quarta-feira, 7 de junho de 2017

Rooftop Prince


Título Original: 옥탑방 왕세자; RR: Oktab-bang Wangseja
Aka: Attic Prince
Ano: 2012
Gênero: Romance, comédia, viagem no tempo
Episódios: 20
País: Coreia do Sul
Roteiro: Lee Hee-myung
Direção: Shin Yoon-sub
Elenco:  Park Yuchun
Han Ji-min
Jeong Yu-mi
Lee Tae-sung
Lee Min-ho
Jung Suk-won
Choi Woo-shik
Lee Moon-sik

Sinopse: Quando o Príncipe Herdeiro Lee Gak é transportado 300 anos no futuro para os dias atuais de Seul junto com três empregados, eles acreditam ser o seu dever resolver o assassinato da Princesa para poderem voltar para Joseon. Eles chegam no telhado do apartamento de Park Ha, uma mulher alegre de 20 e poucos anos, que eventualmente acredita nesse quarteto estranho e se torna a protetora deles. Enquanto Park Ha educa os quatro sobre a vida no século 21, Lee Gak encontra Hong Se Na, que parece ser a reencarnação da sua esposa. Assumindo a identidade de Yong Tae Yong, Lee Gak aos poucos começa a desvendar o assassinato de Yong Tae Yong e começa a chegar mais próximo de resolver o assassinato da Princesa. Ao se ver apaixonado pela Park Ha, ele percebe que talvez a Princesa talvez não fosse tão perfeita...

Eu fui dormir cinco e meia terminando esse drama, tudo porque meus níveis de ansiedade estão no vermelho de tão altos. Eu quis ver esse dorama por causa de todas as recomendações, mas acabou que não foi tudo o que falaram não, apesar de no fim eu não ter odiado como achei que odiaria. Tudo começa 300 anos atrás, no período Joseon na Coreia, o príncipe herdeiro Lee Gak acorda com um tumulto no palácio e descobre o corpo da sua esposa, a princesa herdeira, boiando no lago de lótus. Sabendo que ela foi assassinada depois de haver comido um caqui envenenado, ele começa a investigar a noite em que ela morrera, no meio das investigações é perseguido por assassinos e acaba magicamente transportado no tempo para o telhado de uma casa em Seul.
Voltando um pouco no tempo temos as irmãs Bu Yong e Hwa Yong filhas de uma  influente família na corte de joseon, o rei abriu a seleção para a escolha da princesa herdeira e o pai decidiu que Bu Yong seria aquela a competir pelo trono fato que deixou Hwa yong furiosa e cheia de inveja. Mais nova, Bu Yong não consegue ver o espírito perverso da irmã que arm um cruel plano para tirar a irmã do caminho e concorrer para princesa, desse modo, ela usa um ferro quente (que era uma pequena lança com ponta triangular achatada esquentada em brasas vivas e passada sobre a roupa para tirar amassados) para queimar o rosto da irmã e  tirá-la da seleção ocupando seu lugar. Assim, é eleita como a princesa herdeira e casa-se com o príncipe Lee Gak na época também uma criança. Bu Yong, agora impedida de se casar para sempre por causa da cicatriz no rosto, vira dama de companhia da irmã no palácio e esconde seu amor secreto pelo príncipe que respeita sua inteligência e gosta muito de conversar com ela.
Kim So Hyung tá em todo drama é? Gente '-'
Na atualidade, Park Ha luta por sua sobrevivência vendendo frutas em Nova Iorque e trabalhando à noite em um bar. Enquanto ela vende frutas alegremente durante o dia é flagrada por Yong Tae Yong o rico herdeiro de uma família coreana que passa férias no país e tem como paixão o desenho. Ele esboça Park Ha atrás de um cartão postal quando uma borboleta amarela pousa delicada em seu ombro. A partir daquele momento ele se apaixona completamente por ela. Em um bar a noite, com seu meio irmão Tae Moo, ele deixa para ela o cartão com o desenho que fez e um convite para encontrá-lo naquela noite, mas nunca aparece ao encontro. A verdade é que Tae Moo, invejoso e rancoroso, bate nele em um barco no alto mar e deixa-o lá sem socorro abandonando o irmão e o barco à deriva. Mais tarde o barco é encontrado, mas Tae Yong não. Park Ha então volta para a Coreia em busca do pai que descobre ter falecido é quando encontra a madrasta e a irmã adotiva Hong Se Na. Ao vê-la, Se Na teme que ela recorde o que aconteceu no passado e revele a verdade, mas descobre que ela perdeu a memória do que aconteceu antes dos nove anos de idade.
Quando decidiram morar juntos, a mãe de Se Na e o pai de Park Ha apresentaram as duas, mas Se Na sempre odiou a nova irmã e fazia de tudo para machucá-la. Deixando-a sem comer para que tentasse cozinhar sozinha e sofresse um acidente, colocando coisas na mochila dela quando estavam em lojas para que ela fosse acusada de roubo e, mesmo que seus pais sempre a repreendessem pelo comportamento horrível, seu ódio por Park Ha não diminuía. Até o dia que ela decidiu se livrar da irmã de uma vez por todas, colocando-a na traseira de um caminhão e fingindo ir comprar leite. O caminhão partiu e ela não fez nada para impedir que Park Ha fosse levada embora para fora da cidade e, depois que o caminhão sofreu um acidente, por ela estar sem identificação alguma, foi levada à adoção.
Se Na também esconde do seu namorado, Yong Tae Moo, sua verdadeira origem pobre. Dizendo que sua mãe é uma professora universitária na Inglaterra quando na verdade é uma vendedora de peixe no mercado. Park Ha se estabelece em Seul quando, certo dia, ouve barulhos estranhos na sua casa e, ao sair, encontra quatro homens trajando roupas do período joseon na sua sala. Sem entender nada, ela decide deixá-los na frente de um museu por não acreditar que eles são realmente do passado. Mas quando os quatro - o príncipe Lee Gak, seu eunuco Do Chi San, o erudito Song Man Boo e o guarda Woo Yong Sul - são presos a polícia leva-os de volta para ela que decide assumir a responsabilidade por eles. Após muita confusão que eles fazem sem conseguir se adaptar à era moderna, ela acaba pegando afeição ao grupo, até seu caminho se cruzar com a avó de Tae Yong que é igualzinho ao príncipe Lee Gak ainda desaparecido.
Para desvendar o mistério do assassinato da princesa herdeira, Lee Gak assume o papel de Tae Yong que descobre ser sua reencarnação, Se Na é a reencarnação da princesa herdeira e Park Ha a reencarnação de Bu Yong, ele vai aos poucos ligando os pontos e descobrindo que a morte da princesa pode estar no emaranhado de joguetes de poder que acontece na modernidade e, se ligar as reencarnações as vidas passadas, será capaz de resolver o enigma e assim voltar para Joseon. Contudo, ele se vê apaixonado por Park Ha o que pode comprometer seus planos de conquistar a princesa herdeira na modernidade e chegar ao seu assassino. Mas as peças do quebra cabeça estão longe de se montar e ele vê sua vida e  a de Park Ha correrem perigo no momento que descobre que Tae Yong pode ter sido assassinado por Tae Moo e o corpo do verdadeiro Tae Yong aparece em Chicago. 

Com o tempo cada vez mais curto para conseguir respostas, Lee Gak vai aprendendo mais sobre as pessoas e acaba descobrindo a verdade por trás de sua perversa princesa e o cruel destino que o tirou do caminho daquela por quem estava realmente destinado a se apaixonar. Uma coisa que deixou todo mundo muito confuso foi o final do drama cuja cena é essa aí em cima, ficaram sem entender se Lee Gak realmente voltou de Joseon ou o que. Bem, eis minha explicação, como vai ter spoilers eu vou deixar pra quem já assistiu, selecione o texto pra ler: No penúltimo capítulo Lee Gak e Park Ha se casam fazendo um voto de amor eterno. Quando Lee Gak some e volta para Joseon, o verdadeiro Tae Yong, na atualidade, volta do estado vegetativo. Porque o príncipe desvendou a verdade da morte de Bu Yong no passado e se lembrava de absolutamente tudo sobre a modernidade e nunca esqueceu de Park Ha, sua reencarnação, que já estava destinada a ela e se apaixonara no momento que a viu, pode ter guardado consigo resquícios das memórias de quando ele estava como príncipe na modernidade. Quando troca a roupa de Tae Yong pela de Lee Gak não quer dizer que é o principe que voltou de Joseon, lembrem-se do desenho que ele mandou para ela, o príncipe não sabia desenhar, significa que eles compartilham a mesma alma e que essa alma e esse coração que amaram Park Ha quando viajou para o presente permaneceu imutável. Assim, quem está com ela na última cena é Tae Yong e não Lee Gak. Pelo menos foi a saída mais lógica. No fim, apesar de toda raiva que me fez, porque vou dizer, é daqueles dramas estilo Hotel King, o mal se dá bem a maior parte do tempo, eu gostei por causa dos últimos episódios. Apesar do final meio metafórico, foi um final fechado e bonito.

Os Personagens:

Lee Gak/Tae Yong - Como um jovem artista, Tae Yong é um rapaz despreocupado que quer ver o mundo e desenhá-lo. Não se preocupa com a empresa que a avó insiste que ele administre e não se importaria de passar o poder para o meio irmão. É um bom rapaz. Como príncipe, Lee Gak é mimado e arrogante, acostumado com a reverência e a nunca ser contradito em Joseon, encontra certa resistência com um mundo moderno onde ele não tem poder e ninguém o reverencia. Ainda assim, apesar desse lado muitas vezes irritante, ele tem uma sagacidade incrível, é justo, por vezes ingênuo em algumas coisas, defende aquilo que acredita e, durante sua jornada como Tae Yong podemos acompanhar sua evolução para um homem mais humilde.

Bu Yong/Park Ha - Como irmã da princesa herdeira, Bu Yong, que sempre esconde o rosto atrás de um lenço por causa da cicatriz, é inteligentíssima, doce, recatada e com um enorme coração. Sempre prezou o bem estar da irmã e apesar do seu amor pelo príncipe, ficava feliz pela irmã sem nunca ter visto sua natureza cruel e calculista. Como Park Ha é uma jovem esforçada, por vezes me irritei com ela por ser passiva demais e aguentar desaforos calada, mas isso mudou um pouco do meio pro fim do dorama e ela ganhou mais atitude, ainda que em certas ocasiões agisse como uma burra total. Ela realmente ama a madrasta e faz tudo pelo bem estar dela, mesmo sendo duramente tratada pela irmã adotiva, ainda se vê disposta a ajudá-la quando ela precisa sem nunca expor o mau caráter dela para a mãe ou as outras pessoas. É efusiva e muito honesta.

A diversão do drama fica por conta dos súditos do príncipe o eunuco Do Chi San, o guarda Woo Yong Sul e o erudito Song Man Boo. O primeiro é bom com contas domésticas, o segundo garante a segurança e o terceiro, altamente inteligente, é responsável pelos enigmas principalmente por sua memória incrível e habilidade com desenho.
Vê-los se adaptando à era moderna é divertidíssimo, principalmente dado as suas personalidades e habilidades próprias. Eles garantem a parte da comédia e no começo do dorama foram eles que garantiram que eu continuasse assistindo.
Hwa Yong/ Hong Se Na - Não importa no presente ou no passado, ela não presta. Como princesa herdeira se juntou em um complô para assassinar o príncipe, não se casou com ele por amor, mas pela posição e para conquistar aquilo que seria da irmã a quem passou a odiar quando foi selecionada pelo pai no seu lugar para a seleção da princesa. Como Hon Se Na, é uma mulher fria, calculista, mentirosa, ambiciosa e falsa. Finge ser de uma família rica, tem vergonha da mãe por ser vendedora de peixe e odeia Park Ha desde criança. É capaz de qualquer coisa para ter o que deseja e faz de tudo para tirar da irmã tudo que ela conquista, roubando, enganando, mentindo e chantageando. Ela é o bom resumo de vaca.

Yong Tae Moo - É o meio irmão de Tae Yong. Sempre teve inveja dele por saber que a avó deixaria a empresa para Tae Yong enquanto ele trabalhava como um louco para conseguir atenção. Tão calculista quanto Se Na faz de tudo para tirar o meio irmão da jogada, principalmente quando ele aparece vivo e bem pronto para reclamar sua posição na empresa. Enquanto tenta descobrir o que aconteceu realmente, é assombrado pelos fantasmas do seu crime.

Nenhum comentário:

Postar um comentário