terça-feira, 28 de julho de 2015

Noiva Desafiadora - Joanna Fulford

Informações:

Título Original: The Viking's Defiant Bride
Título no Brasil: Noiva Desafiadora
Autor: Joanna Fulford
Ano: 2014
Gênero: Histórico, Romance
Páginas: 288

Sinopse: A grande batalha!

Bela e corajosa, lady Elgiva é um prêmio tão precioso quanto as terras que o poderoso viking Earl Wulfrum acabara de conquistar. Ele levará Elgiva para casa e a tomará como esposa, mesmo que contra a vontade dela. Wulfrum é um guerreiro lendário, mas dominar o coração de sua mulher será a maior batalha de sua vida. Entretanto, a forma como Elgiva reage aos seus toques indica que ela talvez esteja escondendo algo que apenas poderá ser descoberto na noite de núpcias…

O que eu achei: Elgiva perdeu tudo quando o irmão morreu em um acidente na caçada e a deixou sozinha com uma propriedade enorme e dois sobrinhos pequenos para cuidar. Vendo-se sem saída, ela tem de aceitar o pedido de casamento de Conde Alwyn, mesmo sem amá-lo, mas quando o castelo é atacado pelos vikings, vindos à Nortúmbria para vingar a morte de seu líder, ela se vê nas garras de lorde Wulfrum, um viking que esbanja poder, mas esconde dentro de si uma alma justa e uma história difícil. Como os seus perderam a batalha contra os nórdicos ela é forçada a casar com Wulfrum, agora dono do seu castelo e das suas terras, assim como do seu povo. Elgiva não consegue esconder o ódio que sente por ele, ao mesmo tempo em que não consegue entender a gentileza de Wulfrum para com ela, ele parece divertir-se com sua relutância e seu afinco em resistir a ele, e não a força em nenhum momento a ser dele, mesmo desejando-a como um louco. Aos poucos, Elgiva acaba percebendo que o homem que a forçou a se casar é muito mais que uma fria parede de músculos sedenta por sangue, mas um homem ávido por carinho, com um coração bom e apaixonado sinceramente por ela.
O clima do livro é bem antigo mesmo e achei tanto a cultura viking quanto a época bem retratados, a história de Elgiva e Wulfrum é muito fofa e, como em todo livro que eu leio desse tipo de autora, sempre rola aquele orgulho e aquele medo de falar que atrapalham a relação em metade da história. Há cenas de revirar o estômago bem características da violência viking, eu fiquei um pouco irritada com a indecisão dela e, até mesmo deslealdade, com os próprios sentimentos e em relação aos rebeldes, entendia o dilema de ser parte de um povo e "submetida" a outro, mas ela sabia que o marido não era um homem ruim e poderia ter evitado muitas coisas ruins se tivesse sido honesta desde o início. As partes de tensão foram muito boas e até mesmo a safadeza característica desses livros, para uma história de época, foi muito bem escrita sem nenhuma extravagância.Sensual, tenso, fofo e forte nos pontos certos, valeu muito a pena ter lido! Cinco estrelinhas!!!

Oooi, meu povo!
Desculpem a demora com a resenha, agora tenho que me empenhar para fazer tudo de dia, ler, escrever, estudar, já que eu tenho hora para dormir... Então, estou me organizando ainda para manter uma rotina que seja suficiente e abranja tudo. E sou horrível com isso! Já vou começar a ler outro livro! Desculpem mesmo. Ainda não concluí nenhum outro dorama, então vou trazer o Anime-Se com um dos animes que concluí recentemente. Obrigada por continuarem acompanhando o blog e desculpem mesmo o sumiçozinho.
Amo vocês!

Nenhum comentário:

Postar um comentário