sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

Música Para o David: Poema do Menino Morto



No silêncio fui concebido
concerto inteiro numa canção
tanto à viver e tão certa a morte
não tem lar meu coração

Cante o que não diz
esqueça o intocável
deixe levar por um belo olhar
minha poesia música morta
a carta de amor pra ninguém

Nunca anseie um mundo melhor
já foi composto e alguém tocou
cada parte desta canção
é uma prece do meu coração

Fiz ao eclipse, falei à virgem
fui morto sem a beleza florida
criei um reino, sábios caminhos
falhei em um deus me tornar

alma sem cor. mar sem amor

Nenhum comentário:

Postar um comentário