sábado, 7 de dezembro de 2013

Days Passing

Eu não fui feita para fazer compras! Saí sexta com a minha mãe e irmã para comprar umas "coisinhas" para o casamento de uma prima. Casamento esse que eu nem planejava ir! Mas como diz a minha mãe é uma oportunidade - raríssima - de sair de casa com o meu pai, embora eu não acredite mesmo que isso vá mudar alguma coisa. Meu pai é o tipo de pessoa que parece um pouco comigo - bem pouco - ele prefere evitar festas e tumultos e é nisso que nos parecemos. Voltando às compras, saímos às 10 da manhã e voltamos às 17 h da tarde! e três horas dessas foram gastas no banco! Tudo para fazer a senha da conta da minha irmã, fala sério! Bancos definitivamente foram criação do inferno, ou melhor burocracia é uma criação do inferno! Eu cheguei em casa quase sem sentir as minhas pernas e por pouco não comi um búfalo! Ainda nesse mesmo dia, decidi ir para a escola com a minha irmã - nem me perguntem de onde eu tirei coragem para isso blogueiros! - ela tinha aula de espanhol e eu estava interessada em ver, já que não tinha aula na faculdade. No fim das contas quase que eu dei aula no lugar da professora, porque por alguma razão torpe ela acreditava mesmo que eu dominava qualquer idioma! Por Deus! Eu estudei espanhol sozinha na sétima série com um livro ridículo que mal me ensinou os pronomes, tudo porque eu queria falar algo que não fosse português e o meu professor de Inglês nem sabia o verbo to be! Ok, eu canto em sete idiomas, CANTO, isso não faz de mim poliglota e nem quer dizer que eu sou fluente em todos eles. Mas acabou que não teve aula, não sei exatamente se para minha sorte ou azar. A saída foi legal, fomos tirar umas fotos de um novo projeto meu e passamos pela praça da cidade que está toda decorada para o natal, a minha irmã é uma excelente fotógrafa, se eu quero e preciso de algo bem feito ela PODE e faz. Comemos Churros, foi a minha estréia, nunca tinha provado, e ela acabou me comprando dois um recheado com chocolate e o outro com doce de leite, o segundo venceu no meu gosto! Também comemos coxinha que é o salgado favorito dela.
Hoje (sábado) o dia correu como de costume. Acordei meio tarde, com a casa toda para arrumar e o almoço por fazer. A minha sorte é que a minha irmã se dispôs a arrumar a casa e me deixou de cozinheira - claro, sempre supervisionando para eu não incendiar a casa. - eu não cozinho mal, sério. Mas realmente não devo me arriscar a isso. Eu nem preciso dizer que a minha irmã cozinha divinamente não é? TUDO em absoluto que ela faz é melhor que eu, literalmente falando, eu sou uma imprestável. Tudo que eu faço é ler e escrever. Só. Minha vida se resume apenas a isso e estudar. E mesmo assim ainda sou uma completa estúpida, burra e loira como manda o figurino. De resto, passei a tarde revendo filmes que eu adorava, como De Justin para Kelly e High School Musical, fiquei morrendo de dor de cabeça e não saí do quarto para jantar (minha mãe também não chamou.).
A minha semana de prova começa na segunda, não que eu vá ter todas as provas, vou ter as piores delas, mas não todas. Mesmo assim não consegui estudar nada, nem li e nem escrevi mais. Eu ando meio que em um estado de torpor. As coisas passam, acontecem e eu fico apática. Não tenho a mínima vontade de fazer nada, nada além de dormir. Eu sei que é bem idiota, mas eu queria ficar em coma por uns três meses. Descansar um pouco dessa realidade tosca e dessas pessoas frias, principalmente da faculdade. Eu acho um tremendo cinismo eles passarem o ano inteiro tentando puxar o meu tapete, falando nas minhas costas, me humilhando descaradamente e no fim do ano me convidarem para amigo secreto e confraternização. Pelos céus, como eu vou participar de um amigo secreto se eu não sou amiga de ninguém ali dentro?! E confraternizar o que? As risadas e cochichos que eles davam quando eu estava apresentando trabalho? Os insultos que eles falavam quando eu estava fora da sala? As piadas sem graça e indiretas que lançavam pra mim? Os dedinhos apontados e caras viradas porque eu tirei tal nota em tal matéria, fiquei em tal lugar no vestibular, apresentei tal trabalho de tal jeito? Não, eu não sou hipócrita, não tenho nada que confraternizar com essas pessoas e nem tenho a cara de pau tão grande de tirar um deles no "amigo" secreto e falar um monte de mentiras que a ética obriga. Meu caráter vai além disso.
Estou demorando mais que o previsto para terminar A menina que roubava livros e isso está me chateando muito! Também não consegui mais escrever uma só linha... Meu cérebro simplesmente entrou em modo de espera... A coisa ta apertando. Bom, é melhor eu ir ficando por aqui... Queria finalizar o post com um agradecimento e boas vindas à Uma Menina que começou a acompanhar o Book Of Days... Agora eu sei que realmente alguém lê esse blog fora a Roberta Machado rs. Obrigada anja e bem vinda sempre!

Até mais blogueiros! Logo trago notícias.

3 comentários:

  1. Que dia hein! Boas provas o/ Não precisa agradecer, sério. Obrigada mais uma vez!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada anja! De verdade! Você é absurdamente fofa!

      Excluir
    2. Por nada, não precisa agradecer ³! Oi? Fofa? (Sqn) Tô longe de ser uma menina fofa .-.

      Excluir