segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Príncipe Mecânico - Cassandra Clare

Titulo Original: Clockwork Prince
Data da primeira publicação: 6 de dezembro de 2011
Autora: Cassandra Clare
Precedido por: Anjo Mecânico
Seguido por: Princesa Mecânica
Editora: Simon & Schuster (EUA) Record (BR)
Série: Peças Infernais #2

Sinopse: Tessa Gray não está sonhando. Nada do que aconteceu desde que saiu de Nova York para Londres – ser sequestrada pelas Irmãs Sombrias, perseguida por um exército mecânico, ser traída pelo próprio irmão e se apaixonar pela pessoa errada – foi fruto de sua imaginação. Mas talvez Tessa Gray, como ela mesma se reconhece, nem sequer exista. O Magistrado garante que ela não passa de uma invenção. Para entender o próprio passado e ter alguma chance de projetar seu futuro, primeiro Tessa precisa entender quem criou Axel Mortmain, também conhecido como Príncipe Mecânico.

Após o confronto com Mortman e a traição de Nate, Tessa não via perspectivas para seu futuro, não tinha mais família, não tinha para onde ir e, o que mais lhe machucava, não tinha esperanças com Will. Ele deixara bem claro que não havia futuro entre caçadores de sombras e membros do submundo, lhe tratara de maneira dura, até cruel, desprezando seus sentimentos. E agora que finalmente podia ficar, se tivesse como escolher, iria embora.  Seu único consolo era Jem, não podia ter encontrado um conforto maior que na inteligência e pacificidade de James Carstairs, ele lhe deixava à vontade e fazia com que Tessa esquecesse seu coração ferido, a proximidade com Jem começa a mexer com seus sentimentos ao ponto de não saber mais se é realmente apenas amizade que sente. Os dias no Instituto se tornam sombrios sob a ameaça de Mortman e ainda quando o famigerado Benedict Lightwood questiona a direção de Charlotte e decide reivindicar o Instituto colocando todos contra a parede com um prazo curtíssimo para localizar o magistrado que parece estar sempre um passo à frente e ter olhos em todos os lugares. Quando descobrem a única pista de sua localização, Jem, Tessa e Will vão para York e descobrem que a família de Will está sob o poder de Mortman, abalado, Will passa dias longe do instituto para desespero de Tessa, além disso ela ainda é obrigada a se submeter a treinamento com Gabriel e Gideon Lightwood, filhos de Benedict. 
Magnus pede ajuda a Tessa em segredo dizendo que Will pode estar em perigo, sem saber o que fazer ela recorre a Jem e os dois acabam descobrindo o paradeiro de Will e uma descoberta ainda mais assustadora sobre o magistrado. Jem e Tessa, mais próximos do que nunca, acabam se envolvendo em um momento que pode mudar o destino dos dois. Sophie descobre que Jessamine é uma informante de Nate, Will e Tessa vão atrás deles com Tessa disfarçada de Jessamine e ela acaba descobrindo um pouco mais sobre sua origem, parte dos planos de Mortman e a relação dele com Benedict Lightwood. Por mais extraordinário que possa ser, Nate diz a Tessa que a mãe dela era uma caçadora de sombras e, de modo incompreensível, apesar dos filhos entre demônios e caçadores de sombras serem natimortos, ela sobreviveu e isso de alguma forma está ligado ao magistrado.
Dividida entre Jem e Will, Tessa precisará tomar uma decisão importante e precisará descobrir a força de caçador de sombras em suas veias para conseguir sobreviver ao caos lançado sobre seu destino.
Como era de se esperar, Príncipe Mecânico é tão ou mais encantador, intenso e hilário que seu antecessor, impossível não vibrar com as emoções, a magia e a humanidade dos personagens de Clare. Este livro, em especial, reforçou meu encantamento já enorme pela por James Carstairs, ainda que eu adore Will e sua vibração e energia, Jem é meu queridinho. Fiquei um pouco em dúvida e até meio irritada com Tessa por passar a impressão de que só está com Jem porque Will não se decidiu a tempo e ela não quer magoá-lo, mesmo que a cena entre os dois contrarie um pouco isso. E como eu sei que ela acaba com Will (obrigada por isso, Cassandra Jean!), temo que Jem possa morrer no próximo livro, afinal, estamos falando de Cassandra Clare. O livro dá continuação a explicações abertas em Anjo mecânico e deixa brecha para um desfecho cheio de revelações, sacrifícios, surpresa e ao que parece um banho feio de sangue no último livro! As peças infernais só reforçam nosso amor por essa saga maravilhosa, esse mundo incrível e desperta ainda mais nossa alma caçadora de sombras, para mim, a melhor saga escrita até hoje!

Nenhum comentário:

Postar um comentário