quinta-feira, 4 de abril de 2013

Fé (Faith)

Sou católica e tenho orgulho de dizer isso. Não sou praticante como deveria, mas sei que isso em nada diminui o amor de Deus por mim, embora eu tenha consciência do meu dever enquanto cristã. Desde a morte do David eu tenho ficado muito trancada em mim mesma, agora com a morte do meu avô eu tenho percebido o quanto o tempo passou diante de mim, em que ponto a minha vida chegou e eu mal percebi, mas sabem... Eu notei também em como a minha fé suportou tudo isso, e tive mais certeza hoje depois de certa conversa eu nunca senti tanta firmeza em defender minha fé em Deus nosso senhor como o fiz agora pouco. E isso me fez sentir tão forte, tão bem só de imaginar, só de afirmar a certeza de que ELE ME AMA. Nãao entendo como alguém pode duvidar ou questionar Deus, tentar provar que ele não existe, duvidar que ele é o criador de todas as coisas, ou ainda pior: Julgá-lo como um mau pai. Por piores que tenham sido minhas provações eu tenho minha fé intacta, Deus nunca me abandonou e nunca me deu motivo algum para duvidar de seu amor por mim e essa certeza me reconfortou de tal forma que me senti melhor. Me senti cheia de força.
Ainda estou sem vontade de sair para nada, não fui ao curso de inglês hoje, em compensação minha irmã me arrastou para a dentista, ela arrancou o primeiro de quatro dentes, levou quase cinco minutos com 09 aplicações de anestesia para conseguir tirá-lo e eu virei meio vampira porque acho que da tarde até agora eu já engoli meio litro de sangue - ok estou exagerando - nunca pensei que arrancar um dente era tão ruim, afinal só extraí um em toda a minha vida quando tinha nove anos e tive minha primeira cárie de lá pra cá não tinha feito mais nem obturação porque sempre tive a boca em ordem - tirando é claro a posição dos dentes u.u' - e sinceramente me arrependo cegamente do dia em que coloquei esse aparelho! Agora que a anestesia já se foi a falta do dente já está me incomodando sem contar que eu ainda estou engolindo sangue - Pode parecer nojento pra você, mas se eu for ficar cuspindo direto não vou tirar mais a cabeça da pia!- Dois pontos e a promessa de passar por esse martírio mais três vezes. Reconfortante!
Semana que vem começam as provas na faculdade :/ não me sinto apta a fazer nenhuma, mas infelizmente não posso adiar isso, preciso estudar e dar o melhor que meu psicológico me permitir dar. Alguns professores são compreensivos, como meu professor de Latim que é fantástico, mas alguns parece que nunca perderam alguém que amam... Porque ignoram completamente o estado em farrapos que a gente fica depois que passa por uma perda assim.
Eu voltei a ficar muito nervosa... Inquieta e triste. Estou tendo várias dificuldades de escrever e até mesmo de ler. Minha única vontade é dormir e olha que se me deixassem dormir mesmo como dizem no face eu entrava em coma. Infelizmente não deixam.

Nenhum comentário:

Postar um comentário