sexta-feira, 7 de setembro de 2012

Uma carta.

E você não pode mais ler estas linhas... Não pode mais me ligar e dizer que isso é um absurdo... E nessa hora eu percebo o quão cruel é o tempo e o quão dura é a saudade, difícil, impiedosa.
O tempo passa, mas a dor ainda é igual, talvez mais branda, porém ainda machuca de igual forma. Lembro-me do seu rosto, da sua irritante mania de me tirar do sério, dos lugares que costumávamos andar juntos, dos momentos que jamais poderão ser esquecidos. E essa pequena cidade ja não tem mais graça, e as pessoas ja não são as mesmas, nem mesmo a música tem algum sentido sem a sua voz, ainda não me acostumei aos passos longe da sua proteção, as lágrimas longe do seu abraço, um abraço terno e confiante que nunca mais irá me envolver... E de que adianta amar tanto se você não pode mais ver o que me ensinou?
Queria que soubesse dos avanços, das quedas, que me irritasse, ter a chance de cantar com voce uma vez, de ver os seus lábios se arquearem naquele sorriso cínico que me encantava... Ter a chance de deixar voce saber o quanto era importante, por mais que voce ja soubesse disso... Mas agora é tarde demais... Voce está longe, um longe que eu não posso superar.
E eu me pergunto se voce me olha do céu... Se escuta quando eu falo com voce, e se me olha quando eu ergo meus olhos para o céu, se me ouve quando eu canto as musicas que voce mais gostava... É, voce partiu cedo demais, não era a sua hora... O seu ceifeiro ainda não pagou pelo que fez, ele ainda vive, sob uma justiça errada. Porém seu verdadeiro julgamento não tarda a acontecer, o Senhor dos senhores irá condená-lo pelo que fez, porque ele sabe que voce não merecia partir, ele conhecia melhor que eu o seu coração terno e bom. E mesmo que eu nunca consiga agradecer tudo que voce fez por mim, se agora voce consegue ver o meu coração de alguma forma, sabe David, o quanto eu amo voce, o quanto a sua amizade foi importante pra mim e a sua vida foi significativa na minha.
Voce era o meu melhor amigo... Eu sempre vou sentir sua falta. Mesmo que eu ja consiga lembrar de voce sem chorar, não significa que não dói... Eu gosto de pensar que se eu ja consigo agir assim é porque voce está aqui perto de mim, mesmo que eu não consiga ver, continua me protegendo sempre com aquele ciume bobo que só voce tinha... E quando eu sorrio lembrando de voce, é o meu coração escutando alguma bobagem que só voce sabia dizer para me fazer sorrir nos piores momentos... Eu sei que mesmo longe voce continua me ensinando a vida, segurando a minha mão para que eu não caia... E eu quero acreditar que um dia, eu vou poder ver voce outra vez, te abraçar e não precisar dizer o quanto voce é importante, apenas com um toque, voce vai conseguir sentir.

Saudades eternas...

Katharynny.

Nenhum comentário:

Postar um comentário