segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

Dia QUASE perfeito

Fazia muito tempo que minha irmã, eu e minha mãe não saíamos juntas, e hoje nós fomos fazer as compras de supermercado. Foi não só altamente divertido, como fez eu me sentir muito bem, com a chegada das festividades de natal e ano novo, que nós já fazemos planos, tivemos um gostinho a mais nesse tempo juntas e um gasto a mais também. Por um lado, tem sido bom desde que a minha irmã saiu do seu trabalho semi-escravo, ela tem estado mais relaxada e nós temos passado mais tempo juntas e confesso que eu sentia muita falta disso, agora que a minha mãe está de férias do trabalho o mês de Dezembro está sendo consideravelmente bom. E o meu dia hoje tinha tudo para ser ótimo, não fosse algo que me deixou profundamente chateada.
Finalmente consegui do meu pai dinheiro para comprar um livro, ao longo da minha vida ele me deu apenas 03 livros: O morro dos ventos uivantes (por livre e espontânea pressão), O Teorema Katherine (Por livre e espontânea súplica: minha.), Romeu Imortal (Depois de reclamar meia hora da situação apertada) e quando finalmente ele ia me dar A Culpa é das Estrelas por livre e espontânea vontade sem pestanejar e nem ao menos criticar nada, o livro tava esgotado nas lojas americanas da minha cidade, na livraria (única) que tem aqui, e não tinha em nenhuma banca de revista. Eu juro que fiquei a beira das lágrimas hoje! E ainda vem a minha mãe reclamando que eu tenho livros demais! Isso é um absurdo! Nunca se tem livros demais e eu só tenho 78 livros U_U' como ela ousa dizer que eu tenho livros demais?! Depois de escrever, o único prazer real que eu tenho é ler... Ela não pode querer começar a dosar isso ou me impedir de comprar livros. Fora esse episódio, posso dizer que tive um dia muito bom. Quase chegou a ser o dia perfeito... Bem perto. Mas novamente, essa cidade escrota e atrasada conseguiu estragar isso. Espera, não é? É sempre isso que me resta.

4 comentários:

  1. "Mas novamente, essa cidade escrota e atrasada conseguiu estragar isso. Espera, não é? É sempre isso que me resta." Meu Deus, você não está em uma cidade atrasada! Sério, se eu estivesse em seu lugar já me daria por feliz... ao menos existir uma loja da Americanas na cidade onde você mora. Eu moro eu fim de mundo pior que o seu, onde moro nem uma banca de revista decente existe, só tem uma e mesmo assim e do tamanho de um ovo e livro é quase zero, só traqueira velha. Ah e também não temos livraria, viu só? Essa cidade onde você mora e bem mais avançada que esse fim de mundo onde moro!
    Descobrir teu blog a pouco tempo, acompanharei. :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Misericórdia anja, onde é que você mora???
      Olá! Seja bem vinda! Seu apelido me remete inúmeras lembranças... A maioria bem tristes. Estou feliz em ter mais alguém lendo meu blog, obrigada flor!

      Excluir
  2. Ah, moro em uma "cidade" horrorosa, no interior de Alagoas (tenho vergonha desse Estado)... Um dia ainda irei embora desse fim de mundo. Obrigada! Bom, nem vou comentar sobre esse apelidio... E não precisa agradecer, ler seu blog está sendo muito proveitoso, eu que agradeço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem, então espero que eu consiga fazer isso assim como você viu! É muito bom conhecer alguém como eu!
      É legal ouvir isso, pensei que eu e a minha melhor amiga éramos as únicas pessoas que liam '-' te agradeço demais anja! Bom saber que ele serve pra alguma coisa rsrsrs super beijo e volte sempre :D

      Excluir