo ruim e as doses de humor bem empregadas são um alento, mas não me surpreendi em nenhum momento com nada. No entanto, revisitar os momentos de Métrica em Essa Garota através dos olhos de Will me deu uma perspectiva diferente da história e percebi que não era do livro que eu não gostava, era de Layken. Pausa e Essa Garota, ambos narrados por Will, tornaram a história um pouco mais amena, mais leve, de um jeito que soa mais gostoso de ler, que causa aquela afliçãozinha boa que você quer logo saber o que vem na outra página. Foi com Layken que eu não simpatizei e ainda não descobri exatamente qual aspecto dela eu desgosto tanto.
No livro que fecha a trilogia Slammed, Will e Lake estão em lua de mel, aproveitando cada minuto dela para fazer o que uma lua de mel pede para que se faça. Nove vezes depois, quando param para comer e recuperar a energia, Lake pede que ele comente sobre o passado e assim vamos revisitando cada momento do livro 1 através da perspectiva de Will, compreendendo os pensamentos e princípios que nortearam suas atitudes e o levaram a tomar as decisões que tornaram tão árduo o caminho dos dois, além de termos uma visão mais ampla de coisas que Lake não percebia e/ou sabia. Enquanto o livro oscila entre o passado e as reações que as revelações de Will vão surtindo na esposa no presente, vamos compreendendo melhor a relação dos dois.
Concluo que sim, eu gostei do livro, foi uma experiência muito positiva embora ele não seja nada diferente dos outros romances que já li, comparado com as temáticas de outros livros e série essa trilogia não é diferente, é apenas especial ao seu próprio modo. Will é um narrador mais espontâneo e a gente se apega aos seu problemas e fica imaginando o que faria no lugar dele, o que teria feito em uma ou outra situação do seu passado. Não consigo pensar em uma forma melhor de encerrar a história desse casal do que essa, o desfecho foi triunfal realmente embora eu meio que tivesse conseguido descobrir o que aconteceria no fim antes de lê-lo (porque, né? Nove vezes em menos de 24h não tinha como ser diferente). Se valeu a pena ler a trilogia, sim, valeu, foi uma experiência nova, vista sob um ângulo novo e contou situações que eu tinha visto antes em uma nova perspectiva. Foi um aprendizado.
Se você curte histórias meio tragicomédias que envolvem conflitos familiares e tem uma dose de humor negro, certamente vai adorar a série Slammed, em uma média geral, eu classifico os três livros com 8,5 se quer ter uma base de similaridade é mais ou menos o que eu disse da primeira vez, uma mistura básica de Pretty Little Liars (diz-se Aria e o professor) com uma dose de A Culpa é das estrelas e o toque Disney de amor à primeira vista. Mas a série vai um pouco além, trazendo o amadurecimento de dois jovens, tanto na vida amorosa quanto familiar, o modo como lidamos com a perda de uma forma até bem realista, e como nossas escolhas podem definir o resto de nossas vidas, para o bem ou para o mal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário