domingo, 24 de fevereiro de 2013

Quieta (Informações sobre Avalanche)

Acabei trocando o filme pela ópera. Há muito tinha vontade de ver A Flauta Mágica de Mozart completa... Já tinha visto Lucia di Lammermoor de Donizetti e Tosca de Puccini. Gravei para mim Il Barbieri di Siviglia. Foram duas horas e quarenta minutos de peça aproximadamente, mas gostei muito. Desde a aula de música eu aprendi a apreciar música erudita, clássica. Fora isso meu dia correu normal, eu estou com um pouco de sono mesmo tendo ido dormir cedo ontem, e passei o dia tentando ver se conseguia escrever algo, mas estou mesmo desmotivada, talvez pela pressão que estou me impondo com as obrigações da faculdade. A Peça me ajudou a relaxar um pouco, mesmo assim ainda estou com a cabeça rodando entre fonemas, declinações, teorias educacionais e leis de diretrizes e bases, essas últimas mais por raiva que realmente preocupação.
Eu estive pensando hoje pela manhã no que acontece entre Raul e eu, e sabem me peguei pensando em algo bem interessante, desde o começo eu sempre soube que ele não gostava de mim, e como eu já estava acostumada em ficar triste nem me importei muito, mas e se ele correspondesse? Eu não tinha parado para pensar nisso! E acreditem eu ficaria apavorada. Eu já estive do lado dele, o lado de ter uma pessoa que gosta de você e você não corresponde... Não pode corresponder. É o que acontece com o Raphaell e o que houve com o Luis... E com alguns outros por ai. Mesmo isso sendo novidade pra ele eu entendo como ele se sente, eu sei bem o que é não ver a outra pessoa como ela espera que a gente veja (e eu não o culpo. Já me olhei no espelho) assim como não é a primeira vez que eu estou do lado que gosta de alguém e a outra pessoa não corresponde. Nesses casos, pela minha experiencia dupla posso dizer que estou fazendo um bem me afastando dele, não da certo ficar perto, eu sempre vou esperar por algo que eu sei que nunca vai acontecer e isso não é ser pessimista, é ser realista, como eu disse eu já estive (e ainda estou) do lado que ele está também... Os sentimentos não funcionam assim, e como o caso do Luis as vezes mudam tarde demais. Desistir é a parte difícil pra mim eu vou fazer porque eu sei que é preciso e não porque eu quero fazer... Mas é a coisa certa a fazer, logo ele vai encontrar uma garota incrível à altura dele e talvez fique mais fácil pra eu esquecer ele quando isso acontecer.
Bem, eu falei no último vídeo que possivelmente não publicaria mais Avalanche, e algumas pessoas se manifestaram no meu email me perguntando porque e pedindo para que eu mudasse de posição. Gente, é o seguinte... Eu lancei Sombras ao Sol, mas foi um erro. Eu não sou escritora, me enganei no momento que achei que podia ser uma, eu não estou apta a ter um livro publicado, mesmo tendo publicado um. Ao contrário do Raul eu não pertenço a esse ramo. Eu agradeço muito o carinho de vocês com relação ao que eu faço, e fico feliz que gostem do que eu escrevo, mas a ideia de lançar o livro realmente é distante ainda... Principalmente agora que estou desmotivada a ajustá-lo. Peço desculpas a vocês ta bom?
Por enquanto é isso... Qualquer novidade eu aviso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário