domingo, 17 de junho de 2012

Seguindo em frente

A irmã do Julio me mandou escrever coisas felizes... Escrever coisa feliz... Como se isso fosse a coisa mais fácil do mundo! ele quer que eu desista? Tudo bem... To cansada de correr atras de todo mundo, tenho que aprender a andar sozinha! Ele quer me ignorar, ok então. Ignore. A dor não é eterna, vai passar. Eu ja suportei muito pra desistir agora. Ele perdeu as pernas não a vida! Tem protese ai, não é o fim do mundo por mais que o golpe seja grande. Não acabou ainda... Mas não tem porque eu ficar insistindo em alguem que nao me quer, que ACHA que sabe o que é melhor pra mim... Eu sempre vou esperar ele voltar... vou sempre imaginar que ele ta trabalhando e que vai vir me ver depois... A aliança ainda ta aqui no meu dedo... Só que eu não posso esperar pra sempre e por mais que me machuque... As vezes voce tem que aprender a sacrificar as coisas que ama... O golpe pra mim não foi o Ju ter perdido as pernas, foi ele ter desistido de tudo... Foi isso que me deixou chocada.
Hoje eu dei um passo grande... Na verdade dois. Consegui ir à missa sozinha. E lá eu percebi o quanto eu sentia falta de estar perto de Deus, eu sempre fui tão religiosa, sempre andei tanto na igreja, mas acabei me afastando por algo que ate hoje me pergunto porque... Foi uma sensação boa, me senti mais leve e com mais força pra seguir em frente... Estou decidida a ir adiante, eu realmente não queria aceitar que o Julio e eu não existe mais... Não quero. Mas sinceramente ficar me prendendo nisso só ta me fazendo mal, o meu tratamento ta regredindo ao invés de progredir e eu ja cheguei muito longe! Não vou deixar que isso aconteça! Se ele não me quer mais tudo bem, eu vou me levantar e vou atras dos meus sonhos, não é a primeira nem a última decepção que eu vou passar e ta na hora de aprender a lidar com isso, a superar a dor, eu não estou sozinha, tem muita gente a minha volta que quer me ver sorrindo, que precisa da minha ajuda, que quer me ver forte... E não apenas por elas, mas por mim, eu vou me levantar e vou seguir em frente. 
Quando eu decidi me tratar eu fiz uma promessa a mim mesma: Disse que nunca ia desistir não importasse o que houvesse, e eu vou cumprir isso! Quando eu cheguei da missa hoje, tirei as roupas e me deitei um pouco, deu vontade de chorar, mas eu me forcei a sorrir... E quis guardar a imagem desse sorriso então tirei uma foto, esse sorriso faz parte dessa promessa, é mais um progresso... Nao vai doer pra sempre e eu  vivi o bastante pra aprender isso... É hora de dar ao Julio o lugar que ele está pedindo na minha vida: uma página passada.
Mesmo forçado, é hora de voltar a sorrir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário