domingo, 2 de agosto de 2015

25 Fatos (Especial Aniversário)

Bom, como alguns de vocês deve saber, dia 31 foi meu aniversário e eu completei 25 anos (uma velha!). Então, como eu não gravo mas vídeos para o canal e essas coisas, decidi fazer escrevendo mesmo um desses posts de N coisas sobre mim, como vocês me conhecem bem pra caramba, vou usar a idade que completei e contar 25 fatos sobre minha nada interessante pessoa. Escolhi 25 fatos bem óbvios, mas que talvez alguns não saibam. Então, vamos lá:

1. Eu sou uma bagunça. - Sério, se você encontrar alguém mais desorganizada que eu mate porque não é gente! Eu sou incapaz de seguir uma rotina, de arrumar meu quarto, a única coisa realmente organizada na minha vida é o meu livreiro. Sou naturalmente indisciplinada e bagunceira.
2. Faço tudo com música. - Eu sou uma inimiga do silêncio. Odeio fazer qualquer coisa sem ter um fone enfiado no ouvido ou tocando no computador, no rádio, em qualquer canto. Mas tem sempre que ter alguma coisa fazendo zoada perto de mim. (Uma zoada boa de preferência). Muita gente não sabe, mas eu sou fã de música clássica e sou apaixonada pela Sinfonia número 9 em Dó menor do Beethowen.
3. Sou maníaca por cadernos e canetas - Pense numa coisa que eu compro compulsivamente mesmo que não precise. Tenho uma pilha de cadernos nunca usados e canetas o bastante pra usar uma por dia sem repetir. É quase a mesma mania que eu tenho de comprar livros.
4. Não gosto de falar no telefone. - Meu telefone só tem a função de mandar mensagem, ouvir música e armazenar vídeos que me tiram de momentos de tédio. Mas não gosto de ligar nem receber ligação nem mesmo no telefone de casa. (Na verdade eu não sou muito sociável né?)
5. Tenho fobia de matemática. - Eu nunca fui boa em matemática, desde que era criança, essa matéria sempre me deu muita dor de cabeça e me rendeu muitos traumas. Sempre que preciso calcular qualquer coisa, mesmo no dia-a-dia, entro em pânico e calculo errado. Tenho que ter uma calculadora sempre à mão.
6. Tenho problemas de concentração. - Por alguma razão eu nunca consigo me concentrar numa coisa só, estou sempre me distraindo com várias coisas ao mesmo tempo. Tenho tentado drenar isso, mas é complicado. Quando estou estudando ou escrevendo divido a atenção com trocentas outras coisas, sou ruim em focar a atenção em um trabalho só.
7. Queria ser poliglota. - Mas devido ao fato 6 é meio difícil. Por isso gosto de cantar em muitos idiomas, me faz sentir algo bom quando falo outra língua mesmo sem entender. Pelo fato de eu ser muito desatenta, preciso estudar com alguém sempre, pra manter o foco e treinar a conversação, dividir dúvidas e essas coisas. Estou apanhando pra aprender Japonês sozinha justamente por isso, não acho nenhum maluco pra quebrar a cabeça comigo.
8. Odeio serviço doméstico. - Uma das razões para eu evitar terminantemente a palavra casamento é o serviço doméstico. Eu não sei cozinhar e ODEIO arrumar casa. Faço por obrigação, mas odeio mesmo. Lavar roupa, limpar cozinha, são atividades que me fazem querer um emprego muito rentável pra contratar uma doméstica.
9. Amo casacos! - Infelizmente, onde eu moro é muito quente, mas eu sou apaixonada por casacos, sobretudos, blusas de manga comprida, roupas de inverno no geral!
10. Não sei lidar com elogios. - Não que eu não goste deles, mas na maioria das vezes ou eu não acredito ou não sei como lidar com eles, então prefiro não recebê-los, principalmente quando se trata da minha aparência (porque eu nunca vou acreditar) ou das minhas habilidades (porque eu sempre vou achar que preciso melhorar MUITO).
11. Tenho "medo" de gente. - Okay, não chega a ser drástico, mas se você me soltar no meio de um monte de gente que eu não conheço e eu estiver sozinha acredite, eu vou ter um surto de nervos. Não sei interagir com pessoas, prefiro sempre passar despercebida e ficar isolada, o problema é que a minha paranóia nunca me deixa em paz na presença de pessoas quando estou sem nenhum conhecido por perto. Um dos maiores problemas com o fato de eu escrever é a divulgação, eu sou muito ruim quando preciso falar com pessoas ou me dirigir à elas por conta própria.
12. Queria ser nerd. - Sério, se tem algo nessa vida que eu acho lindo são pessoas inteligentes! Mas eu sou muito ruim fazendo pesquisas, sou triste em matemática e não sei jogar dama nem videogame. Mesmo sendo muito curiosa (E eu sou curiosa pra caramba!) minha inteligência se resume a 2. E estou sendo generosa. Eu sou incapaz de ficar horas estudando, mesmo em semana de provas.
13. Não gosto de fazer compras. - Quando isso não se resume a livros e cadernos eu detesto fazer compras. Tipo, sou daquelas que entra rapidinho na loja de sapatos escolhe o que gosta prova e leva, sem demora. Se fosse rica levava logo todos os que gostei pra não ter que voltar lá por um bom tempo. Roupa do mesmo jeito, embora seja um pouco chata pra comprar roupa. Se eu pudesse, mandava minha mãe e irmã comprarem isso por mim. Não curto nada ficar andando de loja em loja, provando calça e essas coisas. Acho chato demais. O único lugar que eu gosto de dar muita pernada é livraria, passaria horas dentro de uma desejando um cartão de crédito sem limite pra levar um caminhão de livros pra casa.
14. Sou uma vampira. - Se pudesse passava a noite toda acordada, mas passaria o dia dormindo. Sou mais produtiva de noite que de dia, odeio acordar cedo (mesmo que esteja sendo obrigada agora) e passaria a noite e a madrugada acordada sem problemas, escrevendo e lendo.
15. Sou supersticiosa. - Não que eu acredite em signo e cartomante. Mas já deixei de usar coisas por atribuir a elas má sorte, como por exemplo um colar que eu usava quando recebi a notícia que meu primo morreu, nunca mais o usei. Ou a música que estava ouvindo quando recebi a notícia da morte da minha segunda mãe, nunca mais consegui ouvi-la. E sou supersticiosa com coisas religiosas também, por exemplo, não consigo sair de casa sem a minha medalha de Nossa Senhora das Graças.
16. Coloco as mãos nos bolsos e evito contato visual quando estou nervosa ou com vergonha. -  Isso é a minha irmã quem diz, sempre que estou tímida ou com vergonha coloco as mãos nos bolsos, quando não tenho bolsos cruzo os braços, olho pro lado e começo a rir. Acho que é comum meu, porque nunca reparo nisso, faço naturalmente kkkk.
17. Sempre quis ver um hospício por dentro. - Isso é uma vontade meio bizarra, mas sempre tive curiosidade de ver de perto como funciona e como é o dia a dia em um manicômio, tanto por curiosidade quanto por que queria escrever um livro com uma personagem que tivesse doença mental.
18. Não gosto de música nacional. - Não é o fato de ter preconceito nem nada, é que eu simplesmente não curto músicas em português. Ás vezes escuto algumas, como Sandy e Junior, Marina Elali ou Ana Carolina, mas é muito raro. Prefiro músicas em inglês, coreano, japonês, francês, italiano ou qualquer outro idioma. E os estilos nacionais também não me atraem em nada.
19. Odeio que me atrapalhem quando estou trabalhando - Eu já sou hiperativa, e aí alguém vem me distrair mais ainda, quando estou escrevendo ou aprendendo alguma música, ou mesmo estudando Japonês, fico furiosa! 
20. Tenho uma memória péssima! - Não sei como, mas eu consigo esquecer das coisas tão fácil que me assusto. Uma pessoa me fala o nome hoje e amanhã eu não lembro mais. Isso me leva a, sempre que alguém me pede uma coisa, eu escrever logo num caderno ou na mão para não esquecer depois. Isso vale as vezes até pra coisas que eu aprendo, esqueci como se armazena coisas no cérebro kkkk
21. Enjoo das coisas rápido. - Quando me proponho a fazer algo, vou com toda a energia de uma vez, no calor da empolgação, mas na maioria das vezes com a mesma intensidade eu perco totalmente o interesse. Isso vale até pra pessoas! Quando eu percebo que elas estão começando a gostar de algo só porque eu gosto ou tentando me agradar de forma exagerada, começo a enjoar delas. É uma coisa meio chata, mas é um fato sobre mim.
22. Sou ciumenta com as minhas coisas - Isso poderia se aplicar como egoismo também, ou narcisismo, mas quando tenho algo sou ruim em dividir, é meu e só meu. E quando é com livros eu sou ciumenta E chata (ainda mais), se meu livro vier com um cheiro diferente a pessoa estar propensa a ser assassinada, por isso é raríssimo eu emprestar um livro. Isso vale com as músicas e artistas que eu gosto, filmes e até mesmo amores platônicos ou a minha irmã. Bizarro, mas verdade.
23. Nunca beijei - Na verdade, isso que eu sou BV não é exatamente novidade, é que eu não acho bacana essa coisa de ficar e nunca tive um namorado (e aparentemente nunca vou ter). Então, nunca beijei, e confesso que rola um medinho também kkk.
24. Tenho medo de facas. - Certo, isso não vem a ser uma fobia nem nada, mas eu não gosto de manusear facas e tenho certo receio quando alguém perto de mim está com uma, fico imaginando que vou ser estripada. Por isso, filmes de terror pra mim nem em sonho! Esse medo de facas está diretamente ligado à minha fobia de sangue e gargantas abertas.
25. Meu quarto é minha casa. - Se colocassem um banheiro e uma geladeira no meu quarto eu não sairia de lá nunca mais. Posso passar o dia inteiro dentro dele sem ver a cara de ninguém e mal vou perceber. É o meu lugar favorito no mundo, onde eu escrevo, leio e me sinto confortável. Minha mãe costuma dizer que meu quarto é meu "apartamento" dentro de casa, sempre que alguém vem atrás de mim ela diz logo: "Tá na casa dela". É engraçado.

Bem, e é isso. Algumas coisas aí todo mundo sabe, mas outras nem tanto... São 25 fatos sobre a minha desinteressante e bizarra pessoa. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário