domingo, 11 de março de 2012

Apática


Hoje eu acordei as 09, como tem sido costume esses dias... Isso claro graças ao meu despertador. Mas estou morrendo de dor de cabeça, porque estou com sono. Minha mãe que fale o que quiser mas eu vou dormir. A minha tia ta aqui em casa, eu acabei de digitar 7 planos de aula para ela e minhas mãos estão meio dormentes... Eu estou tentando manter a calma, mas para eu desabar não falta muita coisa! A minha vontade era de ir para um lugar bem longe daqui, esquecer de tudo! Apenas me concentrar no que tem importância pra mim verdadeiramente: O Julio.

A minha irmã anda um porre esses dias, estressada como se todos os dias da semana fossem de tpm! E ja não basta tudo que ela tem que fazer hoje discutiu com a minha mãe porque ela queria pegar um menino de sete anos para alfabetizar! Ela mal tem tempo para jantar antes de ir para escola e quer arrumar mais coisa pra fazer, ainda mais nessa profissão! Ao que parece ela quer mesmo ser professora! Eu ainda tenho trauma só quando lembro daqueles 4 anos da minha vida atirados na lata do lixo contra a minha vontade! E mesmo sabendo que eu odeio isso e que não me dou com criança minha mãe quer a todo custo que eu fique com o menino! Não me faltava mais nada!
A minha cabeça está um caos! Estou quase desequilibrada de vez, se continuar desse jeito vou procurar um manicômio para morar! Minha mente está esgotada de vez é impossível eu me concentrar em qualquer coisa. Estou em um estado de apatia que ja está começando a assustar a mim mesma! Eu não quero fazer nada, estou sem estímulo, sem vontade, sem gosto, sem prazer em viver. Parece que todas as coisas que eu gostava de fazer de uma hora para outra não valem mais a pena, não fazem mais sentido... Na minha vida acho que a única coisa que está fazendo sentido é o Julio... E foi por causa dele que eu ainda não enfiei uma bala na cabeça e nem tomei uma caixa de comprimidos de uma só vez...
Escrever alivia... Infelizmente só alivia... Não passa...

Nenhum comentário:

Postar um comentário