sábado, 21 de janeiro de 2017

Goblin, the lonely and great god

Título Original: 쓸쓸하고 찬란하神-도깨비 / sseulsseulhago chanlanhasin-dokkaebi
Título de Lançamento: Goblin, The Lonely and great god.
Ano: 2016
Gênero: Fantasia, romance, comédia, drama
Autor: Yoon Ha-rim
Roteiro:  Kim Eun-sook
País: Coréia do Sul
Episódios: 16 + especial
Elenco: Gong Yoo
Lee Dong-wook
Kim Go-eun
Yoo In-na
Yook Sung-jae

Sinopse: Há mais de 900 anos, Kim Shin (Gong Yoo) era um imbatível general em guerras, mas o jovem Rei daquele tempo decide mata-lo, pois Kim Shin tem o respeito do povo e tem medo que lhe tome o trono. Após sua morte ele se torna Dokkaebi (Goblin), possuindo uma vida imortal. A princípio ele pensa que é abençoado, mas percebe que está amaldiçoado.. Ele vive junto com um ceifador amnésico (Lee Dong-wook) que está encarregado de levar as almas falecidas. 
Para conseguir morrer Kim Shin precisa se casar com uma humana e para saber realmente poderá morrer ela precisa ver nele o que ninguém consegue... o que será?

Kim Shin foi traído pelo homem que tinha que proteger. Manipulado por um erudito sedento de poder, o rei Wang Yeo manda matar seu melhor general e sua família diante dos seus olhos, inclusive sua irmã que era a rainha de goreyo. 900 anos mais tarde, perambulando pelo mundo como um Goblin, Kim Shin é o dono de um vasto império que vaga a procura de sua noiva, a única capaz de retirar a espada cravada em seu peito  e lhe dar libertação de uma vida sufocada pela dor da perda e das lembranças de cada pessoa que passou pela sua vida.
Ele conta com a ajuda e companhia de um ceifador sem nome e memória, que acaba indo morar na mesma casa que ele. Certo dia, após longo tempo fora, ele volta para a Coreia e a salva uma mulher atropelada que estava grávida, dela, meses depois, nasce Ji Eun Tak, uma menina com uma estranha marca na nuca que é capaz de ver fantasmas. Após a morte da mãe, aos nove anos, Eun Tak é abordada pelo ceifador, pois é uma alma perdida que deveria ter morrido no acidente da mãe, mas foi salva pelo Goblin, embora não saiba que é a noiva dele. Os dois se encontram pela primeira vez no aniversário de 19 anos de Eun Tak quando, desesperada para sair da casa da tia cruel, ela pede um emprego, um namorado e uma vida melhor.
Kim Shin não sabe como ela é capaz de invocá-lo simplesmente apagando uma vela, e quando ela diz que é a noiva do Goblin ele tem a esperança de finalmente pôr um fim na sua existência de sofrimento, mas com o passar do tempo, Eun Tak começa a ocupar em seu coração um lugar maior do que ele previra e seu desejo de viver pode colocar em risco a vida dela, cada vez mais próxima da morte. Agora, Kim Shin precisa ir contra as divindades para manter sua amada a salvo das garras da morte, com a ajuda do ceifador ele pode prever quando acontecerá uma nova tentativa do destino de matá-la, mas até quando ele pode impedir que o trágico destino que os une tire dele mais essa pequena chance de felicidade? Que segredos esconde a memória do ceifador?
Por incrível que pareça, Goblin é um drama sobre morte. A cada capítulo nós somos convidados a refletir sobre esse acontecimento que assusta tanto as pessoas, de uma forma muitas vezes divertida até. Apesar de ter uma temática tão pesada, não é de nenhuma forma um drama estranho ou mesmo muito deprimente, a relação do Goblin e do ceifador é muito interessante e leve, durante 13 episódios somos levados das gargalhadas mais sinceras às lágrimas mais intensas em segundos. Refletimos sobre a fragilidade da vida e sobre o peso das nossas ações para com as pessoas que nos cercam, muitas vezes  pensamos que elas são eternas e esquecemos de dar a elas o devido valor que tem. É também um drama sobre amor e sacrifício, sobre o peso que cada escolha tem no nosso destino e revela muito da religiosidade coreana também acerca das quatro vidas, das divindades e reencarnação. É muito interessante.
Permitam-me manifestar publicamente minha decepção e profunda raiva com o final desse dorama! Goblin tinha tudo para ser o dorama perfeito, estava, inclusive, cogitando seriamente colocá-lo no topo da minha lista de doramas favoritos, desbancando meu amado the moon that embraces the sun, Desde dezembro passado eu tenho acompanhado arduamente o drama, coisa que eu odeio fazer desde que comecei a ver Achiara's Secret, porque dá muita impaciência. Esses últimos três episódios eu vi legendado em inglês simplesmente porque não conseguia esperar a legenda em português sair, mas confesso que fiquei com tanta, tanta raiva que chorei. Eu sempre reclamo um pouco dessa mania de asiático não saber terminar produções, a cada 5 que se assiste 1 tem final realmente satisfatório o que nos dá muita frustração porque a criatividade deles é muito superior e dava sim para ser mais parcial com as coisas.
O final vai dividir opiniões, eu sei, mas a saída que eles deram para as coisas não foi nem um pouco boa na minha opinião - SPOILER* nos últimos episódios, a Eun Tack morrer? Como assim? Aí, morre o ceifador e a Sunny pra virem juntos pra nova vida e recomeçar do zero, até que essa deu pra entender, mas o Goblin ficou simplesmente imortal, sozinho, esperando que a Eun Tack voltasse humana de novo, pra ele ficar com ela basicamente da estaca zero, ela morrer de novo e assim nas 3 vidas? Me poupe né? Podiam ter dado um jeito de ele virar mortal e continuar a vida com ela até o fim como era para ser. Ele passou bem uns 4 episódios tentando livrar ela da morte - e conseguindo por sinal - pra no fim ele morrer, ela passar 10 anos esperando, aí depois ela morre e ele passa sei lá quanto tempo esperando. A vá! Foi um dos finais mais frustrantes de 2016! *FIM DO SPOILER -, e mesmo que haja quem ache que foi satisfatório eu não posso concordar e fiquei muito chateada com o rumo que as coisas tomaram e nem mesmo a inconclusão, porque é um final aberto, me chateou tanto quanto o resultado de 15 episódios de sofrimento, espera, reviravolta e nova chance pra um final desse!!! Me poupem mesmo! 
Eu não posso dizer que valeu cem por cento a pena assistir, mas dou um 9 muito merecido porque eu tive 13 capítulos de muito aprendizado, reflexão, muitas gargalhadas e surpresas. Chorei muito em algumas partes e tiro o meu chapéu para a produção, fotografia e a trilha sonora desse drama que é simplesmente espetacular! Sem mais. Vale a pena pesar se você vai querer ver o drama sabendo que o final não vai ser satisfatório, ainda que bom de alguma forma estranha. Embora eu tenha ficado muito puta de raiva, não posso deixar de recomendar Goblin, os 13 primeiros episódios valem muito a pena ser vistos, mas não é, de modo algum, um dorama que eu assistiria de novo para ver um final daquele tendo a certeza que eu ia me frustrar mais uma vez. Deixo a escolha pra vocês!
Algumas cenas:
Goblin sendo goblin! kkkkk

Essa amizade <3

- Seu namorado está bem aqui!
- Onde, onde, hein?
- Bem aqui, na sua frente, eu!

Ela me chamou de "seu senhor"
Explicando Kpop pro vovô! Sério, essa cena foi inédita!

PERSONAGENS PRINCIPAIS:

Kim Shin (Goblin) - nosso icônico e querido personagem principal é um general da era goreyo (que antecedeu a conhecida Joseon da maioria dos dramas), conhecido por sua incrível capacidade de batalha que foi acusado de traição por uma trama cruel de um inimigo. Ele desde então vive vagando a procura de sua noiva, única capaz de libertá-lo da dor dos 900 anos de perda.
Kim Shin, interpretado gloriosamente pelo maravilhoso Goong Yoo, é um personagem que vai do mais hilário ao mais triste em questão de segundos. É inocente, tem senso de humor, carinhoso, fofo e inicialmente tem muito medo de aceitar os próprios sentimentos.
Compadece-se sempre dos mais fracos, interferindo diversas vezes na vida dos humanos na busca por ajudá-los a melhorar de ida. É justo, um pouco temperamental e completamente apaixonante! Goong Yoo está glorioso nesse papel!

Ji Eun Tak - A noiva do goblin é uma garota que perdeu a mãe cedo e desde então tem sido maltratada por uma tia ambiciosa, fútil e sem caráter que só quer o dinheiro que a irmã guardou para a filha.
Eun Tak tem um bom coração, por ter vivido muito tempo privada de carinho e muitas coisas, é um pouco deslumbrada e fútil às vezes. Ainda assim, tem uma personalidade forte, é corajosa, espontânea e muito carinhosa.
Apaixona-se pelo goblin gradativamente, primeiro pelas vantagens de ser noiva de alguém, não apenas pelo lado financeiro, mas pela chance de amar e ser amada por alguém uma vez que está sozinha no mundo. A relação dela com Kim Shin é muito engraçada e vai se desenvolvendo de maneira muito fofa dando desde momentos de diversão até lágrimas de desespero.
Sua personalidade brilhante é cativante e nos impede de sentir qualquer coisa negativa por ela.

Ceifador (Wang Yeo) - ele é fofo e lindo ao mesmo tempo de uma maneira inexplicável. O ceifador é tão inocente que dá vontade de pôr ele num potinho.
Diz-se que quando se comete um erro muito grave na vida anterior, a pessoa não renasce, mas torna-se um ceifador. Entretanto, ele não tem quaisquer lembrança de nada acerca do seu passado.
Torna-se amigo de Kim Shin aos poucos, a relação dos dois passa de hilária para fofa em uns poucos episódios. Apaixona-se pela chefe de Eun Tak, é tão fofinho e sempre tão direto na relação que torna-se impossível não se apaixonar por ele.
Quando finalmente retoma suas lembranças do passado e descobre o que fez, tenta de todas as formas se redimir pelo que fez e começar de novo.

Kim Sun Hee (Sunny) - É a dona de um restaurante de frango conhecida e admirada por sua beleza estonteante.
Tem uma personalidade forte, é direta e objetiva, tem um coração mole, mas é um pouco exigente. Conhece suas qualidades e, apesar de se gabar vez ou outra não é uma pessoa narcisista.
Torna-se muito próxima de Eun Tak quando esta começa a trabalhar no seu restaurante que passa a crescer consideravelmente. Ela tem uma ligação com Kim Shin e Wang Yeo que é revelada no meio do dorama. Apaixona-se pelo ceifador, mas por ele não revelar sua verdadeira identidade a relação dos dois fica complicada.

Uma das aberturas mais fantásticas:

Desafio você a não se apaixonar por essa música

Links:
Completo no Drama Fever e Viki (Somente para vips)
Download legendado pelo Kingdom Fansub e Urameshi Downs

2 comentários:

  1. Nossa miga! Eu acabei de assistir esse drama, ai eu pensei, sera que Katharynny já tinha visto e vim procurar no seu blog! Eu achei esse drama muito perfeito! Eu ri tanto, e chorei muito também, porém o final meio esquisito mesmo pela mesma razão, mas pelo menos teve um final feliz, só que ficou meio sem respostas algo, tipo SPOILER - Ele vai ser um Deus pra sempre agora? - FIM DO SPOILER, eu adorei a amizade deles, gente me cortou muito o coração quando eles descobrem tudo, foi o que eu mais chorei!!Mas depois de tudo, eu não consigo achar defeitos nesse drama, foi muito bem feito! <3 Agora to perdida, nem sei o que eu faço...:)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu passei pelo doloroso processo de acompanhar os episódios semanais porque o Goo Yoon e o Doo Wook no mesmo drama não dá pra ignorar! Realmente, Goblin é um drama que a gente não consegue odiar, a gente ri e chora horrores de verdade, mas sinceramente o final me deixou muito furiosa, eles podiam ter tomado um rumo diferente e acho realmente que deveriam, se ele continuou como imortal, ela tem três vidas pela frente e ele vai vê-la, sucessivamente, envelhecer e morrer... não acho que foi um final satisfatório pra eles principalmente por tudo que ele sofreu. Agora, o bromance desse drama é tudo! Melhor amizade ever!
      Eu super te recomendo The Moon That Embraces the Sun se você ainda não viu. Tem resenha dele aqui, ele é o meu modelo de dorama perfeito!
      Obrigada pela visitinha, Yasmin sua linda <3

      Excluir