segunda-feira, 8 de maio de 2017

Fallen (2016)

Diretor: Scott Hicks
Roteiro: Kathryn Price
País: EUA
Data de lançamento: 8 de dezembro de 2016
Elenco:  Addison Timlin
Jeremy Irvine
Harrison Gilbertson

Sinopse: Responsabilizada pela misteriosa morte de seu namorado, Luce (Addison Timlin) é mandada para o reformatório Sword & Cross, onde se aproxima de Daniel Grigori (Jeremy Irvine), sem saber que ele é um anjo apaixonado por ela há milênios. Ao mesmo tempo, a protagonista da trama não consegue se manter afastada de Cam Briel (Harrison Gilbertson), que também é um anjo e há tempos luta pelo amor de Luce. Isolada do mundo exterior e assombrada por estranhas visões, ela começa aos poucos a desvendar os segredos de seu passado e descobre a verdadeira identidade dos anjos caídos, bem como o amor que nutriram por ela ao longo de séculos. Luce deve, então, fazer sua escolha.

Eu vi esse filme em 27 de Abril e esqueci de resenhar! (Esquece, tô com a cabeça na lua, só pode!) eu acho que é porque eu achei o filme tão ruim que eu nem me lembrei de resenhar! Li os livros tem um tempo já, creio que resenhei aqui quando os li, soube da adaptação, mas no começo era tudo tão enrolado que eu não estava colocando muita fé não e quando lançaram o Harrison como Cam perdi todas as esperanças. Achei a escola de elenco meio sei lá. Aí finalmente saiu o trailer e deu pra ter meia ideia do que vinha por aí, mas como acontece com a maior parte dos filmes, o trailer vende mais que o todo. Foi exatamente o que aconteceu com esse.
Como disse, faz um tempo que li os livros, então pode ser que eu não compare com muita propriedade. A primeira coisa que eu achei estranha sobre o filme foi a publicidade. Gente, não teve absolutamente NENHUMA publicidade no Brasil, eu fiquei besta! Alguém que foi no cinema sabe se ele veio pra cá? Imagino que só SP e RJ. Não fossem as páginas do Fallen BR que eu tinha no facebook nem ia saber que havia estreado e só o que eu via nos comentários lá era que o filme era maravilhoso. Graças a Deus não tive muitas expectativas com isso.
Começa com Luce chegando à Sword e Cross, por fora parece mais ou menos com a transcrição do livro, mas por dentro é meio como uma casa antiga. Só isso. Não tem nem dez minutos de filme e ela já tá desconfiando de quase tudo, como assim? O desenrolar dos fatos é muito rápido, tem as consultas com o médico (das quais não me lembro no livro), os anunciadores até que ficaram bem como eu imaginei, mas as asas deles nem perto. Disseram que quem cuidaria do filme era a Disney, mas acho que depois de ler o roteiro eles mudaram de ideia.
Houve sim umas cenas que ficaram bem fiéis ao livro, a cena da psicina (mais ou menos), a cena da estátua, achei um desaforo cortarem a cena em que Daniel dá o dedo pra ela. mas tiveram outras que eu até agora me pergunto como! Por exemplo, aquela cena da foto e ela se jogando da sacada. Não lembro dela no livro. A cena do bar também, enfim, muita coisa acontecendo rápido demais, achei um pouco desleixado o filme. Vi que foi dirigido pelo Scott Hicks o responsável por Um Homem de Sorte, não havia gostado desse outro filme também, mas nem culpo a direção dele, eu culpo é o roteiro mesmo.
Kathryn Price  foi responsável pelo roteiro de Treinando o papai, os outros filmes que ela roteirizou (não muitos por sinal) não conheço. O filme custou 40 milhões de dólares e só arrecadou 25 milhões. Nem precisa dizer mais nada né? Não senti emoção NENHUMA com os atores, e o Irvine não é mau ator porque já vi outros filmes com ele, de todos foi o mais razoável nesse filme. O filme não impressiona, não impacta, ele é simplesmente regular para dizer o mínimo. E a dublagem eu não vou nem comentar porque, por Deus... infelizmente não achei legendado em canto nenhum (triste!). Se você é um fã da série eles pararem no primeiro filme vai ser um favor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário