segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Notícias de uma blogueira meio foragida

Oi blogueiros, decidi fazer esse post para dar notícias do que anda acontecendo nesses últimos dias e semanas em que eu só tenho postado sobre os livros que tenho lido e, esporadicamente, sobre músicas. Tomar a decisão de restringir o blog a um conteúdo mais relacionado aos meus gostos e criar um diário foi mais ou menos uma boa decisão, eu até gostava de dividir com vocês o que acontecia comigo durante o dia, mas com o passar do tempo as coisas foram ficando complicadas e eu tenho tido menos tempo, isso porque sempre vou dormir muito tarde, seja lendo, estudando ou escrevendo e acordo mais tarde ainda tornando meu dia menor. Já tinha dito a vocês que eu sou absurdamente desorganizada e isso é uma verdade incontestável.
Hoje (23) é feriado aqui onde eu moro. Dia da Padroeira da cidade, N.Senhora do Livramento. Por essa razão é quase uma da manhã e eu estou escrevendo isso sem preocupação de ter de ir para a prática daqui a sete horas. Sim, as práticas da faculdade já começaram (iupi!), conseguem imaginar o quão feliz eu estou? Acordar seis e meia da manhã é o sonho da minha vida! Principalmente quando eu sou incapaz de dormir antes de duas da manhã. Para completar, mandei meus óculos para a ótica ontem e tenho certeza de que o grau veio errado, porque quando coloquei-os fiquei mais cega do que sem eles! Se é verdade que o olho tem pressão, o meu olho esquerdo sofreu um pré-infarto. Ou eles colocaram o grau bem errado na lente ou a médica que eu consultei não entendeu quando eu disse que não via quase nada com o olho esquerdo. Resultado: minha irmã fez um ajeitado com as lentes antigas em uma armação antiga minha e eu estou usando isso até conseguir falar com a oculista - que é mais difícil que conseguir audiência com o Papa ou com Obama! - e ver o que deu errado nos meus óculos para, ou poder consertar, ou fazer um novo exame. Espero que isso não demore muito. Até lá, graças a minha irmã eu não estou de castigo sem ler ou escrever. Porque sem os óculos eu não posso usar o computador de jeito nenhum, muito menos ler, é um esforço que eu definitivamente não devo fazer.
De resto, não tem acontecido muita coisa na minha vida, ela tem se resumido a ler, e graças a Deus eu tenho lido o máximo que o meu tempo me permite, escrever Conto de Falhas, que está muito legal a cada capítulo novo, e ansiar cada vez mais com o livro da Editora Multifoco, cujo prazo da entrega digital de prova acaba hoje. Espero que tudo dê certo, mas confesso para vocês que estou tentando não me manter muito otimista, como disse Millôr Fernandes: "Encare a vida como um pessimista. Ele é feliz quando acerta e quando erra." não há como refutar essa afirmação. A faculdade anda de mal a pior como sempre, cada período que passa eu fico mais e mais maluca, acho que no passo que vai daqui para o oitavo período eu vou parar num hospício, no mínimo. A única coisa boa de lá é João Paulo, Sandy e Claudimary com quem eu fico sempre que dá pra escapar das aulas muitíssimo "interessantes", tipo quando eu começo a dormir ou algo parecido. Também estou muito viciada nas músicas da Leona Lewis, é o que eu tenho ouvido há umas duas semanas sem pausas, a mulher é maravilhosa e ponto. Já comecei a ler o livro da próxima resenha, que vai ser a série 16 Luas. Já estou em cem páginas do primeiro livro e devo dizer, é incrível. Estou amando. E não tem nada a ver com o flme (pra variar, né?). Não garanto que vá conseguir terminá-lo daqui para o domingo, porque como eu disse, além dessa história dos meus óculos a semana de provas está aí. Mas vou me esforçar um pouco mais.
É isso blogueiros, a vida não tem mudado muito... Ando preocupada e meio triste como sempre. Nenhuma novidade impactante. Espero que vocês estejam bem. Logo volto com mais uma resenha por ai.

Beijinhos!

The Lost Girl.

Nenhum comentário:

Postar um comentário