segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Nada legal...

Desde a hora que eu fui dormir... A meia noite de hoje, não estou nada bem... Sabe aquela sensação de não conseguir parar de pensar em alguém por mais que tente? De não conseguir afastar essa sensação de tristeza e agonia que parece dominar cada neuronio do seu cérebro? Essa sensação se chama saudade... É o mal que me acomete há muitos dias... Pode ser até esse mal que está me deixando tão desequilibrada...
Essa saudade tem nome... Se chama Julio Petrova. Ainda me custa a acreditar que tudo acabou assim, dessa maneira, ainda me pergunto porque... Tudo parecia ir tão bem, tão certo, tão direito... Porque isso tinha que acontecer? Onde está o erro que a gente cometeu para que a vida nos punisse desse jeito? Não é justo! Caramba eu queria me casar com aquele garoto! Formar uma família, ser feliz, fazer coisas que eu nunca imaginei que faria um dia... E em um passe de mágica, uma questão de segundos... Ele vai embora. Tudo acaba...
Eu tentei ser forte... Tentei fingir que eu não me importava, que conseguia gostar de outra pessoa... Mas no fundo essa é uma ferida aberta no meu coração e que ainda dói insuportavelmente... Não consigo mata-lo dentro de mim por mais que eu tente... E nem sei se um dia eu vou conseguir... Eu só queria entender porque isso aconteceu, queria que Deus me respondesse o motivo pelo qual ele fez isso comigo... O que ele está tentando me ensinar... O que ele quer me mostrar! Porque sinceramente... Eu não consigo aceitar a realidade... Queria a minha ilusão  de volta, onde eu era feliz docemente, onde um simples abraço afastava todos os meus medos, onde eu conseguia sorrir sem máscaras... Onde a minha felicidade era tão real quanto cada batida dolorosa desse meu coração que ainda não aceitou que acabou o conto de fadas e não teve um final feliz...

Nenhum comentário:

Postar um comentário