sexta-feira, 1 de março de 2013

Disaster

Eu to ficando traumatizada com essa história de me apaixonar, acho que eu vou virar uma freira Carmelita pelo menos eu vivo reclusa do mundo ou quem sabe eu consiga asilo psiquiátrico... To precisando de um tempo fora e quanto mais longe melhor. O Raul veio falar comigo hoje... Não sei como, mas veio. Sabem, tudo que eu pensei que estava superando se desfez no segundo que eu olhei nos olhos dele, são os olhos mais lindos com os quais já cruzei, a voz dele tem o poder de me acalmar e ao mesmo tempo me fazer perder a razão... Eu percebi que não posso simplesmente me impor esquecê-lo porque não é assim que funciona, o que eu sinto por ele é intenso demais, e mesmo que eu tente olhar para outra pessoa ou mesmo que eu tente ignorar o que eu sinto basta ver ele de longe e pronto, meu coração volta com tudo em dobro de intensidade. E o que mais me frustra é que ele não se importa. Como eu disse hoje à uma colega de classe minha, eu só to viva porque Deus é Deus, mas nunca na minha vida eu senti tanta vontade de desaparecer como agora. Cada vez que eu tento deixar ele de lado, fingir que não me importo, esquecer, mais eu me apaixono por ele, com mais força, com mais intensidade, de maneira mais incontrolável e arrebatadora. E a dor é maior, dilacera silenciosamente cada pedaço do meu coração de forma violenta, e ao mesmo tempo em que eu não consigo conter essas sensações é como se eu precisasse delas para me sentir viva. É a coisa mais ilógica que já passei na vida. Ele é absolutamente... Indescritível. Quando ele se aproxima de mim é como se as cores do mundo ficassem mais vivas, tudo aos poucos vai desaparecendo e só existe ele no meu mundo, eu viajo no som melódico e suave da voz dele, o sorriso tímido que se arqueia com delicadeza no rosto angular e perfeito, os olhos são meus favoritos, um chocolate que parece sempre estar brilhando com uma intensidade única... Ele consegue destruir qualquer escuridão com a luz própria de um simples olhar. Eu não me canso de olhá-lo e faria isso horas a fio interruptas vezes.
To me sentindo um peixe fora d'água, aos poucos o ar desaparece dos meus pulmões e eu vou morrendo devagar e agonizando. Eu me sinto tão cansada disso tudo, estou fazendo o papel errado nesse filme, eu não sou a mocinha da história, eu sou mais a bruxa então porque eu me sinto assim, vítima de mim mesma? Principalmente quando eu sei que nada pode mudar o rumo natural das coisas QUE DROGA SERÁ QUE EU NÃO ME ENXERGO?! Eu não consigo mantê-lo longe de mim, porque eu tenho sempre essa necessidade voraz de querer ele perto, de abraçá-lo, quantas vezes eu já tive vontade de fazer o que a Hally fez com o Arthur e simplesmente beijá-lo intensamente... - É nessa hora que eu me lembro que não sei fazer isso. - Eu me sinto tão inadequada... É muito frustrante, e não tem nada que eu possa fazer para mudar as coisas, de um jeito ou de outro eu gosto dele cada vez mais...  Seja perto ou longe. Eu odeio amar!

Cansada de existir

Eu tenho que permanecer perto, tomar uma dose, mas isso simplesmente não é o bastante.
Cara certo, hora errada
Hora certa, cara errado.
Do que serve? Porque sempre tentar?
Qual é a pressa, conseguir alcançar e depois perder.
Agora, Eu estou arrasada e chorando, e não há consolo.
Isso terminou tão diferente no meu sonho, as coisas nem sempre são o que parecem.

Então
É por isso...
Eu não fico entusiasmada quando alguém me manda flores, não vou ficar sentada com meu telefone por mais uma hora.
Isso machuca, mas ainda vou correr para isso.
Oh, eu odeio amar
Eu odeio amar

Assustada com o que isso fez comigo, mas eu simplesmente preciso disso.
Foi certo para meu alcance mas por alguma razão eu não posso agarrar
Amor continua como ódio em mim.
Então, Eu odeio amar,
Eu odeio amar.

Não quero ouvir mais ninguém me dizendo que precisa de mais tempo
Perguntando aonde eu estive, todos encima de mim.
Cara novo, mentiras velhas
Cara velho, mentiras novas
Não sei porque eu ainda tento.
Qual é a pressa, conseguir alcançar e depois perder.
Agora, Eu estou arrasada e chorando, e não há consolo.
Isso terminou tão diferente no meu sonho, as coisas nem sempre são o que parecem
E
É por isso...
Eu não fico entusiasmada quando alguém me manda flores, não vou ficar sentada com meu telefone por mais uma hora.
Isso machuca, mas ainda vou correr para isso.
Oh, eu odeio amar
Eu odeio amar

Assustada com o que isso fez comigo, mas eu simplesmente preciso disso.
Foi certo para meu alcance mas por alguma razão eu não posso agarrar
Amor continua como ódio em mim.
Então, Eu odeio amar,
Eu odeio amar..

Quanto mais eu digo isso, menos eu entendo
Eu só quero alguém pra mim.
E quanto mais eu vejo isso, mais eu quero isso.
Mas eu preciso de alguma coisa para me fazer acreditar.
Me disseram que algum dia isso vai se tornar o caminho, mas eu não quero me machucar em todos os caminhos.
Então eu não vou me arrumar, porque eu não acredito.
Então, entenda o que eu digo

Eu odeio
Eu odeio amar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário