sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

A Perseguição - Sidney Sheldon

Informações:

Título Original: The Chase
Ano de publicação: 1994
Páginas: 234
Gênero: Ação, policial, suspense


Sinopse: Masao Matsumoto é um jovem que acaba de perder seus pais Yoneo Matsumoto e Eiko Matsumoto num acidente de avião, Masao herda todos os bens de seus pais, porém em caso de morte precoce, a herança ficará para seu tio o perverso Teruo Sato, "Masao tem que morrer" foi a frase que deixou Masao em pânico. A partir daí, se inicia uma grande perseguição por todo o território americano, Masao descobre a solidariedade e a generosidade que se pode encontrar onde menos se espera.

O que eu achei: Comparado ao outro livro, O Estrangulador, a história desse foi um pouco mais interessante ainda que levemente previsível quanto ao final (mas quem sou eu para falar de previsão não é?) embora esse siga um ritmo mais intenso que o outro. Masao Matsumoto (e como não lembrar de Matsumoto Jun?) é o herdeiro do império do pai que morrera em um acidente de avião, juntamente com a esposa e os dois pilotos. O jovem de dezoito anos fica desconcertado com o que acontecera e deixa para o tio, Teruo, a função de cuidar dos preparativos para o funeral que acontecerá em Toquio, cidade natal deles. Eles viajam para Nova Iorque onde o avião caíra e se hospedam na casa da família em uma propriedade privada e semi-deserta, lá Masao descobre que é o herdeiro do império Matsumoto e no caso de sua morte tudo ficará para o tio, Teruo. E é lá também que o jovem descobre que o tio quer matá-lo.
Para tal ele usa Higashi, um assassino contratado e disfarçado de motorista, o plano era afogar Masao e fazer parecer que ele se suicidou em decorrência da morte dos pais, só que o garoto é tão esperto quanto Teruo e consegue escapar para a cidade mais próxima em busca da ajuda da polícia, pela sua idade, o tenente acha que o jovem está mentindo e o manda de volta para o tio, na tentativa nova de escapar, Higashi sofre um acidente e morre, vendo nisso a possibilidade de pegar o sobrinho mais depressa, Teruo aciona a polícia dizendo que Masao enlouqueceu e assassinou o motorista, uma dura perseguição começa a acontecer e um jogo mental passa a ocorrer entre tio e sobrinho, Masao não tem em quem confiar além de Kunio Hidaka, o gerente da empresa em Los Angeles, sua única saída é encontrá-lo, mas o menino está sem dinheiro e sendo caçado por todos os lados.
Em uma tentativa de conseguir emprego ele se candidata na empresa da própria família como montador usando um sobrenome falso, é onde conhece Sanae Doi, por quem se apaixona imediatamente. mas não pode envolvê-la no perigo que corre então não pode tê-la. Com muito esforço e a ajuda de dois caminhoneiros, Masao consegue chegar à Los Angeles, mas acaba subestimando o poder de Teruo e descobre que para pegá-lo precisará de muito mais que mera esperteza.
Como eu disse, o livro segue um ritmo bem intenso e o que se percebe na escrita de Sheldon é que ele preza a ação e não o detalhe, os livros dele são breves, em alguns momentos tensos e sempre focados no psicológico dos personagens. A leitura é bem fácil e rapidinho a gente avança nas páginas. Não sei se acontece em todos, mas eu consegui prever o final bem no meio do livro, embora não totalmente, alguns aspectos  realmente me surpreenderam, mas menos do que eu esperava. No geral é um livro muito bom, o que mais gostei tanto nesse quanto no outro foi o fato de terem protagonistas Japoneses, conhecemos um pouquinho da cultura deles e do país e achei isso muito legal mesmo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário