quarta-feira, 28 de maio de 2014

A Mediadora - Assombrado Vol. 05: Meg Cabot

Eae blogueiros, finalmente me livrei do trabalho de literatura, agora só preciso cuidar de um de inglês pra sexta e outro de psicologia pra segunda. Confesso que estou altamente estressada e deprimida. Vontade de mandar tudo isso pro inferno!
Hoje eu concluí o quinto livro da série A Mediadora e vou trazendo pra vocês o mínimo que eu posso de uma resenha que não dê spoilers do livro que por sinal é minúsculo.

A Mediadora – Assombrado vol. 05

A bola da vez passa para Paul Slater, o sinistro irmão de Jack, de quem Suzannah cuidou no verão em Pemble Beatch. O garoto que assombrava seus pesadelos desde que ela ficara presa no mundo das sombras por causa dele e, por pouco, não morreu. Agora, Paul estava matriculado na Academia da Missão e para inferno de Suzannah, mais disposto que tudo a ficar com ela. Obcecado.
Enquanto isso, depois do beijo trocado em A Hora mais Sombria, as coisas entre ela e Jesse não vão muito bem, ele parece cada vez mais distante e indiferente. Suzannah começa a acreditar que realmente Jesse não corresponde aos seus sentimentos e isso ajuda para que ela caia lentamente na armadilha de Paul, que mesmo que saiba dos sentimentos dela pelo fantasma, está disposto a qualquer coisa para conseguir Suzannah e aproveita para fisgá-la através de sua curiosidade sobre os mediadores.
Aparece então Craig, um fantasma inconformado e irmão morto de um amigo de Jake (soneca), colocando para Suzannah ainda a difícil missão de convencê-lo a passar para a outra vida e deixar o irmão Neil em paz. O que não é assim tão simples. Em meio a todos os seus vai e vens com Paul, a pressão colocada pelos pais e o sentimento de solidão que lhe aflige com relação a Jesse, Suzannah se vê definhando. Quando, na festa de Brad (dunga) um desentendimento entre Paul e Jesse acaba transportando Suzannah novamente ao mundo das sombras onde ela se “livra” de Craig, e arruma um novo problema com Paul. Mas o que Suzannah fará para lidar com seu coração partido?


Assombrado foi meio chato, eu confesso. Fiquei muito irritada com Suzannah, mesmo sabendo que ela é só uma adolescente de 16 anos é irritante que ela aja como uma criança na maior parte do tempo principalmente com relação a Jesse de quem ela esconde as coisas e é o que me deixou mais furiosa, tudo bem que ela tema o que ele aparentemente não sente, mas isso não quer dizer que ela precise ser desonesta com ele. A história não me surpreendeu muito, mas eu gostei no fim das contas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário