sábado, 9 de março de 2019

[Livro] Filme Noturno

Título Original: Night Film
Autor: Marisha Pessl
Ano: 2013
Páginas: 622
Gêneros: Suspense, Mistério, Terror, Roman noir, Romance psicológico, Literatura experimental

Sinopse: Em uma noite fria de outono, Ashley Cordova é encontrada morta em um armazém abandonado em Manhattan. Embora a polícia suspeite de suicídio, o jornalista Scott McGrath acredita que exista algo mais por trás dessa história. Seu interesse pelo caso não é gratuito - Ashley é filha do famoso e recluso diretor de filmes de terror Stanislas Cordova, um homem que não é visto em público há mais de trinta anos e que, no passado, teve um papel trágico na vida de McGrath. Impulsionado por vingança, curiosidade e necessidade de descobrir a verdade, o jornalista é atraído para o horripilante e hipnótico mundo de Stanislas. Da última vez que chegou perto do cineasta, McGrath perdeu o casamento e a carreira. Dessa vez, pode acabar perdendo muito mais.

"O fato de as pessoas atualmente não aprenderem, serem fracas, medíocres, tão apáticas quanto a esse presente da vida como se tudo não passasse de um mero comercial da Pepsi; não o culpo por se recolher. Você tem visto o mundo atualmente, McGrath? A crueldade, a falta de vínculos? Se você é artista, estou certo de que não pode deixar de pensar para que serve tudo isso. Estamos vivendo mais, estabelecendo laços sociais com as nossas telas, e nosso poço de sentimento fica mais raso. Logo não passaremos de uma piscina formada pela maré, depois um dedal de água e então uma microgota." (Filme Noturno, p. 71)

Me interessei para ler Filme Noturno por causa da chuva de recomendações que o livro tem e não é nada atoa. Na história nós conhecemos o jornalista investigativo Scott McGrath, um homem cujo trabalho está praticamente acabado por causa de um comentário infame sobre um prestigiado diretor de cinema chamado Stanislas Cordova. Isso não lhe rendeu apenas a perda do emprego, mas do casamento e da sua filha Sam que ele só vê em fins de semana programados.

Contudo, a vida está prestes a presentear Scott com uma oportunidade quando a filha de Cordova, Ashley, aparece morta em um galpão aparentemente suicídio embora o jornalista se recuse a acreditar nisso e suspeita que a jovem foi assassinada. Em especial porque, noites antes, Ashley apareceu para ele como um fantasma. Descobrir a verdade sobre a morte da garota prodígio lhe daria a chance de cavar o passado de Cordova e obter de volta a confiança do público que perdeu.

Enquanto usa todos os meios para descobrir os últimos passos de Ashley Cordova, entram no seu caminho Nora, uma garota praticamente sem teto que sonha ser atriz, e Hoper, um garoto problemático que, aparentemente, tem alguma relação com ela, mas se recusa a dar detalhes. Porém, quanto mais avança na investigação com os dois jovens à tiracolo, mais a corda de Stanislas aperta em volta do seu pescoço. Como um carrasco fantasma, o misterioso diretor de filmes de terror parece perseguir e assombrar o jornalista.

Viajando pelos últimos dias da garota, as possibilidades a respeito de Ashley enveredam por caminhos sombrios, envolvendo ocultismo, cultos satânicos, maldições e até mesmo sacrifício humano. Seria possível? O mundo obscuro de Cordova leva Scott a mergulhar em seus filmes e, aos poucos, deixar para trás sua sanidade. O jornalista fica de tal modo obcecado com sua matéria que atravessa o mundo da ficção criada pelo diretor, o ceticismo que outrora guiava seus passos e a realidade que conhecia. Mas em meio a essa jornada, Scott corre o risco de perder muito mais que apenas a razão para conseguir respostas à matéria da sua vida e mesmo apesar disso ele está mais que disposto a ir até o fim.

Eu juro que não sei como falar desse livro. Nada do que eu diga vai chegar nos pés da experiência de lê-lo. Tudo é montado de uma forma tão real que a gente chega a esquecer que é um livro e começa a imergir no filme noturno de Cordova no qual Scott é preso pelas ruas sombrias e sujas de Nova Iorque. A diagramação também é um aditivo que corrobora com tudo isso, foi magistral a concepção da arte desse livro, os documentos e os detalhes tão minimamente planejados influenciam nossa mente a crer que aquela história é real e, vez ou outra, você se pega no google pesquisando coisas que não existem na realidade. O mérito também vai para o poder criativo de Pessl, Cordova foi concebido de tla modo que é impossível não acreditar que ele era apenas fictício, li poucos livros que me puxaram dessa forma para dentro da história.

Se posso dizer algo sobre Filme Noturno é: leia. Apenas adentrando o mundo real de Pessl você vai conseguir entender os limites da criação e a manipulação da realidade de forma tão magistral. Está, com certeza, na lista dos melhores livros que já li. Mais que recomendado. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário