sexta-feira, 28 de março de 2014

Leitura e Educação


  • Valorizar a leitura como fonte de informação, via de acesso aos mundos criados pela literatura e possibilidade de fruição estética, sendo capazes de recorrer aos materiais escritos de diferentes objetivos. (PCN de Língua Portuguesa)


A Leitura é uma das ferramentas mais importantes - senão a mais importante - no ensino da língua seja ela portuguesa ou não. Não apenas pelo prazer de desfrutar de uma boa história, mas ler nos leva a repensar alguns conceitos distorcidos o mundo em que vivemos, nos auxilia a escrever com melhor adequação expandindo nosso leque de palavras, propicia um auxílio fundamental à criatividade e nos leva a falar melhor, consequentemente.
Não é por acaso que o novo modelo de ensino da língua é voltado para o texto, não mais a regra isolaa e nem o conhecimento estratificado, mas ambos aplicados e contextualizados de diferentes maneiras. No que tange ao Brasil, somos um os países que lê menos. Em média, os brasileiros leem quatro livros por ano, bem ao contrário da frequência com que dedicam seu tempo a programas televisivos que pouco (ou nada) contribuem para o enriquecimento de sua cultura ou o exercício de sua criticidade.
Toda a forma de leitura é não apenas válida, mas importante. Independente da área pretendida de atuação do aluno ele será confrontado com a língua e pela língua. Aprender a ler verdadeiramente, e não apenas decodificar os signos, é entender o universo no qual aquele mundo literário se encaixa e saber, sobretudo, confrontá-lo com o mundo no qual você está inserido, fazendo as reflexões necessárias, compreendendo todo contexto e, principalmente, apreciando o maravilhoso exercício de perder-se dentro de um livro para enfim encontrar-se.
Faz-se necessário que o professor incentive seus alunos a ler sempre, sem pressões, sem promessas e sem imposições. A prática da leitura deve surgir naturalmente e ser alimentada dentro do ritmo próprio de cada aluno, mas incentivada sempre e, quando necessário, discutida e trabalhada em sala de aula como forma de um estímulo prático.

Katharynny.

Nenhum comentário:

Postar um comentário