quinta-feira, 25 de outubro de 2018

[Livro] O Signo dos Quatro

Original: The Sign of the Four
Autor: Arthur Conan Doyle
País: Reino Unido
Série: Sherlock Holmes
Lançamento: 1890

Sinopse: Nesta história, uma moça de nome Mary Morstan, procura pelo serviço do detetive, para desvendar o que aconteceu ao seu pai. Ele morreu dez anos antes de moça procurar o detetive. Quatro anos após a morte do pai, a moça começa a receber anualmente uma pérola de grande valor. Após seis anos recebendo essas pérolas, sem saber o motivo nem quem as mandava, a moça recebe um bilhete da mesma pessoa que lhe enviava as pérolas, marcando um encontro. Mary, Sherlock Holmes e Watson vão juntos ao encontro de Thaddeus Sholto, o remetente anônimo das pérolas, filho do falecido major Sholto, que havia sido colega do pai de Mary como guarda da prisão das Ilhas Andaman. A trama envolve um tesouro roubado de um rajá por um grupo de quatro que selam um pacto – daí o signo dos quatro. Os ladrões e assassinos são presos. Um deles, Jonathan Smith, tenta negociar o tesouro em troca da liberdade do grupo, mas Sholto lhe passa a perna e fica com o tesouro. Anos depois Jonathan busca vingança.

Como falei para vocês, estou me recuperando de uma cirurgia na boca, a primeira de duas que vou precisar fazer. Não deu para atualizar o blog esses dias porque, graças a alimentação basicamente de líquidos, eu fiquei bem mal. Passei três dias muito nauseada e tenho dormido menos de quatro horas por noite, então a coisa foi bem feia. Hoje fui tirar os pontos da primeira cirurgia e me senti um pouco melhor, por isso vim fazer a resenha de O Signo dos Quatro que tinha terminado ha alguns dias, mas não tive como escrever a resenha por indisposição mesmo.

O livro narra as aventuras de Holmes tentando desvendar o quebra-cabeças de um crime muito meticuloso envolvendo um tesouro. Quando certo dia uma jovem dama o procura para relatar o desaparecimento do seu pai, o detetive e seu fiel amigo Watson se vêem imersos em uma trama de vingança intricada e escorregadia. Seguindo as pistas da moça, os dois são levados a conhecer Thaddeus Sholto, o herdeiro de um oficial morto que está em desavença com seu irmão gêmeo, Bartholomew, por causa de parte de uma fortuna que, aparentemente, pertence por direito à senhorita Morstan. Quando vão à procura deste último encontram-no morto pelo que Holmes descobre ser veneno. 

A cena do crime, apesar de aparentemente impossível, não escapa da minunciosa inspeção e detalhamento do detetive que descreve com perfeição cada passo dos envolvidos e como a arca com o tesouro havia sido roubada. O encarregado do caso é o inspetor Atherly Jones, um sujeito com ares de sabichão que pensa ter descoberto toda a trama ao enquadrar Taddeus como o assassino do irmão. Apesar de estar ciente de todos os passos dos assassinos, Holmes sabe que não será fácil capturá-los, por isso precisa ser cauteloso, ele conta com a ajuda de Tobby, um cão farejador, para buscar o rastro dos criminosos, mas acaba não os encontrando.

O mais interessante desse livro é ver Holmes seriamente frustrado, coisa que não vi nos livros dele que havia lido até então. Outra coisa bacana nas histórias de Doyle é que nós temos um background do criminoso, não como uma forma de absolver seu delito, mas de entendê-lo e acho isso muito interessante. A trama é bem fluida e tem alguma ação a mais se comparada aos dois anteriores, gostei muito.



2 comentários:

  1. Oi, nossa, já começo estimando melhoras pra você. Ainda lembro de quando extraí os 4 sisos, precisou ser por cirurgia, e é realmente incômodo e doloroso. Espero que tudo isso logo seja apenas uma lembrança do mesmo jeito que é pra mim. :)

    Acho que nunca li nenhum livro do Sherlock. Geralmente fantasia me chama mais atenção do que qualquer outro gênero, mas fiquei curiosa para ler esse mistério.

    Beijos;

    Mente Hipercriativa
    Fan Page Mente Hipercriativa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. igualmente, Helana! Obrigada pelos votos, hoje me sinto bem melhor!

      Olha, eu recomendo muito. São muito bons, pra quem gosta de romances policiais é um prato cheio. Obrigada pela visita!

      Excluir