quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Tears




Hoje eu quero chorar, soltar-me em queda livre
no abismo das dores reprimidas
quero que meu coração se afogue
em tudo que eu andei engolindo
preciso desafiar meu controle
subestimar minha força
cair... Apenas cair.

Hoje eu preciso chorar,
livrar de mim o peso do fardo
das noites insones e sem remédios
das palavras incompreensivas e sem nexo
do ódio nutrido que cresce em meu peito
chorar o que eu fiz e o que não foi feito
jogar-me nos braços da escuridão.

Hoje eu tenho de chorar 
revelar a alma em palavras cristalinas 
contar as dores, a alma quebrada 
as fissuras do sonho que se partiu 

E simplesmente hoje eu quero voltar 
no tempo em que as lágrimas me fechavam 
e somente a elas eu ouvia 
e somente elas me entendiam 
e somente a elas eu confiava.

Um comentário: