terça-feira, 21 de agosto de 2018

[Livro] A Casa do Penhasco

Autor: Agatha Christie
Título Original: Peril at End House
Ano: 1940
Páginas: 191

Sinopse: Uma semana de férias no ensolarado litoral da Cornualha, esse parecia ser o cenário perfeito para coroar o fim da carreira do detetive Poirot, ao lado de seu inseparável companheiro, o capitão Hastings. No entanto, o clima de tranquilidade é quebrado quando eles conhecem a srta. Buckley, uma jovem de ar rebelde e herdeira da Casa do Penhasco, que diz ter escapado da morte diversas vezes nos últimos dias. Seriam meros acidentes? Ou haveria alguma explicação sinistra por trás disso? Empolgado, Poirot decide abandonar os planos de aposentadoria e volta à ativa para mais um caso que testará todas as suas habilidades.

Mais um magistral caso de Poirot escrito pela maravilhosa Agatha Christie. Nessa pequena novela acompanhamos nosso adorável detetive belga de férias na Cornuália com seu inseparável escudeiro o capitão Hastings. Poirot está decidido a se aposentar uma vez que sua performance está mais lenta com a idade e, desse modo, deve deixar vaga para os detetives mais jovens. 

Todavia, ao presenciar uma tentativa de homicídio bem diante dos seus olhos, ele embarca na aventura de mais um enigma desafiador que promete pedir o máximo de suas células cinzentas. Nick Backley é a proprietária da sombria casa do penhasco, uma jovem extravagante e agitada que parece não ter medo de nada. Ela conta a Poirot que já sofreu três "acidentes" nos últimos dias e saíra ilesa de todos eles, o detetive está convencido de que alguém está tentando matá-la, mas antes que possa pensar em ajudar, precisa convencer sua possível cliente de que sua vida corre risco.

Ele persuade Nick a convidar uma amiga próxima para ficar com ela na casa. Ela decide chamar sua prima Maggie e, numa noite, a moça é assassinada a tiros durante uma queima de fogos. Sentindo-se profundamente culpado e humilhado, Poirot fica ainda mais determinado a proteger Nick e descobrir quem está por trás do assassinato da jovem Maggie, sua lista de suspeitos se resume aos amigos mais próximos da moça e seus locatários, além do primo dela, senhor Charles Vyse. 

Quando a morte de um piloto inglês famoso e uma fortuna entram em jogo, a vida de Nick Backley chega em um impasse e a inteligência de Poirot é testada cada minuto conta para descobrir a mente por trás dos crimes que estão cada vez mais audaciosos.

Assim como O assassinato de Roger Ackroyd, achei A Casa do Penhasco fascinante, não importava o quanto lesse, assim como Poirot me via totalmente no escuro com suposições que não se encaixavam e suspeitos equivocados. Sobretudo, não esperava de modo algum aquela resolução e a surpresa, um dos maiores méritos nos livros da Agatha, me chocou um pouco ainda que a sensação não tenha sido tão eufórica como aconteceu com Roger Ackroyd em que soltei uma bela exclamação e fiquei rindo por ter sido tão magistralmente "trolada".

Mesmo sendo um livro curto, não se engane, a leitura é exigente e acaba se tornando muito maior do que parece. Por alguma razão, achei a narração muito breve e concisa não sei se pelo tempo que não leio Agatha ou se pelo fato de meu último contato com Hastings ter sido há muito tempo. Ainda assim, é uma leitura mais que válida e obrigatória para os amantes de romances policiais e os fãs de um bom e bem elaborado mistério!

Ano de Lançamento: 1990
Gênero: Drama/Mistério/Crime
País de Origem: UK
Duração: 97 minutos
Direção: Renny Rye

A adaptação deste livro encontra-se no primeiro episódio da segunda temporada na série Agatha Christie's Poirot (1989-2012), pelo tamanho dos episódios podem ser considerados filmes dos casos do famoso detetive belga e, a melhor parte, são independentes de modo que você pode assistir na ordem que preferir.

Tenho visto os filmes dos livros que já li e posso dizer que a adaptação é bem fiel, muda-se pouquíssimas coisas do livro, acredito que por questão orçamentária mesmo ou por gosto do diretor como aconteceu no final de The Murder of Roger Ackroyd que o final ficou bem divergente do livro pelo que me lembro.

David Suchet está maravilhoso como Poirot, o ator conseguiu não apenas interpretar brilhantemente nosso adorável detetive belga como incorporou os ínfimos detalhes de sua personalidade singular, dando uma atuação tão verossímil ao personagem que fica impossível colocar-lhe quaisquer defeitos na construção e caracterização do papel. Gostei da condução do caso e do modo como os detalhes ganharam vida na produção. É uma excelente retratação do livro, ainda que alguns episódios dos mais antigos deixem um pouco a desejar na atuação dos demais personagens da trama, como aconteceu com Murder in Mews na primeira temporada.

Recomendo fortemente essa série de filmes para os fãs de Agatha e principalmente para quem leu os livros, todos os casos de Poirot, ao que me parece, foram adaptados até sua triste morte em Cai o Pano seu último caso em Styles retratado no episódio Curtain na décima terceira temporada. Você encontra todos os filmes para download na UK séries neste link.

Nenhum comentário:

Postar um comentário